30 de dez de 2013

All That Matters 2ª Temporada - Capítulo 17 '' Disputation''

''Eu sabia, desde o inicio que você ainda me amava.''

-Tem algo aqui.-Ryan passou a minha frente e andou até a cozinha. Mantive uma certa distância atrás dele.
Ouvi um baque e então ele caiu do chão a minha frente. Os olhos negros de Justin me fizeram pular para trás e dar um grito pelo susto.
Ele estava com a minha estaca em sua mão e Ryan tinha um ferimento em seu peito.
-Você matou ele?!-gritei desesperada e me agachei tomando Ryan para meus braços.
-Ele não esta morto.-Justin falou, grosso, como de costume.-Eu apenas o apaguei e deveria fazer isso com você também.
-Comigo?-perguntei o olhando.-Por que? O que eu te fiz?
-Você fugiu com esse dai...-ele chutou a perna de Ryan e eu pulei para trás.
-Para!-olhei para ele com raiva.-Cadê os meus pais?!
-Estão lá em cima com sua querida irmã Melannie.-ele sorriu cínico.-Agora, acho que esta mais do que na hora da gente conversar sobre isso que há dentro de você.
Ele sabia? Justin sabia que eu estava grávida?
Meu coração começou a pulsar.
-O que é tudo isso?
-Eu estou de volta babe. E eu vim pra ficar.

-Veio pra ficar?-olhei para ele com raiva.-Aqui não é mais o seu lugar Bieber!
Ele se agachou e segurou o meu braço me puxando para cima junto dele.
-Meu lugar é ao seu lado Madison, e eu não vou te deixar sozinha com um bebê meu ai!-ele cuspiu.
-Você só voltou por isso? Por causa do bebê?
Já sentia o nó em minha gargante se formar.
-Não.-ele pareceu ser sincero ao dizer isso.-Eu voltei porque eu te amo, e eu to cansado de bancar o babaca o tempo todo enquanto você chora e corre perigo por minha causa.
Pisquei algumas vezes sem acreditar.
-Você realmente esta me dizendo isso?
Ele riu pelo nariz.
-Madison eu amo você porra!-senti seus braços quase me esmagarem em um abraço e eu retribui.-Amo desse jeito errado, mas amo.
Deixei um sorriso se formar nos meus lábios e me afastei um pouco para olha-lo.
-Isso só pode ser um sonho Justin ... Eu nunca imaginei que ...-ele me interrompeu colocando seu polegar em minha boca, me impedindo de continuar.
-Eu te amo.
Uma onde de calor percorreu o meu corpo.
-Eu também te amo.
Justin olhou para os meus lábios e aproximou sua boca da minha. E quando finalmente ele me beijou, eu senti que era a coisa mais especial que poderia ter acontecido com a gente.
Era disso que precisávamos : um beijo de reconciliação.
-Agora me diz uma coisa ...-Justin me afastou um pouquinho e me olhou.-Aonde  o Ryan conseguiu essa estaca?
-Ele roubou.-disse dando de ombros.-Mas foi pra me proteger.
-Se isso cai nas mãos erradas , quem precisaria de proteção era ele... Vou ficar com ela.-ele se soltou completamente de mim e colocou-a em sua cintura.
-E como vou me proteger?-perguntei.
-Eu vou proteger você.-ele sorriu para mim.
Senti minhas bochechas corar.
-E o que vai acontecer com o Ryan? Ele vai ficar ali ?-olhei para onde ele estava deitado no chão. Não havia sangue nenhum em seu ferimento, mas tinha um ferimento ali e isso era visível.
-Ele vai ficar ali por enquanto ... temos muito pra conversar Madison.
Seu olhar sério percorreu a minha espinha e me fez tremer.
-Ahn, tudo bem. O que temos pra conversar?
Ele pareceu respirar fundo para manter a calma.
-Por que você transou com esse imbecil?
Minha boca foi ao chão.
Ele sabia? Como? Quem ? Oi?
Minha nossa.
-Justin eu ...-ele me interrompeu.
-Não me venha com desculpas Madison!-ele cuspiu.-Você não sabe o quanto eu me segurei para não mata-lo agora! Eu não quero nunca mais você perto dele ouviu?!
Arqueei uma sobrancelha pra ele.
-Você não manda em mim Justin. Ryan é meu melhor amigo. Você não vai fazer mal a ele por isso... Fui eu quem quis...ele não me obrigou a nada.
Ele salivou e desviou seu olhar para o chão.
-Eu sei disso... e tudo isso por culpa minha.
Seu olhar voltou a mim novamente.
-Vamos esquecer tudo isso tudo bem? Vamos deixar tudo para trás ...-me aproximei dele e envolvi meus braços em volta de seu abdômen. -Vamos recomeçar e fazer as coisas darem certo.
-As coisas só vão começar a dar certo quando tudo isso acabar.-ele suspirou.-Agora com esse bebê ... as coisas vão realmente ficar complicadas.
-Você não quer ter esse bebê?-perguntei cautelosa.
Eu sabia que se dissesse algo que ele não gostasse, ele poderia se ofender e ficar bravo comigo, e eu não queria que ele se irritasse agora.
-Eu tenho que te falar uma coisa.-ele sorriu de lado.
Ele estava mudando de assunto?
-O que?
-Minha mãe voltou!
-Sua mãe? Mas ela não estava ...-ele me interrompeu.
-Meu pai mentiu, minha mãe não estava morta, ele a salvou para que ela não morresse ... E quando você fugiu ela apareceu.
-Que bom Justin!-Minha voz saiu um pouco mais animada do que o normal.-Eu fico muito feliz por você mas o que isso tem a ver com o nosso bebê?
-Tem a ver que ela me fez entender que eu precisava vir até você, que eu precisava ficar com você independente de como as coisas estavam... e esse bebê ... foi só uma amostra de que eu te amo, e pretendo amar por toda a eternidade.
Olhei para ele sem graça e encantada com o que ele tinha acabado de dizer.
Todas as brigas que tive com ele ... todas as vezes que ele me tratou mal passaram em minha cabeça e foi como se tudo não tivesse efeito algum sobre mim depois de tudo que ele tinha acabado de dizer.
Meu amor por ele parecia aumentar a cada segundo. Ele anjo, ou demônio, tudo o que eu sinto por ele jamais vai mudar.
-Acho que alguém ficou com vergonha.-ele riu de mim.
-Claro que não...-ri junto com ele.-É só que eu fico feliz de estar aqui com você e você estar sendo tão fofo comigo...
-Eu sei disso... E eu peço desculpas por tudo que eu te fiz uma dia Mad.
-Tudo bem.-sorri.
-Tudo bem?-a voz e o riso irônico de Ryan fez com que eu e Justin olhássemos para trás. Ryan estava em pé e nos olhava sério.-Você ficou louca de perdoa-lo depois de tudo que ele te fez?
Olhei confusa pra ele.
-E aquele papo de ''eu fico feliz que alguém te ame como eu'' ?
-Não existe mais. Esse imbecil quase me matou!-ele olhou com raiva para Justin.
-Sorte a sua que eu não fiz isso.-Justin disse frio, do meu lado. -Ah, obrigada por ter me chamado, acho que agora você já pode ir. Eu vou proteger a Madison.
-E eu vou ir e deixar ela com você? Ela pode confiar em você mas eu não! E cadê os pais da Madison? O que você fez?
-Eu só os tranquei no quarto.-Justin disse.-E você vai embora sim ou eu tiro você daqui a força.
Ryan riu debochado.
-Tenta a sorte Bieber.
Olhei surpresa para Ryan e então senti um impulso e tropecei para o lado. Olhei para a frente me equilibrando para não cair e vi Justin indo na direção do Ryan.
Ele havia me empurrado.
Aquilo não levou nem dois segundos e então, os dois estavam brigando.
Ryan segurou firme nos braços de Justin o afastando,  e pelo que percebi ele era mais forte do que Ryan. Justin o empurrava para trás e tentava soltar sua mão para dar um soco em Ryan.
Eu não podia deixar que eles brigassem.
Não por um motivo tão bobo como este.
-PAREM!-gritei. E naquele momento, senti lágrimas escorrerem em minha face.
Eu não sabia o que estava acontecendo comigo, mas eu estava horrorizada pela atitude dos dois.
-PAREM DE BRIGAR PORRA!
Justin e Ryan se soltaram.
-Madison ...-Ryan me olhou preocupado e eu olhei séria para ele, evitando minhas lágrimas.
-Saia agora da minha casa Ryan, eu não quero brigar com você nem com o Justin...
-Tudo bem.-ele suspirou e me olhou, em seguida desapareceu.
-Me desculpa Madison mas esse cara me ...-interrompi Justin, antes que ele começasse a dar suas desculpas.
-Tudo bem Justin, agora eu quero ver os meus pais.
-Tudo bem.-ele assentiu.-Vamos lá.
Ele andou para a escada e eu fui logo atrás dele.
Ele parou no quarto dos meus pais e tirou a chave de seu bolso abrindo logo em seguida.
Ele abriu a porta e me deu passagem para entrar.
Vi meus pais e Melannie amordaçados e amarrados no chão.
-Justin!-olhei furiosa pra ele.-Você disse que não tinha machucado eles!
-Eu tive que fazer isso senão eles gritariam ...-ele se explicou.
Bufei ignorando ele, e fui solta-los.
-Filha você esta bem ?-minha mãe me abraçou enquanto chorava.
-Eu to sim mãe e a senhora?
-Fique longe desse garoto Madison!-ela me puxou junto á ela.-Ele é um monstro!
Eu via o medo em seus olhos.
-O que você fez Justin ?-perguntei assustada.
-Eu apenas me mostrei ...
-Se mostrou ?
-Madison, olha, eu fiz tudo isso porque seu pai queria me matar quando eu cheguei aqui.-ele olhou para meu pai que estava em silêncio abraçada a Mel, enquanto ela chorava também, igual a mamãe.-Sua mãe ficou me acusando de ter engravidado você e eu tive que fazer isso. Eu não queria machucar ninguém, e não fiz isso.
-Você sempre faz do jeito errado Justin ...-suspirei.
-É, eu sei.-ele abaixou a cabeça e saiu dali.
Me senti culpada por dizer isso, mas era a verdade.
-Filha, o que é tudo isso?-meu pai falou pela primeira vez.-Que porra esta acontecendo aqui?!
Eu teria muito o que explicar pra eles.
-Justin é um demônio pai... Justin se tornou um demônio para me salvar.
Vi o olhar de todos sobre mim, como se o que eu tivesse acabado de falar fosse a maior besteira que eles ouviram em suas vidas, mas eles sabiam que era verdade, principalmente Mel que sabe de tudo sobre os anjos.
Fiquei ali explicando tudo a eles. Contei tudo.
Desde o meu primeiro dia com o Justin até hoje, e isso inclui o bebê dentro de mim.
Depois, deixei eles a sós para que conversassem e fui para sala  a procura de Justin.
Ao ver ele ali sentado no sofá, olhando para o chão, sentindo pena de si mesmo, eu tive um pequeno flash back da minha vida com ele quando ele era anjo.
Ele sorria, e agora não sorri como antes. Ele dizia que me amava, me elogiava, e agora não faz mais isso. Se tornar um demônio o transformou e estava na hora, deu trazer o meu Justin de volta.
Eles dizem que  o amor transforma tudo não é? E eu vou conseguir trazer o meu Justin de volta, e não vou deixar que isso o domine.
-Jus?-ele olhou para mim e eu andei até ele , me sentando ao seu lado.-Você esta bem?
-Estou.
Sua voz saiu triste, fria.
Respirei fundo controlando minhas lágrimas e o abracei.
Ele não retribuiu no começo, pois parecia estar muito confuso, mas no final, ele me abraçou junto a seu corpo.
-O que é isso?-ele perguntou baixo enquanto eu me afastava.
-Eu não gosto de te ver assim ... Não gosto de olhar em seus olhos e ver dor.
-Madison, eu me transformei nisso. Eu me tornei isso ... e as coisas que eu fiz ...-ele se embaralhou nas palavras ao dizer aquilo.-Quando eu olho pra você eu lembro de quem eu fui ...e eu me sinto um lixo por tudo que eu te fiz agora.
-Não precisa se sentir assim ...-segurei sua mão e entrelacei na minha.-Estamos dispostos a mudar não é? Você esta aqui para me proteger porque você me ama, e eu amo você porque você esta aqui.-ele riu, e eu ri junto, pela confusão que fiz ao dizer aquilo.-Bom, acho que deu pra entender não é? Você é muito importante pra mim ... Me diz o que eu tenho que fazer pra você não se sentir mais assim e eu faço.
-Você faz mesmo ?-ele olhou nos meus olhos e molhou os lábios.
Senti um arrepio no meu corpo.
-Faço.-sorri de lado.-O que você quer?
-Quero que você seja minha. Hoje. Agora. 
-Justin ...é o que eu to pensando?
Ele me olhou engraçado e eu ri meio sem graça.
Ele queria sexo?
-Sim, é.-ele se aproximou mais de mim e deu um beijo na minha bochecha.-Eu só ... quero te fazer minha novamente...
-Você é tão maluco...-suspirei.-Tudo bem, então vamos ... Não pode ser aqui, meus pais estão em casa Jay.
-O que você disse?
-Jay?-sorri. Eu o chamava assim.
-Eu estava com saudades disso...
Justin se levantou e me puxou junto, me abraçando pela cintura e me selando rapidamente.
-Eu não quero te obrigar a nada.-ele disse.-Isso é tão louco , eu sei ... mas ...- o interrompi.
-Eu gosto de fazer loucuras com você Justin.


