25 de jan de 2012

Capítulo 23 ണarry yഠu ♔

-Tudo bem, então descança, estaremos em casa em algumas horas.- ela assentiu e fechou os olhos, eu a abraçei mais forte.Fiquei vendo ela fazer algumas caretas por causa da dor de cabeça e depois ela dormiu. Eu apaguei a luz que batia na gente e em alguns minutos eu dormi.
(Fim narração do JUSTIN BIEBER)
Abri os olhos, o sol me encomodava. Senti o avião tremer e me segurei na poltrona. Justin me olhou e eu sorri.
-Bom dia.- ele sorriu.
-Bom dia meu amor.
-Chegamos!Você acordou na hora...-eu sorri e passei a mão no meu cabelo, estava todo desarrumado. Tentei arrumar um pouco , mas não tinha jeito. Eu precisava de uma escova.Esperei o avião aterriçar e abri o compartimento onde ficava as malas. Minha necesserie ficava fora da mala, eu abri e peguei uma escova. Justin riu , e eu o olhei.
-Estou tão horrivel assim ?
-Na verdade, eu não sei porque esta se arrumando ... você sempre acorda linda.
-Bobo.- eu passei a escova algumas vezes no cabelo e a guardei. Justin me deu um oculos para colocar , ele colocou outro. Justin chamou a aeromoça para ajudar com as malas e eu fui me maquiar no banheiro do avião. Eu devia estar péssima. Não tinha um espelho muito grande no banheiro do avião, mas deu pra me maquiar. Eu estava com olheiras, era horrível. Eu passei muita base para desfarçar. Depois de me maquiar, eu voltei onde Justin e estava e me deparei com a cena mais horrível da minha vida. O Justin estava beijando a aeromoça.Eu não sabia o que sentir, não sabia o que falar. Lágrimas encheram os meus olhos e eu agradeci por ter um oculos escuro para esconder as lágrimas. Eles pararam de se beijar e Justin me olhou, ele empurrou a aeromoça e veio até mim, vi que ele pedia desculpa pelo olhar, mas aquilo ?Eu não sei se tinha perdão. Eu ignorei ele e fui em direção á minha mala. Eu precisava segurar o choro até pegar um taxi. Peguei a minha mala com força, fazendo-a bater na aeromoça. Ouvi ela reclamar e me segurei para não bater nela. Eu sai do avião, quase caindo e andei o mais rápido possível. Ouvi Justin me gritar, ele corria até mim.Eu corri e entrei no salão de desembarque. Havia muitos fotografos lá, muitas fãs... mas parece que nenhuma me reconheceu. Eu passei entre eles e olhei para trás. Justin falava ao celular e estava cheio de fãs em volta dele. Quando sai do aeroporto e vi o carro do Justin, não tinha ninguém dentro. Talvez Kenny tenha ido ajuda-lo, eu vi um taxi e o chamei. Ele parou e eu entrei . Coloquei minha mala de lado, e começei a chorar. O taxista devia achar que eu era uma louca mas eu não importava. A única coisa que me importava havia ficado para trás . Porque ele estava beijando aquela aeromoça ? Ela devia ter uns 25 anos! A cena se repassava em minha mente , me fazendo chorar mais.
-Esta com algum problema moça ? - eu olhei e vi o taxista me fitando pelo retrovisor.Ele era novo, devia ter uns 19 ou 20 anos.
-Ta tudo bem .- eu disse mas nada estava bem e as lágrimas não paravam de escorrer pelo meu rosto.
-Se a senhorita quizer eu posso te levar para um delegacia , você foi roubada ?
-É ,acho que uma delegacia é o melhor lugar, tenho que mandar matar uma vadia!- ele riu , e eu o olhei.
-A senhorita brigou com alguma amiga ?
-Não, ér pode me chamar de 'você'...- minhas lágrimas diminuiram e eu pude ve-lo direito. Ele era lindo. Tinha uma pele clara, e era moreno. Vi que seus olhos eram verdes, eu forçei um sorriso a sair.
-O que aconteceu com você então ? - eu fiquei quieta.-Desculpa, não é da minha conta, eu sei...
