18 de mar de 2014

Capítulo Único- You belong with me + Aviso



"Talvez você nunca perceba o jeito que eu te olho"

Ser como um nada, era isso que eu sentia. Talvez ele nunca me percebesse, mas precisamente percebesse que eu o amava. Eu nunca seria como as garotas com quem ele namora, há muita diferença, ele é popular e eu sou apenas mais uma nerd. Ele namora. E eu o amo. Afinal o que ele veria em mim? Ela usa mini-saias, eu uso calças. Ela torce por ele como líder de torcida, eu torço na fanfarra da escola. Ela usa salto, eu uso tênis. Ela vai as festas, eu fico estudando e pensando no dia que você acordar e achar que tudo o que você está procurando está em mim.

Era apenas mais um típica terça-feira, e eu estava aqui de novo, apenas estudando e te observando jogar vídeo-game com seus amigos. Drew se você soubesse o quanto eu amo você. Se soubesse o quanto eu fico encantada quando você sorri. Eu queria tanto que ele me notasse, mas isso é meio impossível. Pude ver Justin olhar para a janela do quarto dele ao me ver ele sorriu e deu uma piscada fazendo com que eu desse uma gargalhada, ele voltou a atenção ao jogo e não deixei de sorrir.

Quem não tem namorado é alguém que tirou férias não remuneradas de si mesmo. 
Namorado é a mais difícil das conquistas. 
Difícil porque namorado de verdade é muito raro. Necessita de adivinhação, de pele, saliva, lágrima, nuvem, quindim, brisa ou filosofia. Paquera, gabiru, flerte, caso, transa, envolvimento, até paixão, é fácil.
 
Mas namorado, mesmo, é muito difícil. Namorado não precisa ser o mais bonito, mas ser aquele a quem se quer proteger e quando se chega ao lado dele a gente treme, sua frio e quase desmaia pedindo proteção. A proteção não precisa ser parruda, decidida; ou bandoleira basta um olhar de compreensão ou mesmo de aflição. 

Quem não tem namorado é quem não tem amor é quem não sabe o gosto de namorar. Há quem não sabe o gosto de namorar. Se você tem três pretendentes, dois paqueras, um envolvimento e dois amantes; mesmo assim pode não ter nenhum namorado. 

Não tem namorado quem não sabe o gosto de chuva, cinema sessão das duas, medo do pai, sanduíche de padaria ou drible no trabalho. 

Não tem namorado quem transa sem carinho, quem se acaricia sem vontade de virar sorvete ou lagartixa e quem ama sem alegria. 

Não tem namorado quem faz pacto de amor apenas com a infelicidade. Namorar é fazer pactos com a felicidade ainda que rápida, escondida, fugidia ou impossível de durar. 

Não tem namorado quem não sabe o valor de mãos dadas; de carinho escondido na hora em que passa o filme; de flor catada no muro e entregue de repentede gargalhada quando fala junto ou descobre meia rasgada; de ânsia enorme de viajar junto para a Escócia ou mesmo de metrô, bonde, nuvem, cavalo alado, tapete mágico ou foguete interplanetário. 

Não tem namorado quem não gosta de dormir agarrado, de fazer cesta abraçado, fazer compra junto. 

Não tem namorado quem não gosta de falar do próprio amor, nem de ficar horas e horas olhando o mistério do outro dentro dos olhos dele, abobalhados de alegria pela lucidez do amor. 

Não tem namorado quem não redescobre a criança própria e a do amado e sai com ela para parques, fliperamas, beira - d'água, bosques enluarados, ruas de sonhos ou musical da Metro. 

Não tem namorado quem não tem música secreta com ele, quem não dedica livros, quem não recorta artigos; quem gosta sem curtir; quem curte sem aprofundar. 

Não tem namorado quem nunca sentiu o gosto de ser lembrado de repente no fim de semana, na madrugada, ou meio-dia do dia de sol em plena praia cheia de rivais. 
Não tem namorado quem ama sem se dedicar; quem namora sem brincar; quem vive cheio de obrigações; quem faz sexo sem esperar o outro ir junto com ele. 

Não tem namorado quem confunde solidão com ficar sozinho e em paz. 

Não tem namorado quem não fala sozinho, não ri de si mesmo e quem tem medo de ser afetivo. 

Se você não tem namorado porque não descobriu que o amor é alegre e você vive pesando duzentos quilos de grilos e medos, ponha a saia mais leve, aquela de chita e passeie de mãos dadas com o ar. Enfeite-se com margaridas e ternuras e escove a alma com leves fricções de esperança. De alma escovada e coração estouvado, saia do quintal de si mesmo e descubra o próprio jardim. 

Acorde com gosto de caqui e sorria lírios para quem passe debaixo de sua janela. Ponha intenções de quermesse em seus olhos e beba licor de contos de fada. Ande como se o chão estivesse repleto de sons de flauta e do céu descesse uma névoa de borboletas, cada qual trazendo uma pérola falante a dizer frases sutis e palavras de galanteria. 
Se você não tem namorado é porque ainda não enlouqueceu aquele pouquinho necessário a fazer a vida parar e de repente parecer que faz sentido.

[...]

Fechei os cadernos e livros, levantei da cama pegando meu pijama, aquilo certamente não era um pijama era só uma camiseta grande, mas eu amava usar isso. Me sentei na cama e me senti observada, abri o vidro entrando na varanda e sentir a brisa um pouco gélida tocar minha pele fazendo um pequeno arrepio, meu cabelos esvoaçaram. Sentia-me como no Titanic, só falta eu achar meu Jack.

-Olá bela moça, o que faz acordada a essa hora?-aqueles olhos dourados me encaram de uma forma magnífica, todas as vezes que olhava para ele me sentia hipnotizada.

-Estou á espera do meu príncipe encantado, logo logo ele virá me buscar e iremos para longe com seu cavalo branco.