Continua...
Gif

Oi gente! Era disso que eu estava falando! De TODOS participarem da ib, junto comigo. Eu amo os comentários de vocês, e ao ler, eu sei que meu trabalho em escrever cada capítulo não foi em vão []
Me perguntaram se eu assisto série sobre anjos e tal, bom ... Eu já assisti um filme chamada Cidade dos Anjos que me inspira muito, e séries mesmo , que me inspiram com a ib é Arrow (Arqueiro), o Supernatural (Sobrenatural), o Mentalista, tipo, essas sérias me inspiram muito. Eu também assisto filmes de terror, porém eu não gosto...mas infelizmente ou felizmente esses filmes me inspiram tb.Eu amo ler romance, mas pra assistir eu sempre gosto de histórias sobrenaturais, sem ser aquele terror pesado sabe?  É isso.
Sobre a ib lol
Uaaaaaaaaaaaaaau, parece que esta tendo uma pequena disputa Ryan VS Justin alaksjsjskdkdfkf cara isso vai dar o que falar ainda. E a Mad expulsando o Ryan? Eu fiquei com dó dele :( E agora  o Justin e a Mad querendo fazer ''loucuras'' akjsjsjdkdk eu só quero ver onde isso vai dar aiai 
Obrigada por todos os comentários que vocês estão fazendo! Amo ler todos, até as criticas akaksjskdldd Qualquer dúvida podem me perguntar no ask, ficarei feliz em responder vcs []
Vou indo pq meu tio de SP vai dormir em casa, e eu não gosto dele ...sério, e ai gente , sem comentários, não tenho privacidade nenhuma pra ficar no pc, não gosto disso. Mas enfim né...
Amo vocês! Sério, amo muito muito muito vocês.
Obrigada por tudo <3

Continuem mandando suas fanfics! (AQUI)
Lembrando que quem quiser divulgação é só ir no tumblr tb ok?

Amanda: Dsclp mas eu não me lembro de vc e eu to morrendo com isso aaksjsjdkdkdk me deixa algum contato seu pf ? obg

28 de dez de 2013

All That Matters 2ª Temporada - Capítulo 16 '' I came to stay '' Para a Mary ♡

''Eu  quis gritar mas não gritei, porque 
eu sempre soube que você olhava por mim''


-Tudo bem mãe eu vou dizer. Tudo isso tem a ver com o Justin... Eu só peço que me ouça até o fim, tudo bem?-ela assentiu.-Justin e eu nos conhecemos na lanchonete como a senhora já sabe ... Ele se tornou muito importante em pouco tempo... e ...confiou em mim para contar o seu maior segredo. Um segredo que mudou totalmente a minha vida e a dele.
-Que segredo ?-ela perguntou curiosa e confusa.
A tensão naquela sala me fez ficar nervosa.
Ela iria surtar com o que eu falaria pra ela, mas eu estava cansada de mentir sobre tudo.
Se meus pais soubessem o que Justin foi e é agora, pelo menos, eu teria eles para apoiarem isso que esta dentro de mim.
Respirei fundo.
Esta na hora de contar tudo que esta dentro de mim.
Afinal ... quando algo dói dentro de você, e você tem com quem conversar, você tem que pedir ajuda á essa pessoa.
Isso te faz mais forte.


-Justin não é quem você pensa mãe.
Ela franziu o cenho.
-Seja mais especifica Madison. Você não esta insinuando que ele é algum criminoso ou algo do tipo não é? Eu vi na TV que esses badboys por ai atraem as garotas e ...-a interrompi.
-Não é isso mãe. Olha é mais complicado do que parece. Vou ser mais especifica então. Justin não é um humano...ele é outra coisa.
-O que?-ela riu debochada.-Madison, se ele não é humano é o que?
-Um anjo... ou melhor era um anjo.
-Você esta se sentindo bem? Por que diabos esta falando esta besteira?!
-Não é besteira mãe!-insisti.-Estou falando a verdade , por que eu preciso da sua ajuda!
-Ajuda? Com o que?
-Você sempre sonhou em ter netos não é ? Desde pequena você sempre me dizia isso, e eu até brincava com isso... Você se lembra?
-É claro que lembro mas o que você quer dizer com isso?!
-Mãe, eu to ...eu to grávida, e esse bebê é do Justin!
Fechei meu olhos desejando não ter dito aquilo.
Ela e papai me matariam!
-VOCÊ FICOU LOUCA MADISON?!-Seu grito me fez abrir meus olhos e pular para trás pelo susto. -POR QUE VOCÊ ESTA FALANDO ISSO? É MENTIRA NÃO É ? DIZ QUE SIM MADISON!-suas mãos seguraram firme os meus braços.
-É a verdade mãe...-senti lágrimas saírem dos meus olhos. Justin devia estar ali para me apoiar mas não esta.
-Eu não acredito!-ela me soltou e colocou as mãos no rosto começando a chorar.-Por que se deitou com aquele moleque? Desde quando você sabe disso?
-Desde hoje. -respondi.-Mãe, a senhora tem que entender que eu estou te dizendo tudo isso porque estou sozinha. Eu não estava em SPA nenhum...eu menti pra você e o papai. Eu estava na casa de Justin, ele estava me protegendo.
-Te protegendo? Você tem se encontrado com ele sem que soubéssemos?
- Foi preciso, algumas coisas ... podem acontecer comigo e ele estava me ajudando ... Mas , ele falhou comigo, e eu precisei pedir ajuda ao Ryan e ao Chaz e sai de sua casa.
-Onde ele esta agora? Seu pai irá matar você se você disser que não está com o pai desta criança Madison!
-Eu sei ...-soltei um suspiro.-Olha , eu vou pro cinema, vou esfriar a cabeça e depois volto ok?
-Você vai com essa roupa?
Ela me olhou da cabeça aos pés e fez uma careta. Eu estava com uma blusa de franjas, uma calça jeans e meu oxford preferido.
-O que tem demais na minha roupa?
-Nada...-ela deu de ombros.-Volta logo, por que precisamos conversar mais sobre isso e você precisa parar com toda essa loucura de anjo e me contar a verdade.
-Mas não é...-ela me interrompeu.
-Vou te dar tempo para pensar em toda a verdade e me dizer.
Ela saiu da sala e eu suspirei derrotada.
Me recompus e decidi ir ao cinema para me destrair um pouco.

-Esse filme é incrível não é ?-uma garota loira que chorava desde que o filme começou falou, enquanto soluçava ao me olhar.
-É mesmo.-concordei dando de ombros. Eu não era muito fã de Jogos Vorazes mas este lançamento de Em Chamas parecia ser o mais esperado do ano.
-Você não é daqui é?-ela pegou um lenço em sua bolsa e começou a limpar suas lágrimas.-Aliás me chamo Sarah.
-Prazer Sarah , sou Madison. Sou daqui , mas fiz uma pequena viagem e estou de volta desde ontem e você?
-Eu não...sou da Flórida, vim passar as férias com meus pais.
Ouvimos alguém pedindo silêncio logo atrás da gente e sorrimos sem graça voltando nossa atenção ao filme.

-Eu preciso ver o próximo filme!-Sarah não parava de tagarelar ao meu lado, eu já estava ficando louca. -Ok, vou parar de falar, acho que devo estar te irritando...-ela corou as bochechas e eu ri sem graça.
-Magina.-ela mexeu seus longos cabelos ruivos e prendeu em um coque frouxo.
-E então, ta a fim de comer alguma coisa por ai? Podíamos ir na lanchonete do outro lado da rua ou ...-ela foi interrompida por uma voz conhecida.
-Madison?-olhei para trás a procura de quem havia me chamado e vi Ryan. Ele estava usando uma roupa diferente do que eu sempre via ele. Calça jeans, camiseta pollo, e um tênis comum para correr.
-Você conhece esse gato?-Sarah brincou do meu lado me dando uma leve cotovelada.
-Eu não sabia que estava aqui ...-disse assim que ele se aproximou.
-Eu precisava te ver.
-Ryan aqui não é lugar para conversarmos...
Ele me olhou compreensivo.
-Bom, ahn , eu vou deixar vocês sozinhos.-Sarah nos cortou.-Te vejo por ai ...-ela me deu um beijo na bochecha e saiu dando um sorriso para Ryan que retribuiu.
-Amiga nova?-ele perguntou.
-A conheci no cinema... estávamos indo comer alguma coisa.
-Acho que eu estraguei isso...-ele disse dando um riso pelo nariz.-Eu só achei que precisava ter uma conversa com você sem toda essa loucura de anjos e demônios atrás de você.
-Acho melhor a gente ... sair daqui, não quero que ninguém ouça nossa conversa.
-Pra onde vamos?
-Eu to de carro, vamos achar algum lugar calmo pra conversar.