-Não , é que eu não quero falar sobre isso...
-Tudo bem...
-Você conhece algum lugar que eu possa comer alguma coisa, onde não seja muito movimentado ? - eu ainda corria o risto de ser reconhecida ou com a sorte que eu tenho de encontrar o próprio Justin no caminho.Eu estava com fome, eu olhei em meu celular e eram 3 horas. Justin não tinha me acordado para almoçar. QUE LEGAL DA PARTE DELE ¬¬. Eu não queria ir pra casa, não até eu parar de chorar.
-Você não é nenhuma cantora famosa né ? Porque se for, eu quero um autográfo.
-Não...- eu ri.-Quem derá eu ser famosa...
-Até quem fim você riu, a senhorita chorou desde que entrou no meu taxi...- eu abaixei  a cabeça, a cena se repetiu em minha mente. Algumas lágrimas se escorreram e eu as enchuguei.-Desculpa, an... não sou muito bom com as palavras.
-Tudo bem... esse taxi é seu ?
-Sim porque ?
-Não é muito novo para trabalhar de taxista ?
-Sim mas eu trabalho de taxista para pagar minha faculdade... trabalho de dia e estudo á noite... é o melhor jeito. Minha mãe não tem condição de pagar , é muito cara...
-Ah!...- eu forçei um sorriso.
-E você ? Não é muito nova pra estar sozinha saindo de um aeroporto ?
-Não. Já tenho 16, sei me cuidar... e eu não estava sozinha...
-Ah, estava com seu pai ?
-Não, com meu namorado mas ... bom... ele ficou preso com umas garotas ...e eu decidi ir embora sem ele...- eu não queria falar sobre o Justin, o taxista parecia legal mas ele não ia querer saber dos meu problemas...
-Ele te deixou ir sozinha ? Ele é louco ou o que ? Se eu tivesse uma namorada linda que nem você eu não te deixaria andar sozinha por ai.-  eu sorri pra ele.
-Nem sou tão bonita assim, afinal... an.. deixa pra lá.
-Olha,... sei que acabou de me conhecer mas se quizer falar alguma coisa pode falar, sou bom para dar concelhos, eu vivi com três irmãs e aguentar elas falarem sobre garotos me fez aprender bastante...- eu sorri e ele retribuiu o sorriso.
-É que... bom, meu namorado é , muito conhecido ...
-Aé ? E como ele chama ? Talvez eu o conheça.
-Justin Bieber.- ele me olhou surpreso pelo retrovisor.
-É sério ?
-Sim.
-Agora eu intendo, deve ser dificil namorar alguém tão famoso quanto ele, mas você disse que ele ficou preso com algumas garotas, eram fãs ?
-Sim.
-É por isso que está chorando ? Ele te trocou pelas fãs... ?
-Não, as fãs dele são incríveis , ele fez uma coisa muito ruim que me magoou muito mas bom... eu não quero falar sobre isso, se eu falar vou chorar e se eu chorar vc vai me achar mais louca do que deve estar achando...
-Não estou te achando tão louca assim.-eu fiquei em silêncio.-Chegamos !- disse ele parando o taxi.Eu olhei para fora e havia um pequeno restaurante.
-Onde ? - perguntei confusa.
-A senhorita não pediu um lugar para comer , mas pouco movimentado ? Aqui está...
-Ah, obrigada.Você pode me ajudar a tirar a mala do carro ?
-Pode deixa-la ai.
-Mas você tem que ir embora .
-Bom, se a senhorita quizer eu a espero comer, assim não precisa pegar dois táxis...
-Ta bom... mas vc vai ficar ai ?Porque não sai e come alguma coisa tbm ?
-O.K.- ele sorriu pra mim e saiu do carro. Eu entrei no restaurante e nos sentamos em uma mesa. O garçom veio até nós. O taxista ( que eu não sei o nome até agora hahaha) pediu apenas um suco, eu pedi um suco e um sanduiche com um nome estranho, o nome não importava , o importante era que o sanduiche era enorme e seria suficiente para conter a minha fome.