-Talvez seu príncipe não tenha um cavalo branco, tenha apenas uma Ranger Rover, já parou para pensar?

-Talvez meu príncipe não exista.

-Acho que já deu no “talvez” não é mesmo Giulia?

Talvez. –rimos.

-Incrível como você me faz sorrir tão facilmente. O que acha de dermos uma saída amanhã a noite?

-Isso não pegaria mal para sua namorada? Olha eu não quero prejudicar em nada...-ele me interrompeu. E sim eu tava mentindo feio, eu queria sim ir aquele digamos “encontro”.

-Não tenho namorada desde o momento em que percebi que a menina dos meus sonhos se encontrava bem de baixo do meu nariz.

Messes depois...

Depois daquele dia foi como se eu vivesse em um filme, onde finais felizes existiam. Descobri que era difícil escalar uma montanha mas ao chegar ao topo, a vista é maravilhoso. Eu e Justin não namoramos, mas temos um lance.

-Giulia você não percebe querida, você não é nada, nada comparada a mim. –Ashley a ex namorada de Drew me inferniza até o ultimo.- Acha mesmo que o Bieber vai me largar por você? Um nada, uma nerd, um erro. Que você morra menina, te desejo toda infelicidade do mundo.

Ao ouvir isso lembrei do que o Bieber avia me falado quando me pediu em namoro.

Não há nada nem ninguém que possa nos separar, você é minha vida. Muitas pessoas tentaram te destruir mas você irá ter que ficar forte, forte por mim, pela sua família e pela nossa futura família. Encontrei em você o pedaço que faltava em mim, eu te quero para a vida inteira, Giu sem ti eu sou um mar sem água, sou Romeu sem Julieta, sou uma Patrick sem Bob esponja. Apenas lembre-se que eu te amo”era aquilo me motivava a crescer e não de deixar levar pela opinião dos outros.

A única coisa que importava era o nosso amor.

Yon the phone with your girlfriend
She's upset, she's going off about
Something that you said
She doesn't get your humor
Like I do

I'm in my room
It's a typical tuesday night
I'm listening to the kind of music
She doesn't like
She'll never know your story
Like I do

But she wears short skirts, I wear t-shirts
She's cheer captain, and I'm on the bleachers
Dreaming about the day when you wake up and find
That what you're looking for has been here the whole
time

If you could see
That I'm the one
Who understands you
Been here all along
So why can't you see me 
You belong with me
You belong with me.

Walking the streets
With you and your worn out jeans
I can't help thinking this is how it ought to be
Laughing on a park bench thinking to myself
Hey, isn't this easy?

And you've got a smile
That could light up this whole town
I haven't seen it in a while
Since she brought you down
You say you're fine
I know you better than that
Hey what are you doing with a girl like that

But she wears high heels
I wear sneakers
She's cheer captain
I'm on the bleachers
Dreaming about the day
When you wake up and find
That what you're looking for
Has been here the whole time

If you could see 
That I'm the one
Who understands you
Been here all along 
So why can't you
See, you belong with me
Standing by and waiting at your backdoor
All this time
How could you not know baby
You belong with me
You belong with me.

Oh, I remember you
Driving to my house
In the middle of the night
I'm the one who makes you laugh
When you know you're about to cry
And I know your favorite songs
And you tell me about your dreams
Think I know where you belong
Think I know it's with me

Can't you see
That I'm the one
Who understands you
Been here all along
So why can't you see?
You belong with me.

Standing by and waiting at your backdoor
All this time
How could you not know baby
You belong with me
You belong with me.

You belong with me
Have you ever thought
Just maybe
You belong with me
You belong with me

Anos depois...

-Então foi assim que vocês começalam a namolar papai?

-Sim minha filha, eu era um bobo que não notava a belíssima mulher que me esperava, então quando eu a encontrei tratei logo de pedi-la em casamento para certificasse que sua mãe será sempre minha.-Drew disse com os olhos brilharam para Jane. Ela tinha 4 anos e era um amor, tinha os cabelos da mesma tonalidade do Justin, os olhos dourados, o nariz igual ao meu e a boca ligeiramente rosada como a minha.

Tudo aconteceu tão rápido, eu me passei depois de uns 2 anos, engravidei de Jane no primeiro mês de casamento e depois foi só alegria. Tínhamos algumas discussões as vezes, mas era normal, todo casal tinha.

-Mamãe e papai eu vo conta plos meus filinhos e netinhos essa histólia!- Justin me deu um beijo. Ah como eu amava aquele beijo, era viciante.

Eu morria de amores por ele e tinha ganhado tudo o que eu pedi a Deus. Uma família. Um marido. Eu os amava incondicionalmente e poderia dar minha vida por eles.

-Eu amo tantos vocês –disse com os olhos cheios de lagrimas.- Vocês são meu tudo.

-Amor eu também amo você. –disse Justin puxando meu maxilar e me dando um beijo longo e demorado.

-Isso é tão nojento mamãe, mas eu tamblém amo vlocês.- Jane começou a nos encher de beijos.

Eu nasci para o Justin e ele para mim. Jane nasceu por nós e ela é fruto do nosso amor. O amor de uma nerd e um popular. Isso mostra que tudo, tudo pode ser real.

Fim...