-Por que parou aqui?-Ryan disse olhando a pequena estrada de terra onde eu tinha parado.-Lugares assim são perigosos...
-Eu to com você, não tenho medo ... nenhum demônio poe me achar não é?-olhei para o cordão em seu braço e ele assentiu.
-Mesmo assim ...temos que tomar cuidado.
-Ok , então ... o que tem pra falar comigo?
-Eu quero te pedir desculpas. Por tudo. Eu nunca devia ter ... ter feito aquilo com você achando que se ...você ficasse grávida de mim esqueceria de vez  o Justin ...eu ... fui um babaca.
-Hm, isso eu tenho que concordar.-disse.-Mas ... por que você simplesmente não me falou que queria isso? Por que você simplesmente não  disse para eu me esquecer dele ?
-Por que você seria incapaz disso, e eu seria muito egoísta se pedisse algo assim pra você.
-Ryan,-suspirei.-você é muito importante pra mim ...nem eu mesma sei o que eu sinto quando estou perto de você mas eu não quero que depois daquela noite as coisas fiquem estranhas entre a gente... Você é meu melhor amigo e meu anjo da guarda, quer coisa mais doce é incrível que isso? Sou grata por ter você assim.
-Eu me sinto um idiota ouvindo isso... Você sabe que eu amo você e eu não escolhi isso, mas eu sou grato de poder cuidar de você, e sou grato por você encontrar alguém que te ame da mesma forma que eu , ou até mais.
-Não precisamos falar dele aqui ...
-Mas eu quero ...-ele disse.-Eu preciso te contar uma coisa, e acho que você ficará brava comigo.
-O que?
-Quando nós ...discutimos, eu achei que tinha te perdido, e perdido toda a confiança que você colocou em mim, então eu pensei que você precisaria de ajuda ... e fui a procura de Justin.
-O que? Como você fez isso ? Você disse que não podia se teletransportar   e ...-ele me interrompeu.
-Eu não posso, mas uns informantes disseram que ele havia contratado um detetive a sua procura, e tudo que eu fiz foi falar para esse cara, avisar Justin que você precisava dele, e provavelmente ele te visitará essa noite.
-Ryan você não devia ter feito isso!
Um choque percorreu minha espinha. Eu não estava pronta para ver Justin agora.
-Me desculpa mas ... foi o único jeito que achei de te proteger. Ele é forte, conhece muitas coisas que pode te ajudar...
-Eu não estou preparada para contar desse bebê pra ele...-sussurrei.-Ele vai me matar quando souber...
-Ele não fará mal algum com você.-Ryan me garantiu.-Ele ama você ... E tenho certeza que ficará feliz por esta criança, mas até que sua barriga cresça, temos que nos preocupar com sua segurança. Chaz e eu faremos uma ronda em sua casa . Pedi ao detetive para falar com o Justin. Ele ficará com você de dia e eu e Chaz a noite, assim garantimos que nenhum demônio se aproxime de você.
-Mas e se ele quiser me levar novamente pra casa dele?
-Nós não deixaríamos e agora com um bebê dentro de você Justin não arriscaria uma viagem. A notícia já se espalhou Madison, você é a segunda humana a ter um bebê anjo dentro de si.
-A segunda?-abri a boca surpresa.-Então ...a mãe de Justin foi ...-ele assentiu antes que eu terminasse.
-Sim, a mãe de Justin foi a primeira. Mas depois Justin explicará tudo isso ... Você tem que entender uma coisa, sua segurança é a prioridade. Jeremy disse que há muitos anjos se rebelando lá no Céu por você ser a escolhida...você tem que ser forte.
-O que vai acontecer se eles se rebelarem?
-Jeremy esta tentando manter a situação, mas se eles se rebelarem todos virão atras de você.
-Eu ... eu tenho medo que isso aconteça.
-Você não precisa ter medo. Mas em todo caso, eu tenho que deixar isso com você.
Ele colocou a mão em seu bolso e tirou uma estaca prateada de lá, havia uma cruz em sua pronta que me fez arrepiar.Era pequena, mas grande o suficiente para me assustar.
O que era aquilo?
-Essa estaca é ... algo raro. Há apenas  seis dela e cinco estão com o Jeremy.
-Onde conseguiu essa?
-Eu roubei.-ele disse.-Mas isso não convém agora. Ela é a única coisa capaz de ferir um anjo. Olha.-ele a virou para seu braço e eu coloquei a mão em sua mão o impedindo de continuar.
-O que vai fazer?
-Não se preocupe.-ele sorriu de lado.-Não vai me machucar.
Assenti e tirei minha mão da sua. Ele passou a estaca em seu braço e um pequeno filamento se abriu revelando uma luz ali. Ryan fez uma careta como se aquilo estivesse doendo.
-Assim que somos por dentro.-ele disse.-E se você mirar bem no coração, a energia dentro de um anjo aumenta a tal ponto que ele morre .
-Você é ... maluco!-esbravejei.-Por que esta me mostrando isso?
-Porque é pra você.-ele me entregou a estaca. Peguei aquilo com medo.-Ande com isso por todos os lados. Coloque na cintura, ou onde você possa pegar a qualquer momento.Se algum anjo que não seja eu, ou Chaz se aproximar de você, você enfia isso no coração dele entendeu?
Balancei a cabeça um pouco chocada com tudo aquilo.
Ele tinha acabado de dizer que eu estava com uma arma rara em minhas mãos capaz de matar qualquer anjo com um simples golpe em seu coração e estava dizendo para eu matar qualquer anjo que se aproximasse de mim?
Aquilo era muito louco, até pra mim.
-Acho que eu não vou conseguir fazer isto...-disse receosa.-Não vou conseguir matar ninguém.
-Você vai sim.-ele disse.-Ou Justin fará isso do jeito dele , e o jeito dele não é o mais desejado.
Senti uma certa repulsa em sua voz.
Abaixei a cabeça procurando algum lugar para colocar aquilo e a joguei perto do banco.
-Pronto, vou deixar isso aqui ...-disse.-Quando eu chegar em casa procuro um lugar melhor para esconder.
-Tudo bem.-Ryan sorriu de lado.-Só não deixe que isso caia nas mãos erradas tudo bem?
-Tudo bem.-respondi.-Onde vamos agora?
-Você vai pra casa, tomar um banho e descansar, quando Justin chegar vocês terão muito a conversar.
-Você parece que esta ... ajudando ele novamente.-disse, segurando o meu riso.
Era engraçado ver isso depois da briga que eu presenciei de Justin e Ryan.
-Não estou ajudando ele, estou ajudando você.-Ryan me encarou.-Acho melhor você ligar o carro , não gosto  desse lugar...
Dei uma olhada em volta e senti uma energia estranha vindo dali.
Eu também não gostava deste lugar.

-Você não quer entrar?-perguntei ao Ryan vendo ele tirar o cinto enquanto eu desligava o  carro.
-Não, até por que você e sua mãe terão muito o que conversar não é mesmo?
-Você me ouviu falando com ela?-arqueei minha sobrancelha e ele assentiu.
-Sua mãe precisa de tempo...ela vai aceitar tudo isso.
-Ela não acredita em nada do que eu falei, e esta querendo me mandar pra Nova Iorque com a minha vó... com certeza ela vai aceitar isso.-debochei.
-Calma.-Ryan riu pelo nariz.-Olha se quiser eu posso te dar uma ajudinha...
-Que tipo de ajuda?
-Vou me mostrar pra ela.
-Você o que? Isso não é proibido?
-Sim, mas é por uma boa causa ... Vou entrar com você.
Ryan desceu do carro e eu também.
Caminhamos até a porta, e eu abri entrando. Ryan estava atrás de mim.
-Mamãe, cheguei!-gritei esperando  uma resposta, mas nada.
Achei aquilo realmente estranho.
-Tem algo aqui.-Ryan passou a minha frente e andou até a cozinha. Mantive uma certa distância atrás dele.
Ouvi um baque e então ele caiu do chão a minha frente. Os olhos negros de Justin me fizeram pular para trás e dar um grito pelo susto.
Ele estava com a minha estaca em sua mão e Ryan tinha um ferimento em seu peito.
-Você matou ele?!-gritei desesperada e me agachei tomando Ryan para meus braços.
-Ele não esta morto.-Justin falou, grosso, como de costume.-Eu apenas o apaguei e deveria fazer isso com você também.
-Comigo?-perguntei o olhando.-Por que? O que eu te fiz?
-Você fugiu com esse dai...-ele chutou a perna de Ryan e eu pulei para trás.
-Para!-olhei para ele com raiva.-Cadê os meus pais?!
-Estão lá em cima com sua querida irmã Melannie.-ele sorriu cínico.-Agora, acho que esta mais do que na hora da gente conversar sobre isso que há dentro de você.
Ele sabia? Justin sabia que eu estava grávida?
Meu coração começou a pulsar.
-O que é tudo isso?
-Eu estou de volta babe. E eu vim pra ficar.

Continua...
Gif

Projeto : ''EU ESCREVO POR AMOR'' Participem! 
(Envie sua Fanfic e faça parte do Shawty Mane)
Mais informações aqui > pergunte 

Oi meninas tudo bem? Obrigada por tudo que vocês me disseram eu fiquei muito feliz, e agradecida. Obrigada mesmo. Não sei quando vou para a casa da minha tia , mas quando eu for aviso pra vcs ok ?
Participem do grupo no face e fiquem informados quando cada capítulo for postado! Aqui.
Agora sobre a ib... Uau cara, Ryan realmente nos surpreendeu não é ? E a nova ''amiga'' da Madison,  a Sarah? Quem será? hahahahaha E Justin sempre nos surpreendendo! Será que ele vai fazer algo com a Madison? Algo me diz que agora sim, as coisas vão ficar ...hm .... emocionantes! akaksjsjsjd
Espero que tenham gostado. Vou ser bem breve com algo que eu tenho pra falar pra vocês.
Olhem isto (aqui).
Tem muitas que não estão nem ligando para comentar e eu estou muito triste com isso :( Poxa gente o que custa deixar a opinião de vcs em cada capítulo? Por favor, leitoras fantasmas apareçam!
**

Bem vindas leitoras novas! Obrigada por quem sempre comenta! Amo vocês <3
Me sigam no insta? wtfstha

26 de dez de 2013

All That Matters 2ª Temporada - Capítulo 15 ''Something inside me'' Parte 2. Para a Julia, Camy, Bia, Raquel, Vic e Mizi ♡

''Tudo que se diz, e que se faz , tem sua consequência.''

Agora você não pode ficar chorando por ai senão nossos pais vão desconfiar e se eles perceberem que você esta grávida, você esta ferrada!
Mais?
Pensei.
Respirei fundo e aos poucos fui me acalmando.
-Tudo bem.-disse a olhando.-O que eu faço agora?
-Você precisa contar àquele seu amigo... o anjo.
-Ao Ryan?
-Sim, ele pode e vai te ajudar... Ryan provavelmente sabe mais disso que eu e ele vai esclarecer as dúvidas que estão em sua cabeça.
Suspirei e assenti.
Se tinha uma pessoa que podia me  ajudar agora, era Ryan.