-Nossa, você está com fome mesmo eim ?Esse sanduiche que você pediu é enorme.
-Eu não almoçei, dormi o vôo inteiro...
-Pra onde a senhorita viajou ?
-Pode me chamar de Jennifer ou Jenny...
-Tudo bem Jenny.- eu sorri.
-Viajei para o Canadá, na fazenda dos avós do Justin ... fomos passar o fim de semana lá.
-Ah eu já fui pro Canadá, tenho parentes lá.
-E como se chama ? Ainda não me disse seu nome.
-Me chamo Lucas...- eu sorri.O garçom chegou com o nosso pedido , e começamos a comer. Meu celular começou a tocar , era o Justin, eu ignorei todas as chamadas. Lucas pareceu perceber.
-Você é má com o Justin, a maioria das meninas ficariam loucas com uma ligação dele. O que de tão grave ele fez pra você ignorar todas as chamadas dele ? E no minimo ele te ligou umas 30 vezes... - ele riu mas eu estava séria.
-Ele me traiu.- ele parou de rir no mesmo instante. Lucas me olhava com pena...- Acho que eu tenho que ir embora ... - ele assentiu e chamou o garçom, ele foi legal. Eu disse que tinha que pegar meu dinheiro na mala mas ele  pagou a conta pra mim. Voltamos pro taxi e eu disse á ele onde ficava minha casa. Ele foi rápido chegou lá em poucos minutos. Vi um carro parado em frente de casa, parecia ter acabado de chegar. Era o carro de Gustavo, ele desceu do carro e foi até mim.
-O Justin não te trouxe ?
-Eu o abraçei...- deixei algumas lágrimas escaparem.
-O que aconteceu ?
-Vamos entrar ... por favor ? - ele assentiu. Ele segurou em minha cintura, e pegou um dinheiro em seu bolso.-Não , eu tenho dinheiro pra pagar...
-Eu pago.- ele entregou o dinheiro ao Lucas .
-Tchau Jenny.- ele ligou o carro e eu acenei mas acho que ele não viu. Gustavo pegou a mala da minha mão e me ajudou a levar. Eu entrei em casa e não tinha ninguém, meus pais estavam trabalhando.Eu desmoronei no sofá. Gustavo foi levar minha mala no meu quarto e logo estava sentado, me fitando.
-O que aconteceu Jenny ?- eu contei a história pra ele.-Eu sabia que ele ia fazer isso, eu não vou com a cara dele, nem nunca vou ir!- eu começei a chorar, ele foi até mim e me abraçou.Ficamos alguns minutos ali. Depois de tanto choro, começou a fase dos chingamentos... eu chinguei o Justin... a aeromoça... Gustavo ouviu tudo e parecia que estava adorando aquilo. Eu parei, sei lá, chingar o Justin fazia eu me sentir a pior pessoa do mundo.Depois de um tempo eu me acalmei.
-O que vc faz aqui Guh ? - eu estava tentando mudar de assunto.
-Seu pai me pediu pra vir e te esperar, você tem o teste hoje... para tirar a sua carta mas se não tiver em condições de ir eu ligo pro seu pai e digo pra ele marcar pra outro dia...
-Não, eu vou.- adiar só me deixaria mais nervosa, eu queria tirar aquela carta logo, ou pelo menos tentar.-Você quem vai me levar ?
-Sim.
-E que horas temos que ir ?
-Daqui á uma hora.-eu me levantei correndo, uma hora era muito pouco pra mim me arrumar. Ele riu e eu corri pro meu quarto. Deixei minhas coisas em cima da cama, peguei uma roupa e entrei no banheiro. Quando sai, Gustavo estava com meu celular na mão.
-Alguém ligou ?
-Seu namorado...
-Ah!O que ele queria ?
-Falar com você ... ele parecia bravo, me chingou , an... eu tbm chinguei ele, me desculpa mas eu não aguentei, ele é um canalha!
-Não fala assim...
