18 de jan de 2014

All That Matters 2ª Temporada - Capítulo 24 ''I Do Not Like Her''

''Você começa a se sufocar quando as coisas perdem o controle e a raiva toma conta de você. ''


Talvez se não fosse por ele não estaríamos aqui agora, e pode ser maluco mas .... mesmo com todos esses anjos querendo matar você eu estou feliz em estar vivendo tudo isso com você, de estar junto de você para te ajudar e poder cuidar de você.
Respirei fundo , tentando me acalmar.
Justin tinha razão.
-Tudo bem.-disse.-Você tem razão.
-Eu sei que tenho.-ele disse convicto. -Você foi a melhor coisa que me aconteceu e tudo isso que estamos enfrentando tornou tudo isso ainda mais forte.
-Posso te fazer uma pergunta?- o selei e me afastei para que ele me respondesse.
-O que quer saber amor?
Havia algo que eu queria muito saber sobre ele.
-Você quer se tornar um humano ainda?
-Porque essa pergunta?
-Porque eu vou morrer um dia e você não. Eu só ...queria poder envelhecer ao seu lado.
Suspirei.


-Acho que não devemos entrar nesse assunto ainda...-ele disse. Olhei bem em seus olhos tentando encontrar alguma resposta não dita para a pergunta que fiz mas ele parecia realmente não querer falar sobre isto mas... eu tinha que tocar nesse assunto. É algo importante pra mim.
-Isso é importante pra mim.-disse.-Não quero que nossa relação seja tão perturbada como nos livros da Stefanie Meyer ...
Justin riu com deboche.
-Nossa relação não vai ser quem nem aquela merda.-Fiz cara feia para ele. Não era uma merda, eu gostava muito dos livros dela.-Ok, me desculpe. Mas ... aquilo tudo não existe. Não precisamos nos comparar a Bella e o vampirinho não é ?
-Pode até ser mas ... Ela e uma humana, ele um vampiro, e querendo ou não temos algo em comum, e por mais que toda a história tenha terminado com um final feliz eu não quero que nosso final seja daquela forma.
-O que esta querendo dizer?
-Eu só ... -respirei fundo tentando achar as palavras certas.-Você havia me sequestrado e me entregaria ao Peter porque queria se tornar humano ... eu só estava pensando que ...-ele me cortou.
-Nem pensar.-ele foi rude.-Eu não vou entregar você a ele para que eu me torne um humano.
-Porque não?-indaguei.-Não podemos viver dessa forma pra sempre. Uma hora um de nós começará a sofrer as consequências e nós dois sabemos que sou eu quem começara a sofrer as consequências. Eu posso me safar de todos os anjos atrás de mim, e sobreviver ao parto do nosso filho ou filha mas ... eu não posso sobreviver ao tempo Justin. Eu não quero morrer sem você.
Me calei assim que vi o quão egoísta foi isso que eu disse.
-Madison...-Justin começou a falar mas eu o interrompi indo abraça-lo com toda a força o prendendo em meus braços.
-Me desculpa. Eu não devia ter dito isso!-eu já podia sentir o nó se formar em minha garganta.-Eu não quero viver sem você mas não quero que você morra entende? Eu só ... eu só quero ficar com você pra sempre.
-Eu entendo você.-Justin afagou meus cabelos.-Você me quer pra sempre e eu também te quero para sempre mas você sabe que nossa situação é essa. Eu não vou tirar de você os privilégios de uma vida humana...
-Mas eu não quero ter uma vida humana sem você.
Ele me afastou um pouquinho me fazendo olhar para ele.
-Você não sabe o que diz. Você merece tudo isso. Merece sair com pessoas humanas, ter experiências humanas ... ir no shopping, ir a restaurantes, ao cinema... trabalhar ... essas coisas. Não vou privar você disso.
-Então viva isso comigo.-me levantei ficando de joelhos na cama e Justin esticou suas pernas para que eu me sentasse em seu colo. -Eu não quero nada disso se não for com você.
-Você é tão teimosa.-ele sussurrou me encarando. Senti seus olhos em meus lábios e me curvei um pouquinho, alcançando os seus lábios. Era realmente incrível a capacidade que tínhamos de praticamente terminar tudo com beijos.
Justin passou seus braços a minha volta e eu senti um movimento em minha barriga, me causando um pequeno desconforto. Parei o beijo.
-O que foi?-Justin perguntou. Senti novamente a dor e agora ela tinha sido mais forte. Era como se o bebê quisesse saltar da minha barriga.
-Acho que nosso bebê esta bem agitado...-disse respirando fundo.
Mordi meus lábios sentindo outra vez aquela dor, agora ainda mais forte.
-Ai ...-murmurei saindo do colo de Justin e passei a mão em minha barriga.-Calma ai pequeno ... assim você machuca a mamãe...
-Acho que é a primeira vez que você diz ''mamãe'' ...-Justin sorriu ao dizer aquilo.-Deita aqui.-ele pediu batendo a mão no travesseiro ao seu lado. Me deitei com cuidado e o olhei.
Ele levantou meu vestido deixando minhas pernas e minha barriga a amostra.
Pude notar algumas manchas arroxeadas ali mas ignorei vendo a calcinha e bichinhos que eu usava.
Oh Céus!
-Logo isso vai passar...-ele me garantiu e começou a acariciar minha barriga lentamente parecendo nem ligar para o que estava me envergonhando.
Sua mão estava quente e isso me deu uma sensação boa de alivio.
Fechei meus olhos e aos poucos cai no sono.