-Por que me chamou aqui ?-Ryan se sentou na cama me olhando. -Esta acontecendo algo? Você me parece nervosa...
-Ryan eu tenho algo muito importante para te contar...
Eu podia sentir os seus olhos quase penetrarem minha alma a procura de algo, e eu sabia que ele tinha acabado de descobrir o que era.
-Me diz que isso é mentira Madison... Você esta ...
-Grávida.-o interrompi pronunciando exatamente o que ele estava pensando.-Eu estou grávida de Justin.
Ele soltou uma lufada de ar que estava preso em si, e desviou os olhos de mim, virando o seu corpo.
-Como isso foi acontecer?
-Acho que nem ele nem eu sabíamos que isso poderia acontecer ...
-Você tem que falar pra ele ... ele ... ele precisa ajudar você Madison!
Seus olhos me encararam novamente, e eu senti o quão sério ele falava comigo apenas pelo seu olhar.
-Eu preciso da sua ajuda Ryan.-dei ênfase na palavra sua, para que ele entendesse exatamente o que eu queria dizer.-Você tem experiência nisso ...deve saber muito e eu preciso que me conte tudo e pelo menos, me informe no que eu me meti.
-Tudo bem.-ele disse rapidamente.-Você se meteu em um grande problema Madison... um grande problema! Não é apenas um bebê, é um anjo. Ele é o ser mais forte de todos ... ainda mais um ...Bieber. Ele pode machucar você Madison...esse bebê é um perigo para sua saúde.
Abaixei minha cabeça e lambi meus lábios soltando um longo suspiro.
-Acho que eu já entendi isso... Agora me diga, como esse bebê pode me machucar?
-Justin já te mostrou como comemos não é ? Precisamos na essência, ou da alma de alguém e esse bebê vai se alimentar de você... Você vai estar frágil, e isso te tornará uma pessoa cansada,e triste por um longo período. Esse bebê comerá tudo de bom que há em sua alma até nascer.
-E  eu posso morrer por isso?
-Não...você não pode, mas isso será doloroso para você e as pessoas a sua volta.
-Espera,-mordi meu lábio inferior pensando em algo, e então quando tive a certeza do que ia falar, olhei chocada para Ryan.-você me enganou Ryan!
Me levantei da cama e o encarei surpresa pela atitude que ele tomou comigo.
-O que?-ele se levantou confuso.-O que eu fiz?
-Você me fez transar com você e ... agora, essa coisa dentro de mim podia ser sua!
Suas mãos foram para cima e ele pareceu dar de ombros e virar todo o seu corpo.
-Eu realmente queria poder dizer que tudo que você esta dizendo é uma grande mentira, mas não é.
Uma luz ofuscou meus olhos e quando se apagou Ryan não estava mais ali.
Me apoiei em algo para não desmaiar e respirei fundo.
Ryan sabia que se transasse comigo eu ficaria gravida, e ... teria um vinculo com ele por isso.
Eu não acredito que ele possa ter feito isso comigo.
Eu achei que pudesse confiar em Ryan. Eu realmente achei que ele era meu amigo.

P.O.V Justin Bieber


-Você falou com seus informantes em San Juan mãe?
Ela virou seu rosto e sorriu.
-Sim, um amigo meu disse que esta procurando por ela na cidade... Ele me disse que mais dois amigos dele também a procura dela para ajuda-lo.
-Ele é um anjo?-perguntei.
-Não, ele é humano Justin... E é muito bom no que faz em encontrar pessoas, ele me ajudou a achar você.
-Hm, é bom que ele cheque se Madison está em San Juan mas algo me diz que Ryan pode ter levada para outro lugar...
-Esse Ryan, não é o pequeno Ryan ... o que brincava com você?
-Sim, é ele. Mas agora, ele esta contra mim e se juntou ao Jeremy.
-O que de tão mal Jeremy fez pra você?
-Ele não ficou ao meu lado quando eu pedi a ajuda  dele mãe ... Ele não me ajudou no que eu mais queria ... a maioria dos anjos lá no Céu não gostam das atitudes dele .. Você sabe, as coisas por lá devem estar bem complicadas.
-Seu pai sempre foi teimoso... Mas quando eu estava com ele , ele não mandava em quase nada lá em cima.-ela suspirou.-Não gosto de te ver assim ...sozinho nessa cara enorme, aqui na Terra.
-Mãe, aqui é o meu lugar agora.
-E aquela garota? Por que ela dorme aqui?
-Ela é meu passa tempo mãe ... Não precisamos nem tocar no nome dela.
-Ela parece gostar de você ...e se ela gostar de você e você nem ligar ...ela pode se machucar.
-Eu não vou mais machucar Kate mãe, mas ... eu amo a Madison.
-Eu posso ver isso nos seus olhos. Temos apenas que esperar a ligação de Mike quando ele acha-la.
-Justin ?-ouvi a voz de Kate na escada e e virei a olhando. Ela estava chorando. -Porque você ... você tem que dizer isso perto da sua mãe?
-Dizer o que Kate?
Ela começou a andar até mim.
-Que eu sou seu passa tempo ... Você realmente me envergonhou Bieber, e eu achei que você tivesse parado de fazer isso.
Ela passou por nós e abriu a porta a batendo com força.
Pisquei algumas vezes tentando entender o que tinha acontecido.
-Filho vai atrás dela!-minha mãe gritou apressada me encarando.-Você vai magoar a garota dessa forma?
Argh.
Serrei meus lábios e sai correndo abrindo a porta e vendo Kate correndo pelo jardim.
-Kate! Espera!
Ela continuou correndo e eu consegui alcança-la.
-Não faz assim!-disse e segurei seu braço me fazendo olha-la.
-Me solta Justin! Me solta! Me deixe ir embora!-ela gritou tentando se soltar de mim.
-Kate, por favor ... me ouve ok? Eu ... eu não devia ter dito aquilo.
-Eu sei que você ama aquela garota, mas eu sei que você gosta de mim de alguma forma, e você me envergonhou muito dizendo aquilo para sua mãe. O que ela vai pensar de mim ?
-E desde quando você se preocupa com o que pensam de você?
-Desde que a pessoa é a sua mãe...Olha Justin é melhor eu ir ... é melhor eu sumir da sua vida pra sempre.
-Não faz isso...-pedi.-Kate você ...você é importante pra mim.
Oh sim. Eu tinha acabado de dizer a pior mentira da minha vida e eu não sabia o porque, eu só sabia que não podia magoar Kate dessa forma. Eu já fiz muito mal a ela, e se ela se afastasse de mim, iria voltar  a vida barata que tinha e eu não podia deixar isso acontecer.
-Você esta louco...-ela olhou em meus olhos.-Não minta pra mim.
-Não é mentira. Por favor, fique. Não vá embora, eu gosto da sua presença na minha casa, e agora com minha mãe, você pode me ajudar.
-Ajudar em que?
-Eu não sei ... mas ... podemos começar com um grande jantar para nós três já que Eileen sumiu por ai ...
-Eu não sei ...-ela desviou seu olhar para o chão.
-Vai, por favor.-soltei o seu braço e a puxei pela cintura.-Fica, vai.
Ela levantou sua cabeça e me olhou.
-Você disse por favor?
-Sim, eu disse.
É, eu realmente não sou de dizer isso, e isso podia me assustar mas eu não queria que ela fosse embora dessa forma.
-Tudo bem.-ela forçou um sorriso.-Eu fico, mas ... assim que eu voltar vou cumprimentar sua mãe eu vou pra cozinha, eu estou morrendo de vergonha dela.
-Não precisa ficar com vergonha dela. Você sabe disso não é ?
-Eu sei ... Isso logo vai passar.-ela me garantiu.
-Tudo bem ...vamos.-segurei em sua mão e voltamos para dentro da casa para que Kate conhecesse minha mãe.

P.O.V Madison Beer

-Filha, você esta bem?-me virei para trás e encarei minha mãe enquanto pegava meu casaco.
-Estou ótima.-forcei um sorriso.-Vou ir ao cinema um pouco ...
-Não quer ficar e conversar? Eu te conheço muito bem para saber que você não esta bem desde que seu namorado te deixou ...
-Mãe, não quero falar disso...
-Filha... Você tem que falar disso. Você tem que me contar o que esta havendo com você. Seu pai e eu conversamos e achamos que seria bom se você ... fosse passar uns dias com sua avó em NY.
-Eu não gosto da casa da vovó. -disse.-Eu não vou pra lá, sou maior de idade e sei onde quero ou não ir...
-Então pare de ser uma garota fechada e me diga a verdade Madison! Eu sou sua mãe!
Seu grito histérico me fez perceber uma coisa.
Por todo esse tempo que eu fiquei com Justin foi isso que eu me tornei, uma garota fechada. Me tornei assim para que ninguém se envolvesse em sua vida nem na minha, e eu mentia o tempo todo para minha família.
Minha mãe começou a chorar na minha frente.
Eu tinha que dizer a verdade.
Essa era a hora.
-Tudo bem, eu vou te contar a verdade, mas temos que ir para a sala primeiro.
Ela assentiu e andou até a sala . Eu a acompanhei e quando ela se sentou eu sentei também.
-Me diga Madison, me diga por que tem estado tão fechada esses meses!-ela me implorou.
-Tudo bem mãe eu vou dizer. Tudo isso tem a ver com o Justin... Eu só peço que me ouça até o fim, tudo bem?-ela assentiu.-Justin e eu nos conhecemos na lanchonete como a senhora já sabe ... Ele se tornou muito importante em pouco tempo... e ...confiou em mim para contar o seu maior segredo. Um segredo que mudou totalmente a minha vida e a dele.
-Que segredo ?-ela perguntou curiosa e confusa.
A tensão naquela sala me fez ficar nervosa.
Ela iria surtar com o que eu falaria pra ela, mas eu estava cansada de mentir sobre tudo.
Se meus pais soubessem o que Justin foi e é agora, pelo menos, eu teria eles para apoiarem isso que esta dentro de mim.
Respirei fundo.
Esta na hora de contar tudo que esta dentro de mim.
Afinal ... quando algo dói dentro de você, e você tem com quem conversar, você tem que pedir ajuda á essa pessoa.
Isso te faz mais forte.

Continua...
Gif

Bom, eu vou ser bem breve. Amo vocês. E muito obrigada por todos os comentários... Eu to passando por um momento muito difícil , e acho que ... vou passar uns dias na casa da minha tia em outra cidade pra ver se  ela me ajuda um pouco a superar tudo isso dentro de mim, e ver se eu consigo ficar mais tempo com minha priminha ... Ela tem 7 anos, não entende nada da vida, mas sempre que eu estou mal, ela deita do meu lado e diz q vai ficar tudo bem. É por isso que eu acredito em anjos...
Enfim, eu não estou conseguindo escrever direito e acho q esse capítulo ficou uma bosta... Eu realmente n to bem e isso tira td a minha vntade de escrever pra vocês, desculpa.
Um beijo, e obrigada pelas palavras bonitas q vcs me escreveram. Eu queria poder pensar com positividade como vcs me aconselharam, mas é difícil ...


Twitter : @WithJustinBr

Trailer da ib no youtube

25 de dez de 2013

All That Matters 2ª Temporada - Capítulo 15 ''Something inside me'' Parte 1.

''Eu nunca tive nada, e tudo que desejei foi seu amor ...e agora? 
O que eu faço com isso dentro de mim?''


-Essa garota é sua namorada?-Pattie perguntou se sentando no sofá assim que mandei Kate ficar no quarto.
-Não.-eu disse me sentando também.-Acho que você e eu temos muito para conversar e ...depois entraremos nesses detalhes.
-Tudo bem filho.
Me senti um pouco incomodado com aquilo.
''Filho''
Eu não ouvia isso á anos.
-Tudo bem...Ahn, você disse que o Jeremy me enganou. O que quer dizer com isso?
-São muitas coisas para te contar Justin ... Você esta preparado para ouvir a verdade?

