9 de jan de 2014

All That Matters 2ª Temporada - Capítulo 22 '' The Nightmare -Outset '' Parte 1.

''E no inicio eu tinha muito  medo de pesadelos...''

-Justin!-corri até ele e Ryan o segurou antes que ele batesse no chão.-O que é isso? O que houve?
-Ele vai ficar bem...-Ryan me disse levando Justin no chão, e em um movimento rápido, ele colocou Justin na cama.-Ele desmaiou porque esgotou suas forças, mas ele esta bem.
-Você tem certeza que ele ta bem ?-perguntei me sentando ao lado de Justin na cama  o olhando preocupada.
-Tenho. Ele só esta cansado. Logo ele acorda.
Peguei a mão de Justin e entrelacei na minha.
Naquele momento, eu percebi o quanto eu tenho medo de perdê-lo.
Minha vida não seria nada sem ele.

Ryan e eu ficamos por muito tempo olhando Justin desmaiado na cama. Até que Ryan resolveu procurar ajuda em um tipo de rádio dos anjos.
Eu realmente estava ficando preocupada.
Se ele estava recompondo suas energias porque não acordava?
Olhei para ele e toquei a pele de seu rosto que estava gélida e pálida.
-Você precisa acordar Justin ...-sussurrei mas nada aconteceu. Nem um movimento se quer.
Ele parecia estar morto.

-Achou alguma coisa?-perguntei ao Ryan assim que ele entrou no quarto. Ele fechou a porta e me encarou.
-Eu conversei com um amigo anjo, que trabalha escrevendo nossos livros celestiais. Ele disse que os demônios são uma raça mais complexa do que parece.
-O que isso quer dizer Ryan?-franzi o cenho confusa.
-O meu amigo disse que Justin ficará assim por pelo menos dois dias... É algo dentro dele que esta se ajustando e isso leva tempo.
-E o que vai acontecer se ele acordar?
-Muitas coisas podem acontecer. Ele pode estar totalmente possuído, ou pode ser bom como estava sendo, só temos que esperar pra ver.
-Mas você não disse que ele estava bem?
-Eu também achava mas nunca tinha presenciado isso antes...-Ryan suspirou.
-Você sente falta dele não é? Você sente falta dele sendo seu melhor amigo?
-Claro que sinto.-ele confessou.-Justin e eu eramos como irmãos. Fazíamos tudo juntos no céu e aqui na Terra quando tínhamos autorização para descer. Mas ele era rebelde, gostava de sair ... ir para lugares onde anjos não deveriam ir.
-Isso fez com que o pai dele brigasse com ele não é?
-Sim, Jeremy sempre foi rígido com todos. Não podiam sair dos limites do Céu, e Justin sempre ia o quão longe seu coração mandava, até que ele achou você.
Abaixei minha cabeça um pouco envergonhada com aquilo. Era estranho falar disso com Ryan.
-Não precisa ficar com vergonha.-ele pareceu perceber.-Acho que somos maduros o suficiente para falar disso.
Levantei minha cabeça e o encarei.
-Acho que sim.
-Então ... ahn ... você sabe, eu realmente amo você Madison, mas ... percebi que errei com Justin. Ele mesmo sendo um monstro é meu melhor amigo.
-Isso foi algo realmente lindo que você disse.
-Obrigada.-ele sorriu.-Podemos ir lá pra baixo ver tv porque Justin não vai acordar agora pelo jeito.-ele sugeriu e eu assenti, dando um beijo na bochecha de Justin e saindo com Ryan até a porta.


-Isso deve pesar ...-Melannie disse assim que me abaixei para pegar uma colher que tinha caido.Com certeza ela se referiu a minha barriga. Mas não estava pesando tanto.-Deixa tudo ai, eu e mamãe vamos fazer o jantar.
-Tudo bem, eu quero fazer.-disse para ela.-Vai me distrair já que eu não tenho o Justin.
-Tudo bem.-ela disse.-Mas vou ajudar.
Assenti e ela foi pegar os ovos sobre a mesa para fazer uma omelete.
Eu queria preparar algo bom. Como omeletes, arroz, bife, e talvez uma salada de folhas. Eu estava com fome ... muita fome, aliás.
Mel e eu ficamos vários minutos preparando o jantar. Meus pais chegaram do trabalho, e então, eu arrumei a mesa, e eles se sentaram. Ryan desceu do seu quarto, vulgo, quarto da Mel, e se juntou a nós.
Depois que servi todos, me achei no direito de comer . Me sentei á mesa, e me servi.
Eu confesso que apesar das conversas paralelas na mesa, eu estava realmente triste por Justin não estar ali. Estávamos nos acostumando a ser como uma família, juntos, e em parte felizes. Sem Justin aquilo era só uma mesa de jantar pra mim.
Depois que comi, fui pro quarto. Justin estava lá do mesmo modo de antes.
Suspirei e abri meu guarda roupa pegando um par de  roupas quaisquer que vi pela frente.


Entrei no banheiro, e me despi, para tomar um banho.
Eu não demorei muito. A água apenas caiu em meu corpo, como sempre. Não pensei em nada, nem quis que assim fosse.
Eu me sentia um pouco , vazia.
Ryan disse que seria assim por causa do bebê.
Ele estava certo, mas aquilo não era de um todo ruim. Eu nem se quer sentia medo pelos problemas que ainda vou enfrentar...
Quando sai, eu percebi que tinha demorado quase 30 minutos no banho. Um record, até menos para mim. Me vesti, penteei meu cabelo e me deitei ao lado de Justin.
Aquilo era estranho, mas era o que eu mais queria
Dormir junto dele já era hábito pra mim.
Fechei meus olhos, agarrando seu corpo, e dormi.

Acordei com uma musiquinha extremamente estranha tocando. Algo como, suspense?
Fechei meus olhos e os abri várias vezes, até que me sentei e vi que aquilo vinha de algum rádio ali.
Olhei em volta e vi Justin, em pé, pegando uma roupa para colocar, apenas com a toalha em seu corpo.
Mas que diabos ele esta fazendo em pé sem ao menos me avisar?
-Justin?-o chamei.
Ele virou seu corpo lentamente e me olhou. Seus olhos transmitindo fogo e escuridão.
Meus pelos se eriçaram, com medo.
Não, isso é um pesadelo certo ?

Continua...
Gif

Gente do céu , a internet aqui na casa da minha tia é UÓ. Não carrega quase nada, mds. Esse capítulo esta pequeno, mas vou dividir em algumas partes então não tem problema. 
Enfim, vou ser bem rápida porque não posso demorar, como eu disse, estou sendo vigiada :/
Estou aguardando o comentário de vocês, espero que tenham gostado.
Uau, o que houve com o Justin? Será que ele ficou possuído totalmente ? oh My Bieber!
Adoro deixar um gostinho de suspense no ar hahahahahaha
Obrigada as palavras lindas que vocês me deixaram no post anterior, isso me ajudou muito.
Tenho que ser forte, e vou tentar.
Obrigada mesmo.
Amo vocês!