Acordei e não vi Justin ao meu lado. Minhas dores tinham parado e eu estava me sentindo um pouco cansada ainda.
Me levantei preguiçosamente e coloquei minha sapatilha que Justin provavelmente tinha tirado do meu pé.
Pude ouvir algumas vozes que me pareciam Justin e Ryan conversando no corredor.
Andei até a porta e sem abri-la me inclinei para ouvir melhor.
-Não podemos fazer o parto dela sozinhos!-Ryan disse parecendo nervoso.-Nem mesmo os pais dela vão aguentar ver isso ... e ... não podemos leva-la em um médico.
-Vou ter que pedir para que minha mãe venha até aqui então... Eu não posso deixar que o bebê machuque ela.-Justin disse.
-Ela esta reagindo bem ... Talvez o bebê seja diferente e não esteja se alimentando dela...
-Eu espero...
Eles ficaram em silêncio por um momento e eu resolvi abrir a porta.
Ryan não estava mais ali.
-Acordou amor?-Justin sorriu ao me ver.-Esta melhor?
-Sim.-forcei um sorriso.-Estava falando com Ryan?
-Sim, ele foi atender a campainha.
-Vamos ver quem é.-disse para ele e entrelaçamos nossa mão seguindo para a sala.
Eu não pude deixar de ficar um pouco assustada com aquela conversa toda que acabei de ouvir...
Talvez um nascimento do meu filho seja um problema para Justin e Ryan mas eu sentia que era forte para aguentar seja lá o que for que me espera.
Assim que descemos para a sala, olhei para a porta e Ryan abria espaço para uma garota e um garoto entrar. Eles me lembravam alguém...
-Jazzy? Jaxon?-Justin soltou minha mão e correu até eles. Os mesmos se prenderam em Justin dando-lhe um abraço apertado.-O que vocês dois estão fazendo aqui?
Fiquei de longe observando aquela cena.
Eles se conheciam?
A garota parecia ter uns 15 anos, tinha o cabelo longo e num tom castanho claro. Ela era muito bonita. O garoto era loiro, tinha uma aparência de 13 ou 14 anos, e também era muito bonito.
-Nós fugimos de casa.-A garota falou.-O papai pirou!
-Ele esta querendo matar sua namorada!-o garoto disse e em seguida olhou em minha direção.-Oh, ela esta grávida!-ele colocou a mão na boca surpreso e a garota me encarou.
Corei as bochechas um pouco desconcertada com aquela situação.
-Sim Jax, ela esta grávida.-Justin confirmou o que o garoto disse e se dirigiu até mim. Ele passou suas mãos por minha cintura e eu o abracei de lado.-Essa é Madison, ahn... minha noiva.-ele sorriu para mim.-E estes são meus irmãos. Jazzy e Jaxon.
-Olá, é um prazer conhecer vocês. -disse e sorri tentando ser simpática.
Os dois não me responderam, e eu fiquei um pouco sem graça com aquilo.
-Não vão responder ela?-Justin perguntou confusa olhando para eles.
-Justin vocês estão noivos?-Jazzy perguntou , e ela parecia visivelmente abalada com aquilo.-Você esta noivo de uma humana?
-Jazzy...
-Não!-Jaxon o interrompeu.-Vamos embora daqui Jazzy!-ele segurou a mão da garota e então eles desapareceram.
-Não se preocupe, vou atrás deles!-Ryan disse e desapareceu também.
-Eu não acredito nisso.-Justin se afastou de mim e passou a mão em seu cabelo, nervoso.-O que houve com eles?
-Talvez estejam com ciúmes de você... ou por eu ser uma humana não querem ver você casado comigo.
-Eles não tem que querer nada.-ele disse grosso.-São cópias do meu pai! Eu fugi do Céu justamente por causa desses preconceitos absurdos de Jeremy e achei que eles tinham feito o mesmo que eu mas vejo que eu estava enganado!
-Quando Ryan trazer eles de volta, nós conversamos com ele e tentamos explicar o que sentimos um pelo outro...
Justin pensou em dizer algo mas se calou me puxando para seus braços.
-Não precisamos falar com eles. Eles são bem grandinhos para entender que o que eu sinto por você é algo realmente forte, eu não vou trata-los como criança e muito menos deixar que eles faltem com respeito com você ok?
Balancei a cabeça assentindo impedida de dizer algo pela minha própria mente.
Eu não queria causar brigas entre eles.