-É claro que estou.-disse como se fosse obvio.-Eu quero saber de tudo, quero saber cada detalhe do que aconteceu com você e Jeremy.
Não consegui evitar a frieza em falar dele e ela pareceu perceber isso.
-Tudo bem.-ela deu um sorriso de lado. Algo que eu achei muito doce, pra alguém que eu tinha acabado de conhecer.-Tudo começou quando eu o vi pela primeira vez. Seu pai me salvou de uns garotas que queriam me estuprar. Depois daquele dia, foi como se algo nos unisse, eu não queria que ele me deixasse e ele não queria se separar de mim. Quando nos conhecemos eu já sabia que ele era um anjo, pelo simples fato dele me olhar...foi algo inexplicável. E depois de um mês que estávamos juntos eu engravidei de você. Foi bem assustador saber que a gestação de um bebê anjo seria tão rápida que eu mal respiraria e você já teria nascido. Depois tive a Jazzy e o Jaxon,  e foi tudo tão ... difícil. Os anciões que mantinham a ordem lá no céu me procuraram aqui na Terra e me deixaram presa por um bom tempo. Depois do julgamento eu fui condenada... Um dos guardas celestiais foi designado para me matar e então seu pai me salvou novamente e disse que era pra mim sumir e que eu nunca mais veria meus filhos se quisesse ficar viva. E então, eu fui mandada pra Europa e fiquei lá por todos esses anos.
Que história é essa de gestação de anjo? Por que meu pai nunca me falou disso?
-Ahn, me explica melhor isso de ... gestação de anjo, eu não entendi.-pedi a ela.
-Claro. Bom, os anjos, assim como você e seu pai, -franzi o cenho. Então ela realmente não sabia que eu era um demônio como eu imaginava.-quando ...tem relações com humanos já deixam parte deles nas pessoas desde a primeira vez se eles não se cuidarem...e no outro dia ou nas próximas semanas a pessoa tem os sintomas de gravidez. E ... por incrível que pareça, a barriga não cresce até o nono mês.
Meu pensamento foi na Madison naquele segundo.
Não pode ser, ou pode?
-Como assim a barriga não cresce?
-A barriga só cresce no oitavo mês de gravidez, de repente. Eu me assustei muito. Eu esperava ver a minha barriga crescer mas um dia eu acordei e ela estava lá. É tudo tão intenso ... as dores ... Você  não me chutou um segundo, já Jaxon quase quebrou minhas costelas. Vocês são muito fortes...e isso pode machucar.
-Você tem certeza do que esta dizendo?-perguntei me levantando.
Foi como se meu mundo caísse sobre minha cabeça naquele segundo.
Coloquei a mão em minha testa preocupado.
Será que Madison tinha ficado grávida de mim?
Isso é possível?
-Tenho filho, mas porque?
-Que caralho!-reclamei andando de um lado para o outro.-Eu acho que fiz merda!
-Ei, anjos podem falar assim?-ela me encarou com a sobrancelha arqueada.
-Eu não sou mais um anjo.-a olhei.-Eu me sacrifiquei por uma garota.
-O que?-ela abriu a boca surpresa.-Como assim ?
-Eu me apaixonei por uma humana mãe assim como Jeremy,  e pra resumir, ela corria perigo e eu fiz um acordo com um Arcanjo para salva-la.
-Arcanjos são muito perigosos. Seu pai nunca deixou que eu os visse. Que tipo de acordo você fez?
-Eles me transformaram em um monstro e a protegeram por mim, mas ela é teimosa, e estava aqui até hoje, mas fugiu com um filha da ...-parei de falar, pela cara que ela fez pra mim, ela não queria que eu continuasse com meu palavreado.
-Entendi.-ela balançou a cabeça.-E por que você esta tão preocupado?
-Porque ...eu acho que a engravidei.
-Se você fez isso você tem que ir atrás dela Justin!-ela se levantou e me encarou.-Eu sei que vai demorar um pouco pra você se acostumar comigo, mas eu estou aqui pra te ajudar e se quiser posso te ajudar com essa garota.
-Isso vai ser impossível Pattie...-soltei um suspiro de frustração.-O próprio Jeremy quer me ver longe dela e esta fazendo algo para que eu não a encontre, eu não sei onde ela esta ... Ela provavelmente esta bem longe da casa dela agora.


P.O.V Madison Beer

-Acabou vamos para a casa.-Melannie me abraçou e me ajudou a sair da clinica.
O médico fez o exame, e Melannie deu dinheiro para que o resultado saísse na hora, e assim que ele disse que eu estava grávida o meu mundo caiu ali mesmo.
Ele disse que era de poucas semanas, mas Mel me disse que nenhuma maquina humana podia dizer ao certo...
Aquilo realmente era horrível. E ... com certeza era o bebê do Justin, da nossa primeira vez.
Eu ... era tão tola e tão inexperiente e ele também.
Aposto que ele não sabia nada disso senão teria me avisado , não teria?
-Vai ficar tudo bem Mad, você tem que manter a calma.
Mel abriu a porta do meu carro pra mim e me colocou no banco em seguida passando o cinto em mim. Ela fechou a porta, entrou no carro e acelerou , me levando pra casa.

Acordei e tentei me sentar na cama. Melannie estava do meu lado e eu percebi que estava no quarto dela.
-O que eu to fazendo aqui?
-Você desmaiou assim que chegamos Mad, e eu tive que te trazer para cá para que o papai e a mamãe não te vissem nesse estado...
-Estou com muito medo.-admiti a olhando.-Eu estou com medo dessa ...coisa dentro de mim.
Fechei meus olhos e respirei fundo.
Aquilo só podia ser um pesadelo.
Havia algo dentro de mim, e eu sentia que não era um bebê. Com certeza não era.
-Madison você tem que ficar calma ok?-ela segurou em minhas mãos e me fez olha-la.-Não é uma ''coisa'',-ela fez careta.-é um bebê e ele vai precisar muito que você fique bem.
-Mas eu não quero!-gritei a assustando. Ela se levantou e me encarou.-EU NÃO QUERO UM FILHO DELE PORRA!
As lágrimas novamente começaram a cair.
Esse bebê pode ser um anjo ... pode ser o que for, mas era de Justin e ele me chutaria de sua vida pra sempre se soubesse dele.
Eu tinha um dilema em minha cabeça :

  • Se Justin soubesse do bebê me deixaria? 
  • Se ele não quisesse aquele bebê eu teria coragem de tirar por ele?

-Ei calma mana,-senti os braços de Mel me puxando para perto dela.-fica calma que vamos resolver isso... Agora você não pode ficar chorando por ai senão nossos pais vão desconfiar e se eles perceberem que você esta grávida, você esta ferrada!
Mais?
Pensei.
Respirei fundo e aos poucos fui me acalmando.
-Tudo bem.-disse a olhando.-O que eu faço agora?
-Você precisa contar àquele seu amigo... o anjo.
-Ao Ryan?
-Sim, ele pode e vai te ajudar... Ryan provavelmente sabe mais disso que eu e ele vai esclarecer as dúvidas que estão em sua cabeça.
Suspirei e assenti.
Se tinha uma pessoa que podia me  ajudar agora, era Ryan.

Continua...
Gif

Sim, eu sei esta pequeno mas eu to exausta. Tanto fisicamente como mentalmente. Eu tive muitas coisas pra organizar aqui em casa e acabei ficando bem sobrecarregada porque minha mãe acabou passando mal e se intoxicou com um produto do trabalho dela, e foi parar no hospital. Fora isso, estou com problemas em casa (como sempre) e sei lá, eu ando me sentindo realmente sozinha em relação ao Justin. Não á ninguém aqui ao meu lado que me apoie e isso me machuca muito pq tudo que eu ouço são críticas... Enfim, isso pode explicar esse capítulo hiper minúsculo mas como e a primeira parte de duas, posso ficar tranquila?
Ain gente, eu sei lá, to mal ... não quero falar muito pq acho q ngm esta interessado nos meus problemas não é.
Vou ficando por aqui mesmo ... espero que tenham gostado, e obrigada a todos os comentários.
Amo vocês <3
Canal no youtube, inscrevam-se
Twitter : @WithJustinBr
Trailer da ib no youtube
Polyvore, sigam-me?

24 de dez de 2013

Feliz Natal a todas as leitoras do blog ♡



Oi meninas, vou tentar ser breve para não atrapalhar o dia de vocês. Bom, eu queria desejar para vocês um bom natal pra vocês e para a  família de vocês e que tudo seja bom nesse fim de ano para todas. Eu sei que muitas podem estar tristes por algo nesse momento, ou algo assim, mas tentem ver tudo com positividade e se precisarem de algo sempre estarei disponível ok ? (meu whatsapp 019982355613) !
Esse ano já esta prestes a acabar e eu espero que as coisas sejam melhores ano que vem. Sei que muitas de vocês gostam do blog, e outras não, e eu sempre faço o que posso. Espero que aqui vocês possam sonhar e estar comigo , porque eu me sinto super bem com você e eu amo demais todo esse carinho que vocês tem pelas minhas ibs!
Obrigada as leitoras que então me desejando um feliz natal no wpp, obrigada de coração!
Então m feliz natal, muita saúde , felicidade, e que vocês tenham mais esperança e positividade nesse fim de ano. Não desistam do que querem ok? Tudo vai dar certo no final.
Fiz este vídeo (aqui) em homenagem ao Justin como surpresa de Natal pra vcs a umas semanas atrás e acho q muitas de vcs não viram, então ta aqui ahahaha
Um beijo pra vocês!
Um ótimo Natal, amo vocês. Mini-Gifs

23 de dez de 2013

All That Matters 2ª Temporada - Capítulo 14 ''Its consequence'' Dedicado á todas que acertaram ♡

''Juro, se eu pudesse me arrepender de algo e voltar no tempo, eu me arrependeria disto.''


-Eu vou matar aquele desgraçado!-gritei tacando a merda da garrafa de Whisky no chão.
-Justin, calma!-Kate tentou me acalmar.-Você vai encontrar esse cara logo!
Olhei para ela furioso.
-Como se você soubesse de algo não é ?-cuspi.-Cala a boca e me deixa pensar!
Ouvi a campainha tocar.
-Quem é o inútil que esta me incomodando agora?-murmurei irritado. Andei até a porta da sala e a abri.
A visão de uma mulher de um pouco mais de trinta anos, com cabelos longos e lisos, e olhos claros, me fez parar por um momento.
-Oi, será que posso falar com Justin Bieber?-ela perguntou baixo.
Eu senti algo ao olha-la. Algo que eu nunca senti antes.
Quem era essa mulher?

-Eu sou Justin Bieber.-disse para ela. Antes que eu pudesse perguntar o que ela queria comigo, ela me abraçou e começou a chorar.
-Oh Meu Deus como você esta grande!-ela me apertava contra ela.
-Quem é essa?-ouvi a voz de Kate atrás de mim.
Afastei aquela mulher de mim.
-Por que fez isso? Quem é você?-perguntei rude.
-Eu sou sua mãe Justin! Pattie.Você não se lembra de mim?
A encarei por alguns segundos e pequenos vestígios da minha mãe passaram em minha mente.
A única coisa que eu me recusava a esquecer era de sua morte.
-Você não é minha mãe! Minha mãe morreu!-gritei com ela.
Mas que porra esta acontecendo aqui?
-Justin, eu não estou morta! O seu pai enganou você!
Quando ela disse aquilo, ela novamente voltou a me abraçar deixando que suas lágrimas molhassem minha camisa.
Eu a deixei ali, chocado demais para afasta-la.

P.O.V Madison Beer


-Você não espera que acreditamos nisso não é Madison?-minha mãe me encarou junto com meu pai.
-A Mel mesmo disse que eu estava num SPA , porque vocês não acreditam?-perguntei frustada.
Mel me olhou como se me pedisse calma e assim eu fiz. Chaz e Ryan apenas olhavam toda a situação.
-Porque você não esta com cara de quem estava em um SPA e com que dinheiro você foi para um SPA ?-meu pai me encarou bravo.-Eu não gosto de mentiras filha.
-Nem eu pai. Mas eu realmente estava. Chaz e Ryan,-olhei para eles.-moram na cidade e estavam lá também e me deram uma carona até aqui. Eu tinha um dinheiro guardado que Justin me deixou.
Eu não queria tocar no nome dele ali, mas foi preciso.
-Você não sabe o quanto eu estava preocupada com você!-minha mãe veio até mim e me abraçou deixando que algumas lágrimas rolassem em seu rosto.
-Eu também estava morrendo de saudades mamãe!
A abracei com mais força e meu pai se juntou a nós.
-Nunca mais saia para fazer uma coisa assim sem nos avisar ok?-meu pai me advertiu e eu assenti enterrando minha cabeça em seu peito.