-Tudo bem.- ele colocou meu celular em cima da cama.-Vou te esperar na sala.- eu assenti e fui terminar de me arrumar. Quando acabei, peguei minha bolsa, coloquei dinheiro e meu celular, como sempre.Coloquei meus documentos tbm, talvez o instutor precisaria de algum deles... Fui até a sala, Gustavo estava sentado no sofá me esperando. Trancamos a casa e entramos em seu carro. Durante todo o caminho , Gustavo me deu algumas dicas de direção, ele estava me deixando nervosa. Quando chegamos, entrei em uma sala, tive que preencher uns formulários e depois o intrutor veio falar comigo.
-Você é a Senhorita Conti ?
-Sim.
-Sou o senhor Magorion, vou ser seu instrutor.
-É um prazer conhecer o senhor...
-Fiquei sabendo que da última vez a senhorita bateu em um idrante...
-Foi sem querer...
Gustavo riu atrás de mim.Eu o fuzilei com os olhos. O senhor Magorion parecia bravo e com o Gustavo rindo atrás de mim não ia ajudar em nada. O senhor Magorin, explicou o percurso do teste , depois fomos até o carro. Gustavo me desejou boa sorte e foi me esperar em seu carro. Eu dei a partida. Estava tremendo, era uma sensação horrivel, parte de mim queria chorar a outra parte queria segurar o choro e dar o melhor de si para que mais ngm pudesse dizer que eu não sabia dirigir. Forçei minhas mãos no volante , me lembrando de tudo que eu havia aprendido. O senhor Magorion me fez andar por NY inteiro, algumas vezes eu ultrapassei o limite de velocidade, fiquei nervosa porque ele marcava tudo em um caderno. Quando voltamos, perguntei se tinha passado ao senhor Magorion, ele disse que eu ficaria sabendo em alguns dias. Eu tive que preencher mais alguns formulários e voltei pro carro. Gustavo me encheu de perguntas, perguntou sobre velocidade... sobre os sinais de trânsito ... eu respondi tudo. Ele me levou pra casa. Tudo tinha ido bem, eu não havia batido em nada, era otimo. Eu me sentia bem com isso. Quando cheguei em casa, meus pais estavam lá.
-Filha ? Onde você estava ?- minha mãe parecia nervosa.
-Eu estava fazendo o teste de direção porque mãe ?
-Justin ligou umas 5 vezes , e disse que não estava achando você e que estava preocupado, pensei que estivesse acontecido algo com vc...
-Eu to bem . - eu respirei fundo para não chorar.
-Tem certeza ?
-Não, mas eu vou ficar.
-Aconteceu alguma coisa ?- ela e meu pai me olharam curiosos.
-Eu só to um pouco triste com o Justin, não foi nada demais...- eu não ia falar pra eles, minha mãe ia vir conversar comigo e eu não queria falar sobre isso e meu pai sabe-se lá o que ele iria fazer.
-Você parece pálida ... o jantar vai estar pronto em alguns minutos.Você deve estar com fome, depois dessa viagem...
-Eu to sem fome...
-O que exatamente o Justin fez ? - perguntou meu pai, eu o olhei. Eu não podia mentir, sei lá eu não sabia mentir pra eles.Resolvi não falar nada, assim eu não estaria mentindo.
-Não quero falar sobre isso... ér eu vou pro meu quarto, tenho que desfazer minha mala...-eles assentiram e eu fui pro meu quarto. Eu fechei a porta e fui desfazer a minha mala, tentei me distrair para não pensar no Justin mas era literalmente impossível.Eu terminei de desfazer a minha mala, não foi tão difícil e me ajudou a me distrair por alguns minutos mas depois eu não conseguia parar de pensar no Justin, naquela aeromoça beijando os lábios que me pertenciam ou talvez pertenceram ...Eu sei que sou um pouco ciúmenta, que as vezes estrapolo , só que eu aguento firme,sempre... mas vendo aquilo, a única coisa que eu queria fazer era chorar e chorar muito, porque eu estava sentindo dor, um dor muito forte no meu coração... parecia um buraco, sem fundo e escuro, e eu não encontrava a dor para cura-la. Deitei em minha cama. Minhas lágrimas ensoparam meu travesseiro mas não importava. Depois de um tempo eu consegui dormir.
