22 de jan de 2014

All That Matters 2ª Temporada - Capítulo 25 '' Uncontrolled'' + Aviso

 ''Você é como um vicio pra mim''
http://media.tumblr.com/tumblr_m9551sNdq51qhd6vs.jpg 
 
-Ele fez isso por mim.-disse.-Não culpem o irmão de vocês por isso. A culpa é toda  minha. Eu entendo que vocês possam não gostar de mim mas ... eu ... eu quero o bem de vocês porque são os irmãos do homem que eu amo. Não quero que fiquem chateados com ele. Não quero que briguem. Apenas tentem pensar pelo lado bom de tudo isso.
-Lado bom ?-Jazzy tomou a frente de Ryan e me olhou debochada.-Você esta grávida de um demônio. E uma muldana imunda e provavelmente Justin tem o dobro da sua idade... E você ainda ver o lado bom nisso?
-Jazzy acho bom você parar de falar com ela nesse tom!-Justin grunhiu do meu lado.
-Você não é meu pai. Não manda em mim!-ela resmungou.
Justin rangiu os dentes e me afastou me fazendo cair no sofá.
Levantei meu olhar e o vi segurando Jazzy e Jaxon e os levando para cima.
-Justin larga eles!-pedi e Ryan veio me ajudar a levantar.
-Eles tem que aprender uma lição!-Justin gritou em resposta.
Ele me parecia descontrolado.
  
-Vamos.-Ryan me segurou pela cintura me mantendo em pè enquanto ouvimos os gritos de pavor de Jazzy e Jaxon.-Eu temia que Justin se descontrolasse dessa maneira mas não podemos deixar que ele bata nas crianças.
Concordei com a cabeça impedida de falar e segui ao lado de Ryan tentando manter a calma diante daquela situação.
Assim que subimos as escadas, os gritos e insultos de Justin ficaram mais intensos e pudemos perceber que ele tinha levado as crianças para o meu quarto.
Dei graças a Deus por Melannie ter ido fazer compras e meus pais estarem pelo menos tentando manter uma vida normal com o trabalho deles.
 Abrimos a porta e vimos Jazzy chorando no chão perto de minha comoda com marcas de dedos em seu rosto enquanto Justin batia em Jaxon com um sinto de couro velho que eu tinha guardado da època do colègio. Segurei minha respiração ao ver aquela cena e apertei a mão de Ryan. Ele se soltou de mim e partiu pra cima de Justin. Jaxon gritava desesperado e provavelmente porque sentia muita dor.
Não è esse o pai que quero para meu filho.-pensei por um momento.
-Larga ele Justin, você esta louco!?-Ryan puxou o braço de Justin o fazendo parar por um momento. Justin olhou para ele com raiva e o empurrou fazendo Ryan cair no chão chocando sua cabeça com tanta força que eu me assustei. Justin levantou seu braço e continuou a punir o garoto que agora parecia nem ter mais forças para gritar.
Aquilo era assustadoramente incontrolável. Eu precisava fazer algo. Respirei fundo deixando  que as lágrimas que me sufocavam sair e apertei meus punhos indo pra cima de Justin. Tentei segura-lo ou soca-lo mas obviamente ele era mais forte que eu.
-Larga ele Justin!-gritei e foi ai que Justin se virou deixando seus olhos negros me encararem e me empurrou assim como Ryan.
Cambaleei rapidamente para trás e cai no chão batendo meu braço na madeira da porta e gemendo pela dor que aquilo tinha feito. Eu toquei minha barriga garantindo que nada tinha acontecido com meu filho e em meio ao desespero olhei para minhas pernas vendo uma poça de sangue se formar em baixo de mim.
-Oh Meu Deus!-gritei.-Meu filho! Eu estou perdendo o meu filho! Pude perceber os olhos de Jazzy e Ryan em mim.
 Justin parou de bater em Jaxon e se virou deixando a cinta cair de sua mão enquanto seus olhos voltavam ao dourado extasiante. Eu realmente não sabia destingir aquele olhar sobre mim. Senti aos mãos de Ryan em meu ombro e quando me virei para olha-lo uma onda de fraqueza e medo percorreu o meu corpo. Eu iria perder o bem mais precioso que conquistei por causa do monstro que existia em Justin.
-Fica calma!-Ryan me puxou para seus braços. -Vai ficar tudo bem...
Quando sua voz terminou de percorrer minha mente fui vencida pela fraqueza e deixei a escuridão tomar os meus olhos.