Oee girls, tudo bem? Meu nome é Dessa, sou a amiga da Tha, eu que ajudo ela a postar e tals. Por que eu to aqui? Bom como vocês sabem a Tha queria um tempo daqui, ela merce isso, há uns 3 anos que ela escreve  aqui e super apoio de um tempo só pra ela. Saibam que ela continuará postando no anime, e enquanto ela estiver fora eu vou postar alguns capítulos únicos para a Tha não perder leitoras. Bom é só isso... Logo, logo haverá mais capítulos... Soon. Beijos <3

14 de mar de 2014

Oi, hahah

Oi meninas, tudo bem? 
Eu fiquei bem comovida com os comentários que tem no post anterior ...
Acho que eu to um pouco desanimada e ando que meio desistindo das coisas que eu gosto de fazer...
Isso é ruim não é?
Eu espero que não tenha magoado ninguém com o que eu disse. Espero mesmo.
Eu ainda estou pensando muito no que fazer, mas quero muito postar no anime, onde eu tenho uma fiz lá, e por enquanto vou postar por lá. Eu troquei meu celular e não to conseguindo acessar o meu email por lá, e lá é onde tem os capítulos que eu tenho que postar e eu não sei o que vou fazer mas vou dar um jeito. Pelo computador não consigo entrar  no meu email :(
Mas vamos fazer assim, qualquer dúvida, vocês falam comigo no twitter @WithJustinBr e eu vou mantendo vocês informadas quando eu vou postar e onde ok?




beijos , até breve

11 de mar de 2014

Aviso: Critícas, semana de prova e comentários.

Cheguei minha gente e agora a coisa ta feia pro lado de vocês hahahah brincadeira. Bom, digamos que estou escrevendo isso de bobeira pq to bolada essa semana. Primeiro que eu comecei ib nova, tava feliz pra car*lho e pow! Não to mais. Vou explicar por quê. Pra falar a verdade nem eu sei exatamente o porque. Eu tenho 16 anos, escrevo no blog desde os 13 anos e agora me dei conta que são 3 ANOS PORRA! Vocês não tem noção de como isso passou rápido. E eu cheguei a conclusão que meu blog não atingiu minhas metas. Eu queria chegar a mil seguidores e 100 comentários nos capítulos porém não consegui. Ai eu me pergunto PORQUE OH DEUS? Tenho 3 teorias. Eu escrevo mal. Vocês tem preguiça de comentar. Ouuuu eu escrevo mal e vocês tem preguiça de comentar. Qualê gente? Não to cobrando comentário nem nada pq eu simplesmente cansei. Vocês tem noção do que è passar 3 anos nesse blog? Ta criando atè teia de aranha aqui hahahah
Eu , sei lá, queria ter tido mais reconhecimento porque eu vejo muitas com histórias bobas e do dia pra noite tem 100 comentários, ou mais . E outra, eu to sem pc, digito todos os caps pelo celular como to fazendo com isso agora e eu praticamente fico o dia todo com o celular na mão. Lembrando que eu não tenho iphone então meu celular não me anima tanto assim...
To começando a pensar que esse não è o meu lugar... Talvez eu fique melhor sem escrever por um tempo. Quem me acompanha sabe que eu sempre respondo no face, sempre respondo educada tambèm. Nunca fui mal educada com ninguèm só com quem me xingou ou ofendeu. E tipo quando eu paro pra ver que eu não tenho tanto reconhecimento pelo que faço eu desanimo muito.
Semana que vem começa minha semana de prova e essa semana eu tiro pra estudar.
Por isso vou dar uma sumida das redes sociais.
Eu to mal tambèm por culpa do justin biba conhecem? Pois è. Porque? Acho que è meio obvio as atitudes que ele anda tomando não è? Mas prefiro não comentar e isso è algo que me desanima muito tambèm.
Acho que eu sempre fico mal por bobagem mas não consigo não ficar.
Sei lá as coisas tão coisadas.
Sabe quando você não se sente bem com você mesmo , fica desanimado, meio que tipo, só quer que o tempo passe ? È isso que eu quero. E eu espero que o tempo passe muito rápido.
Não estou dizendo que vou desativar mas talvez não poste mais. Não sei gente mas nesses últimos meses não to me sentindo nada bem. Eu espero que vocês entendam o que eu disse...e é isso. Qualquer coisa eu aviso vocês. Beijos.
Vo deixa meu novo whatsaap pq eu vi q tem gente que quer fala comigo ou vai querer tb depois disso e como eu vou sumir um pouco vo ta la no whats... ( 19993294914).
¡Hasta luego!

10 de mar de 2014

Timber - Capítulo 2 "Memories of my past"


 ''Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós.''

http://24.media.tumblr.com/tumblr_ln0f5nOVzH1qhkne4o1_500.gif
Por que o Bieber tem que ser tão imbecil? Por que ele tem que cuidar da minha vida como se fosse meu pai? Eu estou cansada de explicar para ele e para todos dessa cara que eu sei me cuidar sozinha.
Senti meu iphone vibrar em meu bolso e o peguei vendo o nome "Trevor" no visor.
-Fala.-disse assim que atendi.
Seu riso saiu antes das palavras.
Esse era Trevor quando estava drogado.
-Fiquei sabendo do incidente na boate e pensei em ligar para ver se você não quer me fazer companhia essa noite.
Seu tom maliciosa revelou suas intenções.
Trevos era nosso sócio e cuidava da maioria das papeladas do Bieber e toda a burocrácia falsa. Fora que ele realmente era um puto de um gostoso.
-Se você conseguir me tirar daqui eu vou pra onde você quiser babe.
Ele riu do outro lado.
-Me espere ai princesa, vou buscar você.