Quando acordei , vi minha mãe passando a mão em meus cabelos, ela tentava me acordar mas ao mesmo tempo, eu via em seus olhos que ela queria que eu dormisse mais. Eu forçei um sorriso e me sentei na cama.
-Acho que eu peguei no sono...
-É, filha...o Justin esta ai !- eu a olhei confusa.-Ele quer conversar com você e pediu por favor pra que você deixe ele se explicar... Olha, eu não sei o que aconteceu mas ele parecia muito mal...
-Olha pra mim mãe, ele esta mais mal do que eu ?É , aposto que não!Fala que eu não quero falar com ele...
-Filha!Pensei que você fosse madura o suficiente pra pelo menos ouvir o que seu namorado tem a dizer...- eu fiquei quieta, então quer dizer que se eu não fosse falar com o Justin eu seria imatura ? Que bom, minha mãe não estava do meu lado.-O Justin pediu pra te dar isso ... - ela me entregou minha pulseirinha. NOSSA!ESTAVA COM ELE ? EU NEM HAVIA PERCEBIDO QUE NÃO ESTAVA COM ELA. Eu peguei e a coloquei no meu pulso.-Vai falar com ele filha, eu sinto que vc estão bem próximos... e ele é um gato.- ela piscou pra mim, eu sorri.-Vai deixar uma briguinha á toa te separar do amor da sua vida ?
-Amor da minha vida ?
-Ele é não é ? Ou eu me enganei ?
-Você ta certa mãe, mas eu to muito magoada sabe... ta doendo aqui dentro.- eu coloquei a mão no meu coração.
-Porque não deixa ele explicar, talvez sua dor não tenha motivo ... você tem que conversar com ele de qualquer jeito, esse garoto te ama , não deixe isso acabar filha!-eu suspirei.
-Ta bom, eu vou falar com ele... - ela sorriu e eu me levantei. Fui até a sala, Justin estava conversando com meu pai.Quando eu o vi , senti um frio em minha barriga. Eu queria tanto abraça-lo, ele sempre me dava segurança, amor, carinho... mas agora , eu não sei mais.Ele me olhou e veio até mim.
-Jennifer.- ele me abraçou, eu nem me mexi.
-Vamos deixar eles conversarem em paz né Marcelo ? - meu pai assentiu.Ele e minha mãe sairam da sala, indo em direção ao quarto deles. Eu afastei o Justin , ele me fitou e eu fui me sentar no sofá.
-O que vc quer comigo ? - perguntei fria.Ele se sentou ao meu lado.
-Jenny, ela me beijou ! Eu nunca te trairia, nunca, eu te amo... por favor, acredita em mim !
-Eu não sei não... não parecia que ela te beijou... vc tbm estava beijando ela.- uma lágrima escorreu do meu olho.Ele colocou a mão do meu rosto, o acariciando. Eu senti o toque de sua mão e fechei os olhos, as lágrimas começaram a cair.
-Você acha mesmo , que eu largaria você pra ficar com aquela aeromoça ? Você é a garota mais perfeita do mundo... e me ama ! Me ama de verdade, e eu tbm te amo, te amo muito, por favor acredita em mim ...
Eu pensei. E se ele estivesse falando a verdade ? Eu queria tanto abraça-lo, sentir o cheiro da pele dele... AAAI QUE DROGA!
-Você esta falando a verdade ?- perguntei , tentando enchugar minhas lágrimas, eu olhei nos olhos dele.
-É claro que eu to, eu te amo meu amor, só você ...
-Mas aquela aeromoça é mais velha, sei lá eu pensei que vc quizesse alguma mulher mais velha, você é garoto , todos os garotos querem namorar mulheres mais velhas...
-Eu não quero namorar mulher mais velha nenhuma, eu tenho vc , nenhuma garota me interessa mais que vc.
-Jura ?
-Juro.- eu o abraçei, ele estava perdoado. Senti suas mãos em minha cintura, me puxando para mais perto. Eu me sentei em seu colo. Ele me olhava sorrindo.