Depois de ter que aguentar milhares perguntas da Melannie , que é a responsável de toda essa confusão, e dos meus pais, Chaz e Ryan foram ''embora'' e eu fui para o meu quarto.
Deixei a pequena mala que o Chaz tinha pego no meu quarto e me deitei em minha cama tirando meus sapatos e jogando em qualquer canto ali.
Tudo parecia ter sido um pesadelo, e quando eu menos esperasse eu acordaria , mas isso não tem nada a ver. Eu acho que tinha que encarar o fato de que , minha vida estava em perigo mesmo com Ryan dizendo que me protegeria, que Melannie inventou tudo isso para me proteger e que talvez estivesse se arrependido, e que ... longe de Justin, eu estava perdida.
Algumas lágrimas caíram dos meus olhos e eu abracei meu travesseiro, tentando não chorar alto para que ninguém ouvisse.
Justin apesar e tudo ia fazer muita falta em minha vida...
Ele é a minha vida, apesar de tudo que fez.
As vezes eu penso em como seria se ele fosse um humano, e vivesse perto de mim, ou algo como isto.
Justin e eu provavelmente nem nos conheceríamos ...  Justin disse que odiava Deus por ter juntado nós dois, e talvez isso realmente fosse o certo a se fazer. Não odiar Deus, mas se rebelar a isto.
Como Deus junta um anjo com uma humana e deixa que as coisas tomem esse rumo?
Não era para nada disso ter acontecido.
Essa coisa de destino é uma merda.
Era para Justin ficar ao meu lado até que eu morresse e ele vivesse novamente como seu pai disse um dia.
Aquilo me esmagava por dentro.
Como seria se as coisas não tivessem se transformado nisso? O que seria do Justin se ele não tivesse virado um demônio?
É, a resposta estava rodando minha mente.
Eu estaria morta.
Justin fez tudo que fez pra me salvar e tudo que fiz foi ...esnoba-lo e dormir com Ryan.
A culpa caiu sobre minha cabeça quase como uma grande bola de metal de uma tonelada,  e sentir aquilo foi horrível.
Eu estava com medo.
Medo de ficar ali sozinha....
Mas ao mesmo tempo, eu não queria mais ninguém ali a não ser Justin.
Levantei correndo da cama e entrei no banheiro sentindo o meu estomago revirar.
Me agachei na frente do vaso sanitário, e coloquei tudo o que eu tinha comido durante a viagem de carro com Ryan e Chaz ali.
Quando acabei, lavei minha boca e escovei meus dentes. Tirei minha roupa e coloquei uma camiseta grande qualquer que achei em meu guarda-roupa,arrumei minha casa e me deitei, desejando que todo aquele mal estar, e aquela culpa sumissem.

Acordei com batidas na minha porta e me sentei na cama, ainda me sentindo enjoada.
-Entra.-disse um pouco baixo e então a porta se abriu e Melannie entrou no quarto.
-Esta tudo bem?-ela me perguntou e veio em minha direção, se sentando ao meu lado.
-Eu estou um pouco enjoada mas estou bem.-forcei um sorriso.-E você?
-Eu estou bem. Ahn, eu sei que você não vai falar o que houve lá com o Bieber ... nem mesmo confiar em mim pra isso, mas eu achei certo vim aqui e te pedir desculpas por tudo que fiz pra você.
-Esta tudo bem Mel.-eu fui sincera ao dizer aquilo. Estava tudo bem. Eu não guardava ressentimentos.
-Eu ... ahn, só queria parar de te ver chorar pelos cantos você sabe ...
-Eu sei.-disse e olhei em seus olhos.-Mel, Justin não é mais alguém como antes... ele mudou muito, e não digo isso porque o amo, mas sim porque você precisa saber. Se ... algum dia encontrar ele por ai, fique longe, ele pode fazer mal a você.
-Ele virou um Ebon?
-Não, Justin ... não é um Ebon, é algo pior e ... eu não posso falar sobre isso com você.
Na verdade, eu podia, mas Melannie surtaria por ele ser um demônio e eu realmente não estava a fim de ouvir novamente seus sermões de como eu tenho que crescer e com quem tenho que me relacionar.
-Tudo bem.-ela disse.-E você esta bem? Ele fez algo pra você? Precisa ir ao médico?
-Não, eu estou bem ... A melhor parte de tudo isso é que  , talvez Justin nunca mais queira me ver em sua vida, e eu fico feliz com isso.
-Aqueles anjos que querem virar humanos ainda estão atrás de você?
-Provavelmente sim.-suspirei.-Mas acho que com Ryan sendo meu anjo da guarda eles não podem me pegar.
-Vou estar aqui com você também.-ela disse e pegou minha mão. Forcei um sorriso a agradecendo.
Senti uma dor forte em minha barriga e fechei meus olhos.
-Arg...que dor!-reclamei.
-Esta com cólica?-Melannie perguntou.
Parei por um momento para refletir.
Minha última menstruação foi a uma mês ou dois meses?
Eu realmente estava confusa. Mas eu sabia que não descia pra mim a um bom tempo.
-Na verdade, acho que vou ao médico, minha menstruação esta atrasada e eu preciso ver o que esta acontecendo... Eu estou enjoada e agora me deu essa dor forte... eu devo estar com algo.
-Mad, você ... você transou com alguém nesses últimos dias?
-Mel o que isso tem a ver?-a encarei confusa.
-Apenas me responda.
-Esta bem.-bufei.-Transei com Justin e ontem ... ahn ... Ryan e eu estávamos sozinhos e ...-ela me interrompeu chocada.
-Você e Ryan transaram?!
-Shh!-fiz sinal para que ela não gritasse.-Eu estava carente, e isso não vai se repetir.
-Ah mas não vai mesmo!-ela disse se levantando.-Madison você usou camisinha?!
-Eu nunca usei camisinha.
Ela abriu a boca surpresa.
-Você é louca Madison?! Camisinha é essencial!
-Eu sei!-disse frustada.-Mas Justin e eu só transamos duas vezes, e fora isso eu apenas transei ontem com o Ryan então eu nunca pensei nisso Melannie!
-Mad, isso não muda o fato de que você não usou camisinha!-ela jogou suas mãos para o alto me repreendendo.
-O que esta insinuando? Que eu estou grávida?-debochei.-Qualé, Melannie, como eu vou ficar grávida de um anjo?
-Eu fiquei.-ela disse.-Quando Will e eu nós relacionamos, eu achei que era impossível e no outro dia, eu acordei enjoada, e ele me disse que eu estava grávida dele.
-Como assim?
Minha respiração ficou ofegante. Eu estava começando a ficar nervosa com isso.
-Mad, eu estou tentando dizer pra você que essas coisas com anjos são diferentes ... não acontece normalmente.
-Eu não estou entendendo...-disse ficando de pé daquela cama e a encarando.-Me explica isso Mel!
-A fecundação entre anjos e humanos acontece em apenas um dia.  Com anjos não funciona esse lance de ''dia fértil'' ou coisas assim. Basta transar com eles e ... pronto. Madison, você esta enjoada, sentindo dores ... e ontem você e o Ryan ... transaram. E se algo aconteceu? E se você ficou grávida dele?
-Não! Isso não é possível!-gritei nervosa.-Isso não pode acontecer certo?
-Mad,-Mel segurou em minhas mãos e me olhou nos olhos.-precisamos ir ao médico agora. Vá se trocar eu vou com você.
A abracei , sem conseguir me mexer e chorei.
Agora sim, minha vida estava acabada.

P.O.V Justin Bieber

-Essa garota é sua namorada?-Pattie perguntou se sentando no sofá assim que mandei Kate ficar no quarto.
-Não.-eu disse me sentando também.-Acho que você e eu temos muito para conversar e ...depois entraremos nesses detalhes.
-Tudo bem filho.
Me senti um pouco incomodado com aquilo.
''Filho''
Eu não ouvia isso á anos.
-Tudo bem...Ahn, você disse que o Jeremy me enganou. O que quer dizer com isso?
-São muitas coisas para te contar Justin ... Você esta preparado para ouvir a verdade?

Continua...
Gif

Recomendo esse blog

Primeiro, me desculpem pela demora novamente. Eu estava passando mal esses dias e hoje fui no médico, e ele me pediu uns exames. Segundo, volto a repetir, se não gosta da ib não leia, ou pelo menos na hora de xingar mostre a cara, eu adoraria mesmo conversar sobre isso cara a cara, ou pelo menos nome a nome :) 
Eu percebi que ta rolando treta nos comentários, e eu gostaria muito de que você Larissa parasse de me perturbar. A gente brigou, eu mandei você ir pra casa do caralho e você ainda continua aqui? Me poupe.
-x-

Desculpe quem não precisa ler isso, bom eu tive uma briga com essa Larissa pq ela disse que só é Belieber de verdade quem esta com o Justin desde 2009, vocês acreditam numa besteira dessa? Eu tive que rir disso. Mas enfim, aqui esta o capítulo e eu espero que vocês tenham gostado. Será que Madison esta grávida realmente? Será que é do Ryan ou do Justin? E agora cara?! AKKSKSJDJDJDJD e pelo jeito muitas de vocês acertaram, é a Pattie! uhuuuu
Vamos ver as pessoas que acertaram :
Lubs, Samara, Duda, Naomi, Julie, Rafa,  Ana, Julia, Bru, Thammy,  Victoria,  Melissa, Bia, Thalia, Inae,  Pattie,  Leticia e  Larissa Costa.
Eu dedico esse capítulo a vocês! Eu sei que eu esqueci de muitas pessoas que falaram comigo nas redes sociais mas até eu achar o nome de todas ia demorar muito tempo... Enfim, hahaha

Se quiserem falar comigo ou entrar no grupo do blog no whats é 019982351663
Eu percebo que muitas de vocês tem medo de me fazer perguntas, tanto pessoais , quanto coisas do tipo, como eu criei o blog, como eu tive a ideia, como eu tive a ideia de cada ib e tals, então se quiserem me perguntar no ask (aqui) eu ficarei feliz em responder vocês.
Mais uma vez me desculpem pela demora, se eu estivesse disposta hoje eu escrevia muitos capítulos pra vcs mas eu realmente estava passando mal hoje :/ Obrigada por todos os comentários e visualizações, tipo aumentaram muito muito muito e eu to muito feliz! Obrigada princesas, muito obrigada.
Bem vindas leitoras novas!
Amo vocês <3

22 de dez de 2013

All That Matters 2ª Temporada - Capítulo 13 ''In love with me?''

''Foi como se ...eu tivesse encontrado uma nova chance para ser feliz.''

Justin, e você nunca mais vai fazê-la sofrer.
-Você não tem que se meter nisso!-ele gritou.-Isso é assunto entre mim e ela!
-Eu sou amigo dela, e sou o anjo da guarda dela, tudo que acontece com ela é problema meu, porque o meu dever é protegê-la!
Justin riu sem humor.
-E você protege se apaixonando por ela?-ele bateu palmas ironicamente.-Parabéns Ryan você se superou.
Olhei para Ryan e ele estava envergonhado com tudo aquilo.
Encarei Justin.
-Você não pode falar assim com ele Justin.-ele me olhou incrédulo.-Eu vou embora, e eu espero que nunca mais me procure. Ryan vai me proteger, porque eu confio nele. Adeus Justin.-olhei para Ryan.-Me tira daqui?-pedi e ele assentiu passando seus braços a minha volta.
Senti meu corpo ficar leve, e tudo que vi, foi o borrão de Justin me encarando perplexo.