 Abri meus olhos devagar enquanto minhas pálpebras lutavam para permanecer fechadas. Minha memória surgiu como um flash e eu rapidamente coloquei a mão em minha barriga. Ela continuava ali, grande e redonda.
 -Parece que alguém acordou... -ouvi uma voz estranha e olhei para o lado vendo uma mulher de cabelos negros e olhos claros sorrir para,mim sem mostrar os dentes.
-Quem è você?-perguntei tentando empurrar minha voz a sair.
 -Sou Pattie, mãe do Justin e vim para ajuda-la.
 Então essa era a mãe de Justin?
 -Onde ele esta?
Eu estava com medo dele e preocupada que ele pudesse fazer algum mal a si próprio pelo que ele fez. -Esta lá embaixo com seus pais mas não se preocupe não o deixarei entrar aqui.-ela forçou um sorriso carregado de dor.-Agora me diga, esta sentindo algo?
 Por mais estranho que,aquilo fosse eu não estava sentindo nada.
-Estou bem. O que houve?
-Jazzy tem um dom maravilhoso e quis te ajudar.
Jazzy?
 -Como assim?-perguntei.
-Ela tem o dom da cura e mesmo atordoada com tudo o que aconteceu ela não achou justo que você perdesse seu bebê.
 -Eu achei que ela não gostasse de mim...-disse confusa.
-Vocês vão ter muito o que conversar.-Pattie disse. Meus pensamentos ao olhar para Pattie logo foram em Justin. Algo nela me lembrava muito ele e eu precisava falar com ele. Me sentei na cama e a encarei.
 -Você pode chamar Justin pra mim?-pedi.
-Tem certeza disso? Ele esta bastante abalado por tudo que aconteceu. Algo em meu peito se apertou.
 -Tenho.-Ou talvez não.
 -Vou chama-lo. -ela disse simples e se levantou abrindo a porta e saindo por ela a fechando.
Esperei por alguns segundos nervosa. Eu queria vê-lo? A porta se abriu lentamente e então eu o vi. Seus olhos,estavam vermelhos pelas lágrimas que molhavam seu rosto.
Ele me olhou por um segundo e então correu atè mim me puxando para seus braços em um pedido desesperado de perdão.
 -Eu sou um monstro me perdoe.-ele repetia enquanto chorava.
Consegui tirar meus braços de seu peito e o abracei também deixando que as lágrimas molhassem meu rosto assim como o dele.
 -Eu estou com medo...-confessei e ele se afastou.
-Me desculpa... Eu...eu não devia ter feito o que fiz. Eu devia ter mantido o controle. Eu quase matei o nosso bebê... E você.
Suas palavras soaram duras . Era como se ele,se punisse ao dizer aquilo.
 -Tudo bem.-foi tudo que consegui dizer.
 -Não! Não esta tudo bem Madison! Eu sou um monstro! Um monstro que não presta,atenção do que faz e quase perde sua familia e a mulher que ama.
 -Não foi você quem fez isso foi o monstro dentro de você. O Justin que eu conheço não seria capaz disso.
-Seria sim.-ele disse amargurado.-E isso è o que mais esta acabando comigo.
 -Você não sabe o que esta dizendo...-disse sentindo um nó se formar em minha garganta.
 -Madison, eu sei exatamente o que estou dizendo e acho que ...-ele suspirou limpando suas lágrimas com as mãos.- Devemos nos afastar.
 -Nos afastar?-indaguei confusa.-Esta sugerindo para terminarmos?
-Sim.-ele disse e desviou os olhos de mim.
 -Não esta dando mais Madison, eu quase matei você e o bebê hoje...
-Não!-gritei deixando as lágrimas escaparem novamente. -Não me deixa Justin!
Me inclinei o puxando para um abraço e pude sentir uma dor maior do que qualquer outra naquele momento. Era como se minha vida estivesse escorregando em minhas mãos e se eu soltasse morreria.
Sempre me disseram que eu era uma garota sonhadora no colégio. Eu era a única da turma,que sonhava ir pra faculdade enquanto as outras garotas planejavam viagens de verão.
Eu era a única que pensava em um futuro... Mas quando conheci Justin eu soube desde o inicio que meu futuro seria incerto. Eu não imaginava e nem previa nada com ele... As coisas simplesmente aconteciam, como um sonho. Eu não quero acordar desse sonho. Eu não quero minha vida de antes. Eu sempre achei que não haveria lugar no mundo pra mim... Mas com ele as coisas são diferentes. Ele è meu passado, meu presente e meu futuro e eu não posso perdê-lo.
 -Madison, por favor...-Justin tentou me afastar mas eu me prendi mais a ele.
 -Por favor não me deixe...-pedi.-Eu não ligo para os seus erros. Eu não ligo pra nada que aconteça entre a gente. Eu nunca seria capaz de terminar com você. Eu nunca seria capaz de esquecer o que tivemos. Você è como a droga mais viciante pra mim e eu sou dependente de você amor...
Senti o corpo de Justin relaxar junto ao meu.

 P.O.V Justin Bieber 

Passei meus braços ao redor de Madison e senti novamente aquelas malditas lágrimas molharem o meu rosto. Inalei o doce perfume de seus cabelos, sentindo meu corpo tremer com aquilo. Eu não conseguiria ficar longe dela nem que me obrigassem a isso. Eu sou sua droga e ela è minha reabilitação.
-Não precisa  precisa chorar babe...
Seus braços relaxaram a minha volta e ela se afastou para me olhar.
-Como não vou chorar se te perdi?-ela perguntou nervosa.
 -Você não me perdeu. -disse.-Ou melhor, eu não quero perder você. Madison me desculpa? Me desculpa por ter empurrado você e por ter achado que podemos viver um sem o outro depois de tudo que tivemos?
 -Eu desculpo Justin. Ela se agarrou em meu corpo e beijou o meu pescoço desesperadamente atè encontrar meus lábios.
A selei com toda delicadeza que pude não aprofundando o beijo. Eu não queria encerrar o assunto com beijos ou algo do tipo... Eu queria a atenção dela para o que eu iria prôpor.
-Me escuta Mad...-a afastei para olhar em seus olhos.-Eu ... Tenho medo que algo me aconteça quando os anjos vierem atrás de você e tenho medo de que algo aconteça com você e nosso filho. -ela me observava atentamente.-Eu estive conversando com Ryan e ... Temos um plano.
-Que plano Justin?-ela perguntou curiosa.
-Quando os anjos vierem atrás de você todos virão juntos. Não haverá tempo para erros, muito menos para que eu me descuide de você. Podemos perder essa luta por isso, pensamos que quando os anjos invadirem a casa, outra pessoa se passe por você e se sacrifique enquanto eu e Ryan levamos você e o bebê para o Cèu.
-O Cèu?
-Sim Mad, o Cèu. Ryan disse que conhece uma maneira de nos colocar lá em cima sem que ninguèm saiba.
-Mas e se eles descobrirem toda a farsa? E se voltarem para o Cèu.
-Quando voltarem nós não estaremos mais lá.
-Como assim?-ela perguntou parecendo estar confusa.
-Não precisamos falar disso agora... -tentei acabar com aquele assunto. Ryan e eu tinhamos muito para conversar ainda.-Você,esta melhor?
-Sim, estou. Sua irmã me salvou...
A culpa caiu sobre meus ombros novamente.
Como pude fazer isso com meus irmãos? Como pude ser tão imbecil?
-Eu deveria falar com ela,e com Jaxon...-suspirei.-Mas eles estão meio assustados...
-Qual a história dessas crianças?-Mad perguntou. -Eu não consigo imaginar nada sobre eles serem filhos,de Jeremy.
Ela fez uma careta que me fez rir um pouquinho. -Jazzy e Jaxon foram frutos de um amor antigo do meu pai. Eles não são filhos de Pattie como você deve ter percebido. Jazzy e Jaxon são filhos de Erin, um anjo que meu pai se apaixonou momentaneâmente.
-E cadê Erin?
-Ela foi designada pelos Ansiões a cuidar de uma parte do Cèu acima do Alasca e ela e Jeremy atè onde sei não conversam muito...
-Deve ser ruim para Jazzy e Jaxon ficarem longe da mãe...
-Eles nunca reclamaram.-dei de ombros.
-Você tem que se desculpar com eles.-ela mudou de assunto.
-Vou fazer de tudo para isso.-garanti.
Ficamos em silêncio por alguns momentos.
-Você sabe quando nosso bebê pode nascer?
-Sei que o bebê vai nascer logo.
Isso era uma grande preocupação para mim. Como vamos fazer um parto sem uma assistência mèdica? Não podiamos ir a um hospital... Para minha sorte e de Madison minha mãe estava aqui para nos auxiliar nisso. Ela poderia ajudar pelo que passou, creio eu.
-Como tem tanta certeza?
Como eu poderia dizer a ela algo que eu estou sentindo?
Era como se o bebê me avisasse que estava chegando.
-Eu só tenho... Não sei explicar.
-Eu só espero que todo esse pesadelo acabe e tudo ocorra bem.
Dei um beijo em sua testa e a puxei novamente para meus braços.
-Tudo vai dar certo.-garanti a ela.

 Continua... 
Gif

È meninas acho que o que me resta è pedir desculpas pela demora. Meu computador quebrou novamente, voltei da casa da minha tia e amanhã começa minhas aulas. Meus problemas voltaram com tudo è incrivel... Mas eu tenho que ser forte não è? Eu escrevi esse capítulo todo pelo celular e espero que não tenha ficado muito pequeno. Não sei se vão gostar tambèm pq tem diferença de escrever no pc e no celular. Meu celular ta um lixo só pra me ajudar e ta com um defeito hirrivel o wi fi cai toda hora. Espero que me entendam por favor e desculpa por esses dias que não postei. Minha mãe não quer pagar pra arrumar meu pc e eu vou ter que consegui o dinheiro sozinha e ja consegui uma pequena parte dele graças ao meu tio. Logo eu vou consegui levar pra arrumar. Enfim.... Vamos falar da ib. Justin ficou descontrolado realmente mas deu pra perceber que ele se arrependeu. Eu fiquei com dó dele... :( kk E agora a Dona Pattie esta na casa na Madison será que elas vão se dar bem? E será que Jazzy e Jaxon perdoarão o Justin? Muitas surpresas estão por vir. Espero que comentem o que acharam e me desculpem se tiver algum erro de edição por que editar pelo celular è um saco. Qualquer coisa è só me chamar no whatsapp 019982351663 vou responder tds e qalqer pergunta não se preocupem :) Amo vocês obrigada por tudo <3
Obs: A jaihara saiu do blog por isso os capitulos da segunda temporada da ib dela foram apagados. Qalqer reclamação ou saber o motivo e só falar comigo.