Trevor abriu a porta de seu carro para mim e antes de sair, tirei meus saltos, segurando eles em apenas uma mão.
-Parece que conseguimos.-Trevor riu abafado, se referindo ao fato de que conseguimos sair sem que o Justin soubesse.
Eram 4 da manhã e provavelmente ele estava no seu décimo quinto sonho agora.
-Precisamos sair mais vezes, docinho.-me inclinei para dar um selinho nele, mas Trevor com seu jeito bruto de sempre, me agarrou pela cintura e pediu passagem para sua língua em minha boca.
Parei o beijo rapidamente, sentindo o seu gosto de menta. Eu não podia correr o risco de acordar alguns dos babacas que ficavam de guarda na entrada.
-Vamos sair amanhã novamente?- Trevor sugeriu.-Eu comprei um jatinho e amaria inaugura-lo com você.
Ri.
-Você é louco Trevs.-bati de leve em seu ombro e o selei pela última vez.-É melhor eu ir antes que os brutamontes do Justin acordem.
-Te vejo amanhã princesa.
Sorri para ele e acenei andando até o grande portão. Peguei o controle dele e o abri apenas um pouco para que não fizesse barulho e não chamasse atenção de ninguém.
Sorte a minha que a ronda no portão era ás 4:15 a.m.
Ouvi o ronco do motor do carro de Trevor desaparecer e então fechei o portão.
Andei com cuidado tentando enxergar naquela escuridão. Justin tinha que colocar luzes aqui, era fácil para alguém  se esconder no jardim ou entrar sem ser notado, como eu estava fazendo.
Quando cheguei na porta de entrada da casa, peguei a chave em minha bolsa e a abri.
Entrei deixando minha bolsa no chão e meus sapatos. Fechei a porta com cuidado para não fazer nenhum barulho.
-A noite foi boa Barbara?-a voz de Justin me fez dar um pulo para trás e a luz da sala foi acesa.
Porra.
Que susto.
Olhei para ele e percebi aquele olhar zangado e mandão de quando ele estava irritado.
Merda.
-Justin eu...-tentei explicar mas ele me interrompeu.
-Quer saber? Eu não vou dizer nada Babi. Vá para o seu quarto e durma. Temos reunião com o pessoal ás 10:00h amanhã.
Ele se virou e seguiu para a escada , desaparecendo por ela.
Que porra foi essa? Ele não ia me dar uma bronca ? Não ia gritar comigo?
O que estava havendo?
Eu vi que ele estava bravo e digamos que Justin não é do tipo que segura sua raiva.
Eu precisava saber o que estava acontecendo com ele.
Subi as escadas e quando cheguei no quarto de Justin abri a porta sem ao menos bater.
Justin estava sentado na cama, com alguns papéis ao seu lado e apenas o abajur ligado.
-O que faz aqui?-ele deixou os papéis de lado e me encarou.
-O que houve?-perguntei.
-Como assim?
-Você não vai brigar comigo por eu ter fugido e chegado tarde?
-Como você mesma disse eu não sou seu pai e nem quero me comportar como tal. Você é dona do seu nariz certo?
Definitivamente ele estava estranho.
-Certo.-murmurei um pouco confusa.
Ele começou a juntar os papéis e colocou no criado mudo ao lado da cama.
Justin arrumando a própria cama?
Espera. Ele esta sóbrio?
-Você bebeu ou fumou algo?-perguntei.
-Não.-ele me olhou novamente , parecendo mais confuso que eu. -Por que tantas perguntas?
-Porque você esta sóbrio e isso não é algo comum de se ver nessa casa.
-Eu to cheio de trabalho Babi. O veado do Trevor sumiu como alguma vadia por ai e eu tive que ficar sóbrio para terminar toda essa merda de papelada.
Engoli em seco.
-Hm, e ... Já vai dormir?
-Sim. Esta tarde e acho que você deveria fazer o mesmo.
-Posso dormir com você?
Ele arqueou a sobrancelha para mim, mas assentiu. Justin e eu costumávamos dormir juntos quando não tínhamos tudo isso. Tínhamos um tipo de relação se é que me entendem. Mas nada disso sobreviveu ao tempo e a tudo que aconteceu em nossas vidas. Realmente nos afastamos.
Justin deitou na cama e colocou um de seus travesseiros para mim.
Sua grande cama king era bem maior que a minha.
Fechei a porta e me deitei ao seu lado.
Ele desligou a luz do abajur , deixando o quarto totalmente escuro.
-Boa noite Bieber.-disse.
-Boa noite Babi.-ouvi ele sussurrar.
Naquela noite, eu confesso, foi difícil dormir. Eu não me sentia segura ao lado de Justin e ao mesmo tempo , eu temia que meus extintos e lembranças do meu passado tomassem conta da minha mente.
**
(Flashback on)