-Obrigada por acreditar em mim .- eu sorri. - Eu te amo tanto...- eu me aproximei e o beijei. Eu tinha ficado um dia inteiro sem aquele beijo, era muito bom sentir seu alito ... Minhas mãos voaram para seu pescoço, eu queria tanto ficar ali com ele, pra sempre ou pelo menos por algumas horas.Minha barriga roucou. Eu parei de beija-lo e sorri envergonhada.
-Que tal sairmos pra jantar ?
-Você não jantou ainda ?
-Não, eu estava te procurando... eu vim aqui e não tinha ngm ... ai eu fui na casa das suas amigas e nenhuma sabia de você...
-Eu estava com o Gustavo.
-Eu ja sabia... - eu me lembrei da ligação que o Gustavo atendeu no meu lugar.
-Ele foi me levar para fazer o teste de direção.- me expliquei.
-Sério ? Você foi bem ?Fez tudo que eu te ensinei ?
-Fiz , acho que eu fui bem , mas de qualquer jeito só vou ficar sabendo se passei ou não daqui alguns dias...
-Tenho certeza que vc passou meu amor.- ele me deu um  beijo na bochecha. Meu pai entrou na sala nesse instante ,pigarreando. Ele sorriu envergonhado . Eu sai do colo dele, e me sentei no sofá.
-Eu vejo que vcs já se acertaram...
-Sim ... pai eu posso sair pra jantar com o Justin ?
-Pode mas não volta tarde...- eu sorri .
-Jus, espera só um minutinho tá ? Tenho que me arrumar.
-Eu vou esperar o tempo que quizer.- eu sorri pra ele e corri pro meu quarto. Eu tinha certeza que estava horrivel de tanto chorar. Fui tomar um banho. Não demorei muito no banho, quando sai sequei o meu cabelo e fiz alguns cachos na ponta.Me maquiei. Eu estava feliz por isso exagerei um pouco na maquiagem, mas tudo bem , estava perfeito. Coloquei uma saia jeans, uma camiseta branca e um coletinho preto de renda por cima. Vesti minha sandália ,com um salto bem baixinho ... peguei minha bolsa e fui até a sala.Justin estava rindo com meu pai. Nossa ! Eles dando rizadas juntos ? Que milagre é esse ?
-Estou pronta . Vamos ? - Justin se virou no sofá e me olhou. Ele deu um sorriso e veio até mim.
-Você esta linda .
-Obrigada.
-Ele tem razão filha, vc ta linda... mas que anel é esse ?
-O Justin que me deu pai .
-Deve ter custado uma fortuna. Olha isso . Você é um bom rapaz Justin mas não precisa comprar essas coisas caras pra Jenny...
-Tudo bem senhor, não gastei muito dinheiro .
-Você quem sabe...- meu pai saiu da sala surpreso.
-Meu pai tem razão, não precisa ficar me dando presentes assim...
-Eu amo dar presentes pra vc meu amor.
-É, só que eu não te dou nada então fica meio desigual...
-Eu tive uma ideia !- eu ri. Do que ele estava falando ?
-Sobre o que ?
-Sobre te dar presentes...
-Que idéia ?- perguntei curiosa.
-Toda vez que eu te der um presente, você me paga com beijos... assim todo mundo fica feliz.- ele sorriu pra mim. Me aproximei mais de seu corpo, colocando minhas mãos em seu pescoço.
-Aé ? E quando eu começo a te pagar ?
-A hora que vc quizer. - eu ri e me afastei.
-Agente tem que ir Jus, se continuarmos só comeremos no café da manhã...
-Me parece uma boa idéia...- eu ri .
-Bobo, vamos vai antes que meu pai não me deixe ir mais.