-Onde estamos?-perguntei ao Ryan assim que ele se soltou de mim, e minha visão voltou ao normal.
-É um motel ... aqui em Dallas. Chaz e eu não tínhamos energia para nos transportar de tão longe então tivemos que vir pra cá.
-E cade o Chaz?-perguntei andando pelo local.
Havia uma cama redonda encostada na parede, uma cômoda, e uma pequena geladeira.Era um lugar bem ... simples. Não tinha nada muito chamativo.
-Chaz foi comprar comida pra você e falar com o Jeremy em algum lugar por ai ...Ele vai demorar um pouco pra chegar...-Ryan deu de ombros.-Você esta bem? Quer dizer ... Ahn, todas as suas coisas ficaram na casa de Justin, e acho que seu coração também ficou lá.
Sorri sem humor.
-Eu não sei ... mas ... Justin não é o mesmo de antes, então...
-Eu entendo.-ele sorriu com compaixão e me puxou até ele.-Eu estava morrendo de saudade de você baixinha!
-Eu também Ry!-ri.-Quando vamos pra minha casa? Quero ver meus pais.
-Amanhã cedo. Vamos passar a noite aqui.
Me afastei dele e o encarei.
-E se Justin vier atrás de mim?
-Ele não vai.-Ryan me garantiu.-Jeremy me deu isso,-Ryan levantou seu braço me mostrando um cordão dourado em seu pulso.-é uma pulseira que me torna invisível a demônios, e todas as pessoas a minha volta também. Enquanto eu estiver com você, você estará segura.-ele piscou sorrindo.
Abaixei minha cabeça envergonhada.
Ryan sabia me deixar sem jeito.
-Ei,-ele colocou a mão em meu queixo levantando meu olhar para ele.-porque você esta envergonhada?
-Eu não sei ...-admiti.-Você me deixa sem graça, e eu realmente não sei o porque.
-Isso é ótimo.-ele colocou as mãos em minha cintura e me puxou até ele.
-É?-minha voz saiu falhada. Eu nunca ... nunca fiquei perto de Ryan assim. Eu podia sentir a sua respiração em meu rosto.
-Madison ... eu ...eu preciso de você.
-Co-omo assim Ry?
-Eu... sou apaixonado por você.
Minha mão foi a boca surpresa.
Apaixonado por mim?
Então Justin tinha razão?
E por um momento... uma vida junto de Ryan se passou em minha mente. Aquilo foi involuntário.
-Uau. Eu estou surpresa.-admiti para ele desviando meu olhar.
-Eu quero proteger você,-ele me apertou mais contra si. Aquilo me deixou ....extasiada. Voltei minha atenção á ele. Seu cheiro era encantador.- quero cuidar de você, e te manter aqui, em meus braços. Quero se seja minha.
-Não fala assim ...-mordi meus lábios.-Não fala assim Ryan.-o alertei.
Eu estava ...carente. E ele falando isso...Oh céus. É uma perdição para mim.
-Sabe o que é pior?-ele murmurou.
-O que?
-Eu sei que você sente algo por mim...Sei que ... você me deseja.-Ryan roçou seus lábios nos meus mordendo meu lábio inferior.
Eu não aguentei. Nossos lábios se encostaram definitivamente começando um beijo.
Era tão diferente e tão bom. Ryan era carinhoso, e parecia me desejar ao mesmo tempo.
Aquele amor de irmão que eu sentia por ele pareceu sumir ali.
Senti suas mãos subirem em minhas costas  e eu parti o beijo ofegante.
-Ryan ... O que você quer de mim?
-Eu quero tudo.-Me perdi naqueles olhos verdes. -Eu quero você pra mim.
Meu corpo tremeu com essa declaração.
Sorri de lado e voltei a beija-lo.
Eu não sabia se era o certo, mas eu também o queria. E o queria por inteiro.
-Você sabe a importância que tem pra mim?-ele sussurrou e desgrudou seus lábios dos meus indo para o meu pescoço.-Madison...me diga,-ele chupou de leve ali.-que quer isso tanto quanto eu...
-Ahhn,-gemi baixo.-eu quero Ry.
Ele levantou suas cabeça e me encarou com um sorriso em seus lábios.Suas mãos ágeis me pegaram no colo , e eu fiquei surpresa por essa atitude da parte dele. Mas...era o Ryan , eu realmente poderia esperar que ele fosse fofo comigo.
Ri encostando minhas costas no colchão macio. Ryan ficou em cima de mim.
-Precisamos dar um jeito nisso...-ele disse olhando para minha calça. Concordei com a cabeça e ele colocou sua mão no botão o abrindo. Levantei meu quadril e deixei que ele tirasse ela de mim.
Ryan me olhou com luxuria, mas ao mesmo tempo, eu podia ver uma certa alegria em seus olhos.
Eu estava muito confusa com essas explosões de sensações que eu estava sentindo mas eu queria tanto...ele, ali, agora.
-Vamos rápido com isso...-pedi, e ele assentiu tirando sua camiseta e suas calça e jogando tudo no chão do quarto.
Imaginei se Chaz chegasse ali e atrapalhasse tudo. Realmente seria uma pena.
Ryan se inclinou e juntos nossos lábios novamente. Agora... estávamos semi-nus, e eu podia sentir a eletricidade por nossos corpos. Era tão bom vê-lo dessa maneira. Era tão bom ter seu corpo quente junto ao meu.
Senti aos mãos de Ryan no feixe do meu sutiã e ele abriu. Me afastei um pouco sem parar o beijo e o tirei de mim.
Ryan passou suas mãos por todo o meu corpo e então, parou ali, em minha cintura.
Aos poucos, enquanto eu sentia seu membro já roçar em minha coxa, ele ia abaixando minha calcinha, e quando ele realmente fez isso, eu sentia que não tinha mais volta o que estávamos prestes a fazer.
-Tem certeza absoluta disso?-Ryan me encarou e desta vez eu sentia a tensão em sua voz.
-Eu tenho.-respondi, firme. Ryan sorriu de lado e se livrou de sua box. Dando uma visão nítida de como ele queria aquele momento assim como eu.
Ryan se aproximou de mim e chupou levemente minha boca, passando suas mãos pela minha cintura.
Abri um pouquinho minhas pernas e ele se encaixou ali, me entocando com seu membro.
Soltei um gemido algo e Ryan me beijou para abafa-lo.
-Ry...-gemi seu nome e então ele aumentou a velocidade.
Eu não sabia o que seria de nós dois depois disso, mas cada célula do meu corpo implorava para que não acabasse.


Abri meus olhos lentamente me sentindo incomodada pelo feixe de luz que minha dos meus olhos.
Ryan estava abraçado a mim.
-Ryan...-o chamei balançando seu braço de leve.-Acorda.
Ryan abriu os olhos lentamente e me olhou.
-O que foi Mad?
-Precisamos acordar... e ... cadê o Chaz?
-Ele veio aqui ontem a noite e eu pedi para que pedisse outro quarto.
-Ele viu que...-Ryan me interrompeu.
-Sim. Mas Chaz é meu melhor amigo, não se preocupe com ele...
-Tudo bem.-assenti.-Eu preciso de um banho, mas não tenho nenhuma roupa aqui.
Suspirei cansada. O que eu usaria agora?
-Chaz trouxe algumas roupas suas ali...-Ryan apontou para uma pequeno sofá que eu não havia visto ontem no fundo do quarto. Havia uma mala em cima dele.
-Graças a Deus!-sai da cama correndo enrolada no lençol e pude ouvir a risada de Ryan.
Eu estava louca por um banho.
Fui até a mala e a abri pegando a roupa mais confortável que achei ali dentro.

-Estou indo tomar um banho.-disse para Ryan enquanto olhava a porta ao seu lado onde deveria ser o banheiro.
-Tudo bem.-ele disse.
Parei por um momento e o encarei.
-Não vai pedir pra tomar banho comigo ou algo do tipo?-arqueei uma sobrancelha pra ele.
-Não...ahn... eu acho que você quer ficar sozinha e ...-o interrompi.
-Vem logo Ryan, você também precisa de um banho.
Ele pulou da cama animado e eu ri com isso.
Só Ryan para me fazer rir de coisas tão idiotas como estas.

P.O.V Justin Bieber

-Eu vou matar aquele desgraçado!-gritei tacando a merda da garrafa de Whisky no chão.
-Justin, calma!-Kate tentou me acalmar.-Você vai encontrar esse cara logo!
Olhei para ela furioso.
-Como se você soubesse de algo não é ?-cuspi.-Cala a boca e me deixa pensar!
Ouvi a campainha tocar.
-Quem é o inútil que esta me incomodando agora?-murmurei irritado. Andei até a porta da sala e a abri.
A visão de uma mulher de um pouco mais de trinta anos, com cabelos longos e lisos, e olhos claros, me fez parar por um momento.
-Oi, será que posso falar com Justin Bieber?-ela perguntou baixo.
Eu senti algo ao olha-la. Algo que eu nunca senti antes.
Quem era essa mulher?


Continua...
Gif

Primeiro quero comentar sobre isto (aqui)
Primeiro, um século tem só dois dias? UAU. Essa é nova pra mim. Se esta uma bosta não leia, ninguém chamou você para ler no blog, vc esta lendo porque quer, e se realmente esta uma bosta, meu bem, tem muita gente gostando desta bosta aqui :)
--

Segundo, eu to recendo coisas do tipo ''posta logo!'' ''posta hoje" '' ''vc devia postar mais rápido'' ''posta dois por dia'' , sem querer ofender ninguém mas ... como vou postar mais rápido do que já posto? Tem gente que mal posta todo dia por ai, e eu posto todo dia, só não posto se algo acontece. Eu to de férias, e mesmo que eu não tenha viajado tenho coisas pra fazer. Tipo, se alguém não estiver gostando que eu poste todo dia e quer q eu poste mais rápido, procure outro blog. Desculpa a grosseria mas eu to cheia de ouvir isso. Não é difícil escrever, mas quando se tem problemas é. E eu to passando por um período difícil, e eu gostaria q vcs entendessem. É isso.

Aw vamos falar da ib agora! Uau. Então quer dizer que o Ryan é apaixonado por ela mesmo! Gostaram de que eles fizeram amor? hahahahahahahahahaha O que será dos dois agora? Cara, agora a Madison se meteu num problema enorme eu acho, pq tipo, e o Justin? Coitado! E quem será a mulher que apareceu na casa do Justin? Quem acertar o nome eu dedico o próximo capítulo para a pessoa <33
Dicas: É linda. Eu sou fã. É exatamente como eu descrevi.
Enfim, muito obrigada por todos os comentários, e muito obrigada por estarem lendo e indo falar comigo no whatsapp. Acho que muita gente aqui tem medo de falar cmg lá kkk mas n se preocupem, podem ir falar eu não vou ser chata com ninguém ok?
Obrigada por indicar a ib também! Amo vocês muito muito muito, obrigada por me fazerem sorrir :) <3 Beijos.
meu whats > 019982351663

20 de dez de 2013

All That Matters 2ª Temporada - Capítulo 12 ''Goodbye Justin'' Para a Nicolle ♥

''As vezes temos que deixar para trás... quem nos fez mal,  e fazer uma nova vida.''