-Babi! Volta aqui não vou machucar você.
A figura de seu membro me atormentava , enquanto eu tentava não soluçar alto para que meu pai não me encontrasse.
Eu estava apavorada.
Eu estava vendo Bob Esponja como sempre naquela manhã. Mamãe tinha ido trabalhar e quando dei por mim, papai estava me acariciando de uma forma diferente e se despiu na minha frente.
Eu corri até aqui e me escondi no armário.
-Ai esta você!-seu sorriso malicioso tomou conta até de seus olhos enquanto eu via sua calça aberta como antes.-Não vou machucar você. Eu só quero um pouco de carinho querida.
Meu estômago se revirou.
-Sai daqui!-gritei.-Eu quero a mamãe.
Ele se limitou a olhar pra mim. Se agachou no chão e começou a tirar sua roupa novamente.
Tudo que consegui fazer foi gritar.
**
Eu chorava desesperadamente em meu quarto enquanto a minha roupa estava rasgada no chão. Eu estava machucada. Minha vida tinha se acabado.
Se ele tinha coragem de fazer isso comigo, eu podia fazer pior.
Ninguém nunca me tocará assim e isso não ia ficar dessa forma.
Eu iria me vingar assim que tivesse chance e depois acabaria com minha vida.
(Flashback off)
Abri meus olhos e Justin continuava dormindo como uma pedra. Me levantei sem mexer a cama e andei até o banheiro do Bieber.
Era um banheiro totalmente diferente do meu. Tinha um ar mais sofisticado.
Um banho ali não ia me fazer mal não é?
**
Quando acabei, sai enrolada em uma toalha e deixei Justin dormindo e fui para o meu quarto.
Vesti uma calça jeans, rasteirinha , uma camiseta e fui tomar café.
Eu estava pilhada essa manhã. Algo me dizia que tinha alguma coisa errada. Eu pedia mentalmente a Deus para que não fosse nada.
Agora a pergunta: Barbara Smith acredita em Deus?
Eu sinceramente tenho conceitos diferentes dos que as pessoas normalmente pensam sobre mim mas desde que matei o desgraçado do meu pai e encontrei Jack e Justin, eu passei a ter fé e acreditar em dias melhores.
Eu sempre seria assombrada pelo meu passado. Eu sempre seria assombrada pelas pessoas que matei mas minha vida estava tão fodida que eu não reclamava mais.
Eu guardava meus fantasmas para mim.
Afinal o que eu tinha a reclamar?
Somos bilionários.
Criminosos classe A, com orgulho e eu sinceramente estava satisfeita com essa vida.
**
-Então,-Jack  perguntou , entrando no escritório onde eu, Justin, Trevor, Ryan e Chaz-também sócios- estávamos sentados. -O que significa tudo isso? Vamos fazer outro roubo?
-Eu tenho algo grande pra gente. Eu tenho uma proposta e preciso que todos estejam de acordo.
-Que proposta Bieber ?-perguntei.
-A três dias fui informado que um empresário de Abuda virá para Atlanta para negociar certa quantidade de droga. O x da questão é que eu entrei em contato com esse vacilão e ele se recusou a qualquer negociação com a gente. Seu avião particular vai pousar em Atlanta, carregando 27 milhões em barras de ouro para essa tal negociação.
-Você esta propondo que roubemos o velhote?-Trevor deduziu.
-Sim.-Justin disse e me olhou.-O que acha Babi?
-Um pouco perigoso.-disse.-Precisamos checar os horários, os caras que estão protegendo ele, e toda grana, temos que infiltrar alguém que nos auxilie no aeroporto... Tudo isso em uma semana Bieber.
-Isso tudo não vai ser um problema.-Justin pareceu convicto. -Chaz pode cuidar de descobrir sobre os horários e levantar a ficha desse cara. Ryan pode se infiltrar no aeroporto , Jake pode ver quem são os caras que trabalham com ele e tentar algum suborno. E eu posso cuidar do roubo , preparar os homens, sem problema.
-E eu?-indaguei.
-Você cuidará das boates e dos pontos de droga. Não podemos largar das cargas nem por uma semana, ou virará uma baderna.
-Você ficou louco né Bieber? Eu não quero nem saber. Eu vou com você e não adianta me deixar fora disso.
-Barbara não me faça perder a paciência com você hoje. Eu deixei sua saída ontem passar, mas hoje não vou perdoar suas frescuras. Não estou deixando você fora de nada. Só estou dizendo que você não terá serventia nenhuma lá.
Eu não tinha serventia?
Ótimo.
Me levantei da cadeira que estava sentada e sai daquele escritório batendo a porta.
Eu não sabia porque diabos eu estava chorando mas havia lágrimas em meus olhos.
Qualquer um que me visse diria que era frescura minha, mas não era.
Hoje eu já não estava bem e o Bieber me vem com essa?
Eu andei rapidamente para a escada até sentir meu braço ser puxado.
Lembranças tomaram minha mente como hoje de manhã.
(Flashback on)
-O que aconteceu com você garota?-olhei o garoto loiro a minha frente e abaixei minha cabeça envergonhada com tudo que tinha acontecido comigo.
Eu queria morrer.
Mas... De certa forma com a presença daquele garoto eu senti que podia pedir ajuda.
-Me ajuda! Me tira daqui!-minha voz desesperada mal saiu .
Outro garoto apareceu, e eu os olhei.
-Acho melhor levarmos ela Bieber...-ele disse me olhando. Ele tinha a pele morena, era magro e mesmo parecendo ser mais velho que o outro tinha muitas tatuagens para sua idade.
-Vamos te levar com a gente mas depois você terá de dizer o que houve com você.
(Flashback off)
-O que aconteceu com você Babi?-Jack me fez olha-lo.-Por que esta chorando?
-Me abraça Jack? E me tira daqui?
Seus braços me puxaram contra ele e eu me senti segura novamente.
Jack era como um irmão pra mim, e sempre cuidou de mim, até nos piores momentos.
Continua...


Oi meninas tudo bem? Mil desculpas pela demora. Fui ficar o fim de semana com minha mãe e lá não tinha internet. Obrigada pelos comentários e eu vi que já tem criticas . Oh laia! Hahah enfim a història de cada um vocês vão entendendo com o decorrer da fic. Eu espero mesmo que estejam gostando. Semana q vem começa minha semana de prova infelizmente mas essa semana vou tentar deixar tudo pronto pra não ter problema. Sobre biology teacher eu vou postar amanhã. Espero que tenham gostado desse capítulo. Amo vocês, obrigada <3333


6 de mar de 2014

Timber - Capítulo 1 ''He is Possessive''

''Você une forças quando não está sozinho. ''