-Tudo bem.-Fomos até o carro dele.Ele deu a partida em seu carro. Ele me disse que iriamos jantar em um restaurante normal, sem muito luxo . Eu achei otima assim nenhum paparazzi acharia agente, e eu não estava muito acostumada com aquelas comidas estranhas.Quando chegamos eu fiquei surpresa. O restaurante era lindo, bem iluminado. Era simples mas muito bonito. Descemos do carro e entramos no restaurante. Nos sentamos em uma mesa, logo o garçom veio anotar nosso pedido. Pedimos uma macarronada ao molho branco e Justin pediu vinho, eu não bebia então pedi um suco de laranja. Depois de um tempo o garçom trouxe o que pedimos. Começamos a comer. Devoramos a macorronada rapidinho. Justin bebeu um taça de vinho, ele me ofereceu mas eu não quiz. Ele insistiu e disse que era um vinho doce , que eu ia gostar. Eu aceitei. Ficamos rindo ,conversando e tomando vinho por um bom tempo. Bebemos toda a garrafa. Justin pagou a conta, estavamos rindo muito, talvez fosse o vinho mas Justin não estava bêbado ao contrario de mim, que estava feliz demais. Decidimos andar um pouco, antes de voltarmos pro carro. Nos sentamos em um pequeno banquinho que tinha ali perto.
-Meu Deus, acho que bebi demais.- ele riu e eu tbm.
-Pelo menos estavamos nos divertindo...
-Estamos bêbados ? - a essa altura, eu não sabia mais o que estava falando.
-Um pouquinho.- eu ri. Ele ficou de pé no banco.Eu o olhei surpresa.-Estamos felizes ! Eu amo essa garota aqui do meu lado ! EU AMOO!- eu olhei  á nossa volta, não tinha ninguém , ainda bem.
-Senta Jus, seu bobo !-ele se sentou.-Você é maluco.
-Maluco por vc Jenny.- ele se aproximou e me beijou.
-Eu te amo.
-Tbm te amo minha linda.- eu sorri. Nesse momento começou a tocar uma música bem lenta. Eu não sabia da onde vinha mas fiquei com vontade de dançar, mesmo sem saber dançar.
-Vamos dançar Jus ?- ele me olhou rindo.
-Dançar ?
-É, vem!- eu fiquei de pé e o puxei. Eu o abraçei, suas mãos foram para minha cintura e as minhas em seu pescoço. Começamos a dançar, Justin olhava pra mim sorrindo. Eu o abraçei , colocando minha cabeça em seu ombro.Vi uma luz perto de um árvore. Eu olhei bem mas ela se apagou. Depois eu a vi novamente.Era um flesh de câmera eu tinha certeza. Fixei meus olhos naquela árvore, mesmo estando escuro eu pude ver um homem. Concerteza era um paparazzi.
- Justin, acho que tem um paparazzi ali atrás da árvore ...
- Deixa , não vamos nos preocupar com ele...
-Tudo bem.- eu encostei minha cabeça novamente me seu ombro e continuamos dançando. Qualquer um que visse chamaria agente de malucos. Depois que a música acabou, fomos para o carro. Estava ficando tarde e eu tinha que voltar pra casa. Quando chegamos, Justin me levou até a porta.
-Foi muito divertido ...- comentou ele.
-Foi mesmo.- ele se aproximou e me beijou.
-Te vejo amanhã ? - eu assenti.-Boa noite amor.
-Boa noite meu anjo.- Justin sorriu e foi até seu carro. Eu entrei em casa. A luz estava apagada, meus pais deveriam estar dormindo. Eu fui até meu quarto em silêncio, entrei e fechei a porta. Eu acendi a luz, coloquei minha bolsa em cima da minha escrivaninha e coloquei o meu pijama. Desliguei a luz e me deitei. Eu estava cansada, mas não conseguia dormir. Fiquei olhando um bom tempo pro teto do meu quarto, pensando ... sonhando acordada até que dormi.(...)

OOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOiiii beliebers lindas ? tudo bem ? MEUS DEUS ESSE CAPÍTULO FOI ... – complete no comentário, eu ia amar ler o que vocês acharam. GENTE CONTINUEM VOTANDO ALI DO LADO NA DIVA DA SEMANA OK ? Vamos ver quem vai ganhar hahahaha . AAh obg por quem me seguiu no FC do TT pra quem ainda não sabe é @Brazilieber_a , lá eu posto muitas frases sobre o Justin, bieberfacts, imagines e muitas outras coisas HAUDHUDHUDUHADUH, eai gostaram do meu FC ? ( respondom por favor SