18 de mar de 2014

Capítulo Único- You belong with me + Aviso



"Talvez você nunca perceba o jeito que eu te olho"

Ser como um nada, era isso que eu sentia. Talvez ele nunca me percebesse, mas precisamente percebesse que eu o amava. Eu nunca seria como as garotas com quem ele namora, há muita diferença, ele é popular e eu sou apenas mais uma nerd. Ele namora. E eu o amo. Afinal o que ele veria em mim? Ela usa mini-saias, eu uso calças. Ela torce por ele como líder de torcida, eu torço na fanfarra da escola. Ela usa salto, eu uso tênis. Ela vai as festas, eu fico estudando e pensando no dia que você acordar e achar que tudo o que você está procurando está em mim.

Era apenas mais um típica terça-feira, e eu estava aqui de novo, apenas estudando e te observando jogar vídeo-game com seus amigos. Drew se você soubesse o quanto eu amo você. Se soubesse o quanto eu fico encantada quando você sorri. Eu queria tanto que ele me notasse, mas isso é meio impossível. Pude ver Justin olhar para a janela do quarto dele ao me ver ele sorriu e deu uma piscada fazendo com que eu desse uma gargalhada, ele voltou a atenção ao jogo e não deixei de sorrir.

Quem não tem namorado é alguém que tirou férias não remuneradas de si mesmo. 
Namorado é a mais difícil das conquistas. 
Difícil porque namorado de verdade é muito raro. Necessita de adivinhação, de pele, saliva, lágrima, nuvem, quindim, brisa ou filosofia. Paquera, gabiru, flerte, caso, transa, envolvimento, até paixão, é fácil.
 
Mas namorado, mesmo, é muito difícil. Namorado não precisa ser o mais bonito, mas ser aquele a quem se quer proteger e quando se chega ao lado dele a gente treme, sua frio e quase desmaia pedindo proteção. A proteção não precisa ser parruda, decidida; ou bandoleira basta um olhar de compreensão ou mesmo de aflição. 

Quem não tem namorado é quem não tem amor é quem não sabe o gosto de namorar. Há quem não sabe o gosto de namorar. Se você tem três pretendentes, dois paqueras, um envolvimento e dois amantes; mesmo assim pode não ter nenhum namorado. 

Não tem namorado quem não sabe o gosto de chuva, cinema sessão das duas, medo do pai, sanduíche de padaria ou drible no trabalho. 

Não tem namorado quem transa sem carinho, quem se acaricia sem vontade de virar sorvete ou lagartixa e quem ama sem alegria. 

Não tem namorado quem faz pacto de amor apenas com a infelicidade. Namorar é fazer pactos com a felicidade ainda que rápida, escondida, fugidia ou impossível de durar. 

Não tem namorado quem não sabe o valor de mãos dadas; de carinho escondido na hora em que passa o filme; de flor catada no muro e entregue de repentede gargalhada quando fala junto ou descobre meia rasgada; de ânsia enorme de viajar junto para a Escócia ou mesmo de metrô, bonde, nuvem, cavalo alado, tapete mágico ou foguete interplanetário. 

Não tem namorado quem não gosta de dormir agarrado, de fazer cesta abraçado, fazer compra junto. 

Não tem namorado quem não gosta de falar do próprio amor, nem de ficar horas e horas olhando o mistério do outro dentro dos olhos dele, abobalhados de alegria pela lucidez do amor. 

Não tem namorado quem não redescobre a criança própria e a do amado e sai com ela para parques, fliperamas, beira - d'água, bosques enluarados, ruas de sonhos ou musical da Metro. 

Não tem namorado quem não tem música secreta com ele, quem não dedica livros, quem não recorta artigos; quem gosta sem curtir; quem curte sem aprofundar. 

Não tem namorado quem nunca sentiu o gosto de ser lembrado de repente no fim de semana, na madrugada, ou meio-dia do dia de sol em plena praia cheia de rivais. 
Não tem namorado quem ama sem se dedicar; quem namora sem brincar; quem vive cheio de obrigações; quem faz sexo sem esperar o outro ir junto com ele. 

Não tem namorado quem confunde solidão com ficar sozinho e em paz. 

Não tem namorado quem não fala sozinho, não ri de si mesmo e quem tem medo de ser afetivo. 

Se você não tem namorado porque não descobriu que o amor é alegre e você vive pesando duzentos quilos de grilos e medos, ponha a saia mais leve, aquela de chita e passeie de mãos dadas com o ar. Enfeite-se com margaridas e ternuras e escove a alma com leves fricções de esperança. De alma escovada e coração estouvado, saia do quintal de si mesmo e descubra o próprio jardim. 

Acorde com gosto de caqui e sorria lírios para quem passe debaixo de sua janela. Ponha intenções de quermesse em seus olhos e beba licor de contos de fada. Ande como se o chão estivesse repleto de sons de flauta e do céu descesse uma névoa de borboletas, cada qual trazendo uma pérola falante a dizer frases sutis e palavras de galanteria. 
Se você não tem namorado é porque ainda não enlouqueceu aquele pouquinho necessário a fazer a vida parar e de repente parecer que faz sentido.

[...]

Fechei os cadernos e livros, levantei da cama pegando meu pijama, aquilo certamente não era um pijama era só uma camiseta grande, mas eu amava usar isso. Me sentei na cama e me senti observada, abri o vidro entrando na varanda e sentir a brisa um pouco gélida tocar minha pele fazendo um pequeno arrepio, meu cabelos esvoaçaram. Sentia-me como no Titanic, só falta eu achar meu Jack.

-Olá bela moça, o que faz acordada a essa hora?-aqueles olhos dourados me encaram de uma forma magnífica, todas as vezes que olhava para ele me sentia hipnotizada.

-Estou á espera do meu príncipe encantado, logo logo ele virá me buscar e iremos para longe com seu cavalo branco.

-Talvez seu príncipe não tenha um cavalo branco, tenha apenas uma Ranger Rover, já parou para pensar?

-Talvez meu príncipe não exista.

-Acho que já deu no “talvez” não é mesmo Giulia?

Talvez. –rimos.

-Incrível como você me faz sorrir tão facilmente. O que acha de dermos uma saída amanhã a noite?

-Isso não pegaria mal para sua namorada? Olha eu não quero prejudicar em nada...-ele me interrompeu. E sim eu tava mentindo feio, eu queria sim ir aquele digamos “encontro”.

-Não tenho namorada desde o momento em que percebi que a menina dos meus sonhos se encontrava bem de baixo do meu nariz.

Messes depois...

Depois daquele dia foi como se eu vivesse em um filme, onde finais felizes existiam. Descobri que era difícil escalar uma montanha mas ao chegar ao topo, a vista é maravilhoso. Eu e Justin não namoramos, mas temos um lance.

-Giulia você não percebe querida, você não é nada, nada comparada a mim. –Ashley a ex namorada de Drew me inferniza até o ultimo.- Acha mesmo que o Bieber vai me largar por você? Um nada, uma nerd, um erro. Que você morra menina, te desejo toda infelicidade do mundo.

Ao ouvir isso lembrei do que o Bieber avia me falado quando me pediu em namoro.

Não há nada nem ninguém que possa nos separar, você é minha vida. Muitas pessoas tentaram te destruir mas você irá ter que ficar forte, forte por mim, pela sua família e pela nossa futura família. Encontrei em você o pedaço que faltava em mim, eu te quero para a vida inteira, Giu sem ti eu sou um mar sem água, sou Romeu sem Julieta, sou uma Patrick sem Bob esponja. Apenas lembre-se que eu te amo”era aquilo me motivava a crescer e não de deixar levar pela opinião dos outros.

A única coisa que importava era o nosso amor.

Yon the phone with your girlfriend
She's upset, she's going off about
Something that you said
She doesn't get your humor
Like I do

I'm in my room
It's a typical tuesday night
I'm listening to the kind of music
She doesn't like
She'll never know your story
Like I do

But she wears short skirts, I wear t-shirts
She's cheer captain, and I'm on the bleachers
Dreaming about the day when you wake up and find
That what you're looking for has been here the whole
time

If you could see
That I'm the one
Who understands you
Been here all along
So why can't you see me 
You belong with me
You belong with me.

Walking the streets
With you and your worn out jeans
I can't help thinking this is how it ought to be
Laughing on a park bench thinking to myself
Hey, isn't this easy?

And you've got a smile
That could light up this whole town
I haven't seen it in a while
Since she brought you down
You say you're fine
I know you better than that
Hey what are you doing with a girl like that

But she wears high heels
I wear sneakers
She's cheer captain
I'm on the bleachers
Dreaming about the day
When you wake up and find
That what you're looking for
Has been here the whole time

If you could see 
That I'm the one
Who understands you
Been here all along 
So why can't you
See, you belong with me
Standing by and waiting at your backdoor
All this time
How could you not know baby
You belong with me
You belong with me.

Oh, I remember you
Driving to my house
In the middle of the night
I'm the one who makes you laugh
When you know you're about to cry
And I know your favorite songs
And you tell me about your dreams
Think I know where you belong
Think I know it's with me

Can't you see
That I'm the one
Who understands you
Been here all along
So why can't you see?
You belong with me.

Standing by and waiting at your backdoor
All this time
How could you not know baby
You belong with me
You belong with me.

You belong with me
Have you ever thought
Just maybe
You belong with me
You belong with me

Anos depois...

-Então foi assim que vocês começalam a namolar papai?

-Sim minha filha, eu era um bobo que não notava a belíssima mulher que me esperava, então quando eu a encontrei tratei logo de pedi-la em casamento para certificasse que sua mãe será sempre minha.-Drew disse com os olhos brilharam para Jane. Ela tinha 4 anos e era um amor, tinha os cabelos da mesma tonalidade do Justin, os olhos dourados, o nariz igual ao meu e a boca ligeiramente rosada como a minha.

Tudo aconteceu tão rápido, eu me passei depois de uns 2 anos, engravidei de Jane no primeiro mês de casamento e depois foi só alegria. Tínhamos algumas discussões as vezes, mas era normal, todo casal tinha.

-Mamãe e papai eu vo conta plos meus filinhos e netinhos essa histólia!- Justin me deu um beijo. Ah como eu amava aquele beijo, era viciante.

Eu morria de amores por ele e tinha ganhado tudo o que eu pedi a Deus. Uma família. Um marido. Eu os amava incondicionalmente e poderia dar minha vida por eles.

-Eu amo tantos vocês –disse com os olhos cheios de lagrimas.- Vocês são meu tudo.

-Amor eu também amo você. –disse Justin puxando meu maxilar e me dando um beijo longo e demorado.

-Isso é tão nojento mamãe, mas eu tamblém amo vlocês.- Jane começou a nos encher de beijos.

Eu nasci para o Justin e ele para mim. Jane nasceu por nós e ela é fruto do nosso amor. O amor de uma nerd e um popular. Isso mostra que tudo, tudo pode ser real.

Fim...


Oee girls, tudo bem? Meu nome é Dessa, sou a amiga da Tha, eu que ajudo ela a postar e tals. Por que eu to aqui? Bom como vocês sabem a Tha queria um tempo daqui, ela merce isso, há uns 3 anos que ela escreve  aqui e super apoio de um tempo só pra ela. Saibam que ela continuará postando no anime, e enquanto ela estiver fora eu vou postar alguns capítulos únicos para a Tha não perder leitoras. Bom é só isso... Logo, logo haverá mais capítulos... Soon. Beijos <3