Traguei meu cigarro sentindo meu pulmão se encher e soltei a fumaça pela boca.
Gesticulei para que o garçom me desse outro shot e assim ele fez.
-Parece que a Babi ama essas festas...-Jack comentou , deixando seu sorriso malicioso no ar. Segui seu olhar e vi a vadia da Barbara se esfregando em um cara.
Droga de garota irritante.
Ela usava um vestido vermelho colado em seu corpo , extremamente curto. Eu quase podia ver sua bunda e por mais que essa ideia fosse tentadora , ela estava se esfregando no cara que dançava com ela.
-As vezes eu acho que ela quer ser uma vadia...-soltei , irritado.
-Eu conheço essa sua cara Bieber, mas è melhor deixar ela aproveitar um pouco o momento ... Você sempre estraga a diversão da garota.
O cara que dançava com ela, a virou para frente e começou a beijar o pescoço dela. O ponto fraco de Babi.
Fechei minhas mãos em punho, sentindo meu corpo tremer de raiva.
-Eu não a quero dançando dessa forma.-disse, entre dentes.-E muito menos esse perdedor tocando no que è meu.
-Você não è o dono dela cara por mais que a conheça á anos.
-Eu prometi cuidar de vocês nessa vida que levamos e ela não vai se transformar em uma vadia.
Taquei meu cigarro de maconha entre meus dedos no chão e ignorei os murmurios de Jack.
Olhei para o DJ e gesticulei para que ele desligasse a música e assim ele fez sem questionar.
Tirei minha arma da cintura e a engatilhei , deixando ela pronta para ser usada.
Ouvi reclamações das pessoas que dançavam e a medida que eu avançava atè Babi, as pessoas abriam espaço para que eu passasse.
Eu mandava nessa porra e não ia admitir essas coisas aqui na minha boate. Não coisas com ela.
Quando ela percebeu que a música havia parado , ela rapidamente se colocou na frente do cara e me encarou assustada mas logo assumiu sua carranca de garotinha mimada.
-Vamos embora.-ordenei. Ela se manteve no lugar e cruzou os braços me desafiando.
-Eu não vou a lugar algum Bieber e è bom que você deixe a música tocar porque ninguém aqui tem a ver com seus PT's de mulherzinha...
Meu sangue ferveu.
Quem ela pensa que è para me chamar de mulherzinha na frente de toda aquela gente?
Levantei minha arma para o alto e atirei no teto , ouvindo alguns gritos de medo. Barbara deu um passo para trás, recuando.
-SE EU QUISER PARAR A MÚSICA OU DESTRUIR ESSE LUGAR EU DESTRUO!-gritei.-EU JÁ DISSE PRA VOCÊ QUE VAMOS EMBORA E SE EU TIVER QUE REPETIR EU VOU MATAR ESSE BABACA!-apontei a arma para ele , que se afastou mais de Barbara , assustado.
Como eu pensei: era mais um playboyzinho manè. -Tudo bem.-ela suspirou derrotada.-Vamos embora dessa merda.
Ela mal acabou de falar e passou por mim bufando.
Olhei para o playboyzinho que se virou e saiu no meio da multidão. Gesticulei para que o DJ voltasse com a música e todos voltaram a dançar, ignorando o acontecido.
Era disso que eu gostava, de ser temido. Todos ali sabiam que eu mandava nessa cidade até mesmo no idiota do prefeito que tem me ajudado muito nos meus negòcios depois de uma recompensa extremamente gorda que eu dei a ele. Todos ali sabiam que se eu quisesse podia fazer da vida deles um inferno.
Me virei , vendo os cabelos castanhos de Babi no meio das pessoas indo para a saida.
Olhei rapidamente para Jack e acenei brevemente e ele assentiu.
Guardei minha arma na cintura e caminhei atè a saída.
Barbara se mantinha ao lado do meu carro batendo o pè impaciente.
-Vamos embora logo Bieber!-ela grunhiu nervosinha sem olhar pra mim.
Bufei e destravei o carro entrando logo em seguida.
(Flashback on)
-Eu não aguento mais essa vida!-Babi tacou a garrafa de Vodka no chão e eu firmei meus olhos nos dela vendo o quão mal ela tinha ficado com a noticia.
-Vamos arrumar dinheiro para pagar a ipoteca da casa Babi! Fica calma!
Ela olhou pra mim, nervosa.
-Como vamos conseguir o dinheiro Justin? Você foi demitido porra!
Pensei em uma solução rápida para tudo aquilo. Eu não voltaria a trabalhar naquele restaurante de merda de novo.
-Vamos roubar.
-O que?-ela olhou pasma pra mim como se o que eu tivesse dito fosse o fim do mundo.
-Vamos roubar dinheiro e pagar tudo.
-Justin tem razão...-Jacob, que atè agora apenas observava a cena em silêncio, se manifestou.
-Ótimo. Esta junto com a gente nessa babi?
(Flashback off)
-Onde você pensa que vai Babi?-perguntei assim que ela bateu a porta com força em direção a escada. A empregada que estava ali, arrumando os danos do nosso "aquecimento" antes de ir pra boate me olhou e eu pedi que ela saisse. Assim ela fez.
-Eu estou indo pro meu quarto Bieber já que você estragou minha noite!
-Eu não estraguei nada. Você estava esfregando sua bunda no pau daquele babaca! O que queria que eu fizesse? Deixasse você transar com ele na frente de todo mundo!?
-Para de agir como se fosse meu pai!-ela gritou.-Aquele desgraçado já morreu e você não precisa fazer o papel dele! Eu só quero que você me deixe viver minha vida e transar com quem eu quiser sem que você mate meio mundo, è pedir muito!?
-Eu vou matar todos que tocarem você sem minha permissão. Eu já disse e vou repetir: você è minha.
-Sua o caralho! -ela andou atè mim bufando.-Para com isso porra! Para de achar que manda em mim!
-Eu não vou parar Barbara. Eu vou cuidar de você e è bom que você manere esse tom de voz comigo ou...-ela me cortou.
-Ou o que? Vai me bater? Vai me trancar no quarto?  Quando montamos essa equipe fizemos isso juntos e em nenhum momento eu disse que você ia ficar por ai me olhando ou cuidando da minha vida. Eu posso me cuidar sozinha!
-Você não entende não è?-Cada dia ficava mais difícil botar algo que preste na cabeça dessa garota. -É por isso que eu vou cuidar de você. Olha no que eu e Jacob nos transformamos. Você merece muito mais que isso.
-Que papo è esse Bieber?-ela franziu o cenho.-Eu estou com vocês não importa o que vocês digam! Fizemos um pacto naquela merda de casa de madeira e vocês não vão voltar atrás e me deixar fora dos negòcios!
O pacto. Barbara, Jacob e eu á alguns anos juramos sempre estar juntos na vida do crime e acabar com qualquer um que tente nos impedir ou entre no nosso caminho.
Mas, para mim muitas coisas mudaram desde esse dia. Jack e eu nos transformamos em assassinos a sangue frio. Juntos conseguimos dominar Atlantic City e até a submissão do prefeito.
Babi sempre forá em nossas missões e isso a tornou parte do nosso serviço de campo e fez ela ser respeitada nesse meio.
Tivemos que crescer ou o mundo nos engoliria.
Relaxei meus ombros.
-Essa discussão è desnecessária.-disse.-Eu vou proteger você mesmo que não queira.
Ela rosnou e se virou dando as costas para mim.
Eu iria atrás dela mas estava cheio desse assunto.
Me joguei no sofá da sala e liguei a TV.
Justin Bieber assistindo TV?
Quem visse essa cena não acreditaria.
Com todos os negòcios e galpões que tenho que visitar para,que ninguèm me roube ou faça merda fica difícil ter um tempo para relaxar.
Mas tudo era necessário.  Eu cuidava das boates, dos subornos e das exportações de drogas para fora do país. Babi cuidava dos pontos de droga na cidade e Jack era nosso soldado de campo. Ele matava qualquer pessoa que estivesse atrapalhando nossos negócios, juntos com os outros caras que trabalhavam com a gente.
Conquistamos esse império com muitas mortes e não era as frescuras de Babi que iriam estragar tudo.
Não agora quando podemos ter tudo o que sempre desejamos.
P.O.V Barbara Smith
Por que o Bieber tem que ser tão imbecil? Por que ele tem que cuidar da minha vida como se fosse meu pai? Eu estou cansada de explicar para ele e para todos dessa cara que eu sei me cuidar sozinha.
Senti meu iphone vibrar em meu bolso e o peguei vendo o nome "Trevor" no visor.
-Fala.-disse assim que atendi.
Seu riso saiu antes das palavras.
Esse era Trevor quando estava drogado.
-Fiquei sabendo do incidente na boate e pensei em ligar para ver se você não quer me fazer companhia essa noite.
Seu tom maliciosa revelou suas intenções.
Trevos era nosso sócio e cuidava da maioria das papeladas do Bieber e toda a burocrácia falsa. Fora que ele realmente era um puto de um gostoso.
-Se você conseguir me tirar daqui eu vou pra onde você quiser babe.
Ele riu do outro lado.
-Me espere ai princesa, vou buscar você.





Continua...

Oi meninas, tudo bem ? Primeiro capítulo postado e eu espero que vocês gostem. Eu ia esperar maias um pouquinho pra postar mas como eu estou na escola eu decidi postar pq não sei quando vou ter outra chance. Meu tio lindo e perfeito (hahahah brincadeira) vai deixar o pc dele comigo e eu acho que vou conseguir postar pra vocês direitinho. Eu espero pelo menos né...senão minha amiga Dessa vai me ajudar. Como é fanfic nova eu peço que vocês comentem pq eu gostaria muito que vocês interagissem mais e participassem mais do blog e não só ler hahahaha é isso.
Obrigada por tudo e por quem sempre me acompanha.
Bem vindas leitoras novas *--*
Beijos s2

Se alguém quiser meu whatsapp é só falar comigo no face (aqui)
Meu ask aqui
Meu twitter é @WithJustinBr ( ta paradão lá pq eu não tenho muito tempo de entrar mas eu sigo de volta quem pedir)


5 de mar de 2014

Sinopse Timber ( Dance as life baby )

Trailer no youtube (aqui)
 
http://socialspirit.com.br/uploads/fanfics/historias/fanfiction-barbara-palvin-i-am-foolish-to-pretend-you-will-not-love-1669219,260220142144.png
"E querem saber? Esse sou eu. Eu lutei muito para colocar nós três em um lugar onde ninguém possa tirar mas infelizmente ninguém è perfeito."

"A casa caiu Justin Bieber e creio eu que tenha aprendido alguma lição..."

"Eu nunca vou trocar o amor que sinto pela confissão que vocês querem." 

" Você sente amor Bieber? Você è um criminoso. Criminosos não sentem nada." 

"Mas eu sim e è isso que me trouxe aqui"

Justin Bieber :

http://1.bp.blogspot.com/-a_CXqircrP8/ULEw5Pfa0UI/AAAAAAAAAB4/IDY0Y4zMvD4/s1600/ib.png 

Um homem sonhador e que teve que sofrer para se tornar o que è hoje. Aos seus 20 anos ele conseguiu o que mais queria : ser o criminoso mais procurado e temido de Atlanta. Pode parecer impossível mas dentro de seu peito bate algo que ele nunca pode controlar. Possessivo, bilionário, masoquista e encantador.

Barbara Smith:



http://31.media.tumblr.com/tumblr_lfngc81uQh1qc451yo1_500.jpg 

Um rosto bonito cheio de qualidades. Forte, destemida e bonita. Sua beleza sempre foi um ponto ao seu favor e com apenas 19 anos , sua vida mudou, mas não como ela pensava. Barbara usou a dor dentro de si para se tornar a criminosa mais temida de Atlanta e com isso, veio o ódio de seus inimigos.

Jacob Hall :



http://www.bbebookingagency.com/wp-content/uploads/2013/05/tyga-booking-price.jpg 

Um amor de pessoa apesar de ser frio para fazer o que mandarem. Aos 13 perdeu os pais em um acidente e hoje aos 23 anos tenta ajeitar sua vida pelo pior caminho mas o único que o aceitaram. Jack, como o chamam , pode amar você da forma mais doce, mas pode destruir você com a mesma intensidade.

Três vidas se uniram por um único motivo: a dor. Eles estão juntos como uma família e procuraram ter o melhor da vida da melhor forma possível. O amor e a ganância. O odio e o desejo de vingânça. Levando a vida como uma dança louca. Vocês realmente os conhecem?

Gênero: Romance, drama.
Avisos: Sexo e violência.
Indicação : +16

Oi meninas, eu espero que tenham gostado da sinopse de timber. Eu prometo surpreender vocês com essa ib. Logo tem o primeiro capítulo e minha amiga Andressa (Dessa) vai me ajudar a postar no blog enquanto to sem pc. Obrigada Dessa <3
E eu vi que estão me cobrando Heaven. Gent tenham calma ok? Vou fazer tudo no seu tempo. E sobre afiliações vocês tem que falar comigo num lugar que eu posso responder entendem? Deixar o comentário não adianta porque eu não posso ficar respondendo.
Beijos.

4 de mar de 2014

Perguntas frequentes + explicações!

Olá meninas. Bom eu tenho muitas coisas a dizer então relaxem e apreciem minhas palavras e eu ficarei feliz se vocês comentassem a opinião de vocês tambèm. Primeiramente eu vou me apresentar porque muitas não me conhecem ainda e depois responder algumas perguntas frequentes que eu nunca tenho tempo para responder direito.

  Oi, meu nome è Thalia, mas podem me chamar de Tha. Tenho 16 anos e sou belieber desde o final de 2009. Criei o blog para expressar o que sinto e de alguma forma fazer vocês se expressarem também. Estou no 2° ano do Ensino Mèdio e faço aniversário no mesmo dia que a Demi o que eu acho muito foda hahah. "

Vamos as perguntas o/

1. Posso me afiliar ao seu blog?
Claro. Basta me mandar o blog e se eu gostar eu me afilio.

  2. Tem o blog desde quando?
Desde o final de 2010 se não me engano (minha memória è pessima) mas eu comecei a escrever nele em 2011. Então em novembro o blog completa 4 anos! Uau.

3. De onde você tira sua inspiração?
Eu tenho que agradecer ao Justin por ele ser minha maior inspiração. Muitas de vocês sabem que eu pretendo ser escritora um dia e ele contribuiu muito para que minha paixão pelas palavras aumentasse. Eu também me inspiro em várias músicas e clipes. Eu sou pèssima para escrever em inglês ou falar, mas se eu ouvir ou ler em inglês eu tenho uma facilidade para entender um pouco do que esta se falando e no meio disso tudo eu sempre acabo achando uma frase ou uma palavra que me inspire. Eu tambèm sou muito observadora. A pessoa pode estar falando comigo mas eu consigo observador as expressões que ela faz, a forma como ela diz... E isso ajuda muito com toda certeza.

4. Onde faz seus trailers? Como eu faço?
No Movie Maker. Eu acho ele simples e fácil de se usar. Para fazer è simples. Se você não sabe usa-lo e não quer ver um tutorial faça que nem eu : mexa em tudo atè aprender. Esse programa já vem em todo computador então vocês não vão precisar baixa-lo.

Bom, tem mais perguntas mas são um tanto mais pessoais e eu acabo tendo um pouco de receio em responder porque não è algo muito interessante. Muitas de vocês me perguntam como o meu blog foi parar no google ou me elogiam demais pelo blog ser grande e tal. Por eu estar sumida do blog eu percebi que o número de views caiu bastante mas eu vi que ganhei muitas leitoras novas tambèm. Eu já falei aqui como tudo aconteceu mas vou repetir. Aconteceu do nada. Eu tinha um tumblr, ai comecei a divulgar por lá e eu era bem conhecida lá por causa dos meus textos e montagens que eu fazia. E muitas amigas minhas começaram a ler ai o meu blog apareceu no google e è o que è hoje. Muitas de vocês me acharam por lá, eu tenho certeza.
Uma coisa que eu percebo tambèm è que muitas pessoas se aproximam de mim achando que eu sou alguèm especial ou vou abrir novos mundos para essa pessoa mas não è bem assim.
Esse tipo de pessoa eu costumo perceber muito por isso as vezes deixo de responder muitas de vocês. Eu realmente odeio que puxem meu saco. Muitas pessoas tambèm veêm me pedir divulgação. Eu divulgo alguns porque eu gosto mas eu não curto muito quem fica insistindo. Se eu gostar eu divulgo è simples.
E sobre meu novo número no whatsapp eu já mudei e são poucos que tem meu número agora. Eu fiz isso pq já ia vencer e tinha que pagar por cartão e minha mãe não deixou eu usar o dela e eu juntei o útil ao agradável pq como meu número estava escancarado aqui para todo muito ver, muitas pediam para mim salvar o número e depois nunca mais falavam comigo. E tinha também algumas que vieram me xingar (sabe-se lá porque). Ai eu achei melhor dar meu número apenas a quem eu falo sempre. Eu criei esses dias um snapchat. Não sei porque mas se quiserem è @Thazinha_S .
Criativo nè? Hahahah . O grupo que eu tinha no whats foi apago por motivos de briga. A infantilidade de muitas meninas me irritou e eu devia ter separado aquilo por idade, sei lá. Sobre Biology Teacher , eu vou postar sempre que conseguir digitar porque boa parte dos capítulos já esta escrito. Se alguém não viu ou não leu basta clicar aqui (tem capítulo novo *-*) .

Vocês viram que o blog esta com o layout novo e isso è para a nova ib que se chamará Timber. Eu disponibilizei o link no youtube (aqui) e espero que gostem.
Vou repetir novamente que estou sem pc por isso estou demorando tanto. Eu estou escrevendo isso pelo celular mas um capítulo ou  a sinopse não tem como porque eu preciso colocar imagem e fazer toda a edição direitinho. Eu vou arrumar um jeito de postar fiquem calmas ok?

Acho que já falei tudo. Então fiquem com Deus e essa semana ainda posto a sinopse da nova ib.

Meu insta è: @wtfstha
Meu twitter è: @WithJustinBr 
Meu ask è: @SexBieberBr 
Grupo no face aqui

Vou estar disponível pra vocês se tiverem alguma dúvida. Obrigada por lerem. Amo vocês <333