Entrei no banheiro e tranquei a porta. Tudo que eu menos queria nesse momento era o Justin entrando aqui para me irritar.
Liguei o registro de água e me despi.
Entrei debaixo na água. Estava fria, exatamente como eu precisava.
Eu não aguentava mais tudo que estava acontecendo comigo. Eu só queria poder estar na minha casa ... no meu quarto...
Será que meus pais estão me procurando?
Que pergunta idiota.
É obvio que eles estão me procurando.
Senti um calafrio estranho pelo meu corpo.
Eu não sabia exatamente o porque , mas fez com que meus dentes batessem.
Ouvi um barulho perto da pia e quando olhei, minha mão foi a boca surpresa.

-Ryan?!

-Shh.-Ele fez um gesto para que eu não gritasse.-Se cubra. -Sua voz saiu quase como uma ordem. Agarrei a toalha ao meu lado e me cobri já sentindo seus olhos queimarem sobre mim.
-O que faz aqui Ry?
-Não temos muito tempo ok? Apenas me ouça.-Assenti.-Não importa como eu vim aqui ... Mas eu não tenho muito tempo e não vou poder levar-la comigo. Eu preciso que você apague os outros símbolos. E eu descobri onde eles estão desenhados.
-Como descobriu? -indaguei surpresa.
Tentei ignorar que eu estava presa em um banheiro com Ryan e que ele tinha me visto nua e prestei mais atenção no que ele falava.
-Chaz e eu ...ahn, sequestramos a Eileen.
-O que?- minha expressão de espanto fez Ryan rir.
-Antes que você brigue comigo por isso , descobrimos que ela trabalha para um Ebon e que ele esta atrás de você á meses. Não fizemos nenhum mal á ela mas eu soube,que ela te envenenou e eu fico feliz de ver você bem agora.
Aquilo de certa forma me incomodou. Ryan escondia algo em suas palavras.
-Obrigada.-agradeci á ele.-E onde estão os símbolos?
-Para nossa sorte os três estão no chão do porão. O único problema è que os símbolos estão abaixo de um piso de madeira que cobre todo o cômodo.
Suspirei. Isso seria realmente difícil. Se Justin me pegasse quebrando o chão de seu porão , mesmo com todo seu arrependo , me mataria.
-Ryan eu não posso quebrar o chão do porão com o Justin aqui ...
Minha frustração era evidente. Justin foi muito esperto em relação a isso.
-Você precisa tirar ele daqui. Invente algo, tenho que ir. Seja rápida.
Antes que eu pudesse dizer algo ele desapareceu.
Minha visão embaçou por um momento e  eu me segurei na banheira para não cair.
Se eu quisesse sair dali teria de me arriscar.

-Você demorou no seu banho...-Justin disse assim que fechei a porta de seu quarto.
-Eu preciso de um favor...
Ele parecia ter acabado de levantar da cama.
Tudo bem. Eu posso fazer isso.
-Que tipo de favor?-Ele arqueou uma sobrancelha e me encarou desconfiado.
-Eu preciso que você vá comprar absorventes pra mim.
Ele riu pelo nariz.
-Você esta debochando de mim Madison?
-Você acha que eu debocharia de algo assim?
-E por que eu tenho que comprar?
-Porque você não vai me deixar sair e o único que sobra aqui è você.
-Eu não vou comprar isso...-ele bufou jogando suas mãos para o alto.
-Mas eu preciso!-grunhi.- Por favor Justin, eu te peço! Já não basta me deixar presa aqui...você ainda vai fazer isso comigo?!
-Tudo bem.-ele me encarou soltando um suspiro.-Eu vou , mas quando eu voltar vamos conversar antes que você fuja do assunto novamente.
-Tudo bem Justin, depois conversaremos.
Ele bufou um pouco irritada com aquilo e foi até a mesinha de cabeceira, pegando a chave de sua moto ali e sua carteira.
-Eu volto logo.-ele murmurou abrindo a porta do quarto, e a batendo assim que saiu.
Esperei alguns minutos e sai do quarto, descendo para a sala e conferindo se Justin realmente tinha saído. Assim que tive a certeza que ele saiu, sai pela porta da cozinha a procura do porão. Normalmente eles ficavam pelo lado de fora da casa.
E pra minha sorte, não foi difícil de acha-lo.
Era um pequeno compartimento perto de algumas flores que havia atrás da casa de Justin. Eu abri e desci a escada, tendo consciência que ali estava bem escuro. Toquei a parede a procura do interruptor, e o liguei assim que achei.
O porão foi iluminado.
Olhei todas aquelas tralhas de Justin.
Alguns tacos de beisebol, algumas bolas de basquete , alguns ferros esquisitos ... pra que ele precisa de tudo isso?
Olhei em cima da mesa que havia ali e vi uma caixa de ferramentas.
Eu precisava de algo pesado para quebrar o chão.
Que Deus me ajude. Pensei.
Derramei tudo que havia na caixa em cima da mesa e encontrei o martelo.
O peguei em minha mão e me agachei no chão.
Eu realmente não sabia onde estava os símbolos, mas deduzi que estava onde não tivesse algo em cima.
Justin não colocaria algo em cima daquilo, colocaria?
Respirei fundo e bati o martelo contra o chão. Aquilo se partiu ao meio e eu pude ver algo ali.
Eu realmente estava quebrando no lugar certo.
Continuei fazendo aquilo, tendo consciência que minha mão estava quase sangrando pela força que eu fazia.
Tudo que eu pensava é ''eu preciso ser rápido, eu preciso sair daqui!''
Meu corpo todo estava agitado pela adrenalina que me dominava.
E então, quando parei. Vi três pequenos símbolos idênticos desenhados no cimento.
Meu coração quase foi a boca.
Joguei o martelo no chão.
Eu precisava de algo para limpar aquilo.
Andei por todo o local , procurando, água, ou o que quer que fosse.
Parei olhando o pequeno vidro no chão.
Parecia óleo de motor.
O peguei em minha mão e o taquei sobre os símbolos.
Sem pensar duas vezes tirei a minha blusa e passei em cima dos símbolos. Com um pouco de força, eu consegui abrir uma pequena fenda em casa um dos símbolos.
-Você conseguiu!-a voz de Ryan me fez deixar minha blusa e me levantar rapidamente indo em direção a ele.
-Ryan!-gritei e ele me puxou para seus braços me dando um abraço apertado.-Ryan!
Senti lágrimas de felicidade inundarem meus olhos.
-Calma Mad...-ele sussurrou. -Tudo vai ficar bem agora. Eu posso te fazer uma pergunta?
Ele me afastou um pouco e olhou nos meus olhos , com um sorriso torto em seus lábios.
-Pode.
-Por que a senhorita esta apenas de sutiã?
Senti minhas bochechas pegarem fogo.
-Porque eu precisei da minha blusa para apagar aqueles símbolos...
-Tudo bem.-ele sorriu.-Não é nada do que eu não tenha visto...
Ri e bati em seu braço.
-Para com isso Ryan você esta me deixando com vergonha!
-Que porra esta acontecendo aqui?!-a voz de Justin fez com que eu me virasse e encarasse a escada. Justin estava parado ali. Ryan grudou seus braços a minha volta.-Ele te viu nua?!
Eu estava com medo do olhar de Justin. Ele estava furioso e isso era evidente.
O pior de tudo , era que ele não parecia estar bravo por Ryan estar ali e sim, pelo que ele tinha acabado de ouvir.
Ele ... Ele estava com ciúmes.
-Justin? Você... Você já voltou ?
-Você é uma vadia!-ele veio em minha direção e Ryan se colocou na minha frente.
-Fique longe dela Justin!-ele disse rude.-Você não tem nenhum direito de desrespeita-la assim!
Justin riu debochado parando em seu lugar.
-Cale a boca Ryan! Você não sabe de absolutamente nada!-Justin cuspiu.-Minha conversa é com essa dai!-ele me encarou com ódio.
-Eu não tenho mais nada pra falar com você Justin!-gritei irritada.-Você só quer o meu mal, me bateu , me ...humilhou, e eu estou cansada de você.
-Cansada de mim ?-ele parou por um segundos e pareceu estar pensando no que eu tinha acabado de dizer.-Você se cansou de mim? Cansou ... de tudo que tivemos?
-Isso não vem ao caso.-disse.-Você se tornou o meu pior pesadelo Justin... O que você quer que eu faça ? Você acha mesmo que eu vou ficar aqui presa, sendo que eu tenho uma família e o Ryan para proteger?
-Proteger esse dai?-ele olhou com repulsa para Ryan.-Ele não precisa da sua proteção. Você precisa, e eu estava fazendo isso muito bem... Por que você fez isso? Por que ... Por que esta apenas de sutiã aqui com ele?-ele apontou o dedo para o Ryan, demonstrando sua raiva.
-Por que eu precisei tirar a minha blusa para ...-olhei para os símbolos no chão e ele pareceu entender o que eu queria dizer.
-Você não deve satisfações a ele.-Ryan segurou minha mão se colocando do meu lado.-Eu vou tirar ela daqui Justin, e você nunca mais vai fazê-la sofrer.
-Você não tem que se meter nisso!-ele gritou.-Isso é assunto entre mim e ela!
-Eu sou amigo dela, e sou o anjo da guarda dela, tudo que acontece com ela é problema meu, porque o meu dever é protegê-la!
Justin riu sem humor.
-E você protege se apaixonando por ela?-ele bateu palmas ironicamente.-Parabéns Ryan você se superou.
Olhei para Ryan e ele estava envergonhado com tudo aquilo.
Encarei Justin.
-Você não pode falar assim com ele Justin.-ele me olhou incrédulo.-Eu vou embora, e eu espero que nunca mais me procure. Ryan vai me proteger, porque eu confio nele. Adeus Justin.-olhei para Ryan.-Me tira daqui?-pedi e ele assentiu passando seus braços a minha volta.
Senti meu corpo ficar leve, e tudo que vi, foi o borrão de Justin me encarando perplexo.

Continua...
Gif

Uau meninas , sério isso? Tem Team Ryan aqui? hahahaha eu achei que a maioria quisesse a Madison com o Justin. Eu li um comentário tipo ''façam filhos'' aw laaksksjdjdk ia ser muito fofo um filho da Madison e do Ryan né, ok, parei, e sim, eu tenho uma quedinha pelos dois juntos! u_u
Enfim, eu queria pedir desculpas por ter demorado tanto pra postar.
Não era pra mim ter demorado mas eu tive uns problemas e hoje tava passando um pouco mal pra escrever. Eu espero que vocês entendam.
Me recomendaram a saga fallen pra ler, tipo, eu já li no começo do ano .... só que eu já esqueci td q li, e vou ler de novo, obrigada pela dica []
Nossa vocês imaginavam que realmente era o Ryan? E no final, não é que era ele mesmo? Sentiram o ciúmes do Justin? Deu até dó. Agora ele ta sozinho :( poxa isso é ruim de ver kakaksksksd
Okay, mas será que Madison vai dar alguma chance pro Ryan? Será que o Justin vai permitir que Madison fique com o Ryan? Tantas e tantas surpresas vindo por ai hahahahahahahaha
Aguardem uma nova personagem linda e maravilhosa <3 ;) Alguma ideia?
Bom, eu falei demais. Obrigada por todos os comentários.
Sejam bem vindas leitoras novas.

Meu whatsapp: 019982351663
Ask : http://ask.fm/SexBieberBR
Atualizado com uma pequena prévia do próximo capítulo hahaha

''-Uau. Eu estou surpresa.-admiti para ele desviando meu olhar.
-Eu quero proteger você,-ele me apertou mais contra si. Aquilo me deixou ....extasiada. Voltei minha atenção á ele.Seu cheiro era encantador.- quero cuidar de você, e te manter aqui, em meus braços. Quero que seja minha.''