-Aqui estão os fugões...-Ryan apareceu na sala com Jazzy e Jaxon do lado enquanto eu e Justin assistiamos TV.
Justin se levantou e olhou bravos para eles.
Eu sabia o quão furioso ele poderia ser e então me levantei também e segurei em sua mão para que ele não fizesse nada.
Jazzy e Jaxon me encaravam com desprezo, e eu me sentia culpada por isso.
-O que deu em vocês para tratar a Madison dessa forma?!-Justin perguntou.
-Não gostamos dela.-Jaxon disse baixo.
-Vocês nem a conhecem!-Justin rebateu.-Vocês confiavam em mim e sempre fomos unidos. Vocês sempre aceitaram minhas decisões e sabiam que eu sempre fui contra as regras.Eu não vou tolerar que vocês desrespeitem a Madison!
-Eu não me importo!-Jazzy disse me olhando com raiva e eu eu ouvi um estralo, vendo que a luz do abajur se queimou.-Ela é uma humana! Anjos não podem se relacionar com humanos!
Eles não sabiam que Justin não era um humano?
-EU NÃO SOU MAIS UM ANJO PORRA!-Justin gritou. Ryan entrou na frente das crianças temendo que ele se alterasse.-EU SOU UM DEMÔNIO AGORA E E BOM QUE ME RESPEITEM!
-Justin...-o repreendi mantendo ele do meu lado.-Fica calmo.
-Um demônio?-Jazzy e Jaxon pareciam não acreditar.-Você se tornou um monstro?!
Justin ia responder mais eu o cortei.
-Ele fez isso por mim.-disse.-Não culpem o irmão de vocês por isso. A culpa é toda  minha. Eu entendo que vocês possam não gostar de mim mas ... eu ... eu quero o bem de vocês porque são os irmãos do homem que eu amo. Não quero que fiquem chateados com ele. Não quero que briguem. Apenas tentem pensar pelo lado bom de tudo isso.
-Lado bom ?-Jazzy tomou a frente de Ryan e me olhou debochada.-Você esta grávida de um demônio. E uma muldana imunda e provavelmente Justin tem o dobro da sua idade... E você ainda ver o lado bom nisso?
-Jazzy acho bom você parar de falar com ela nesse tom!-Justin grunhiu do meu lado.
-Você não é meu pai. Não manda em mim!-ela resmungou.
Justin rangiu os dentes e me afastou me fazendo cair no sofá.
Levantei meu olhar e o vi segurando Jazzy e Jaxon e os levando para cima.
-Justin larga eles!-pedi e Ryan veio me ajudar a levantar.
-Eles tem que aprender uma lição!-Justin gritou em resposta.
Ele me parecia descontrolado.

Continua...
Gif


Oie pessoas lindas tudo bem? Uau finalmente eu postei!
Acho que o capítulo ficou meio ruim :( Me desculpem ok ? Só posso escrever quando minha tia não esta em casa e tem que ser bem rápido.
Mas eu espero de coração que tenham gostado mesmo estando pequeno.
Nossa e quem diria que Jazzy e Jaxon iriam fugir e se rebelar tanto dessa maneira? 
Eu vejo vocês no próximo capítulo. Obrigada pelos comentários.
Amo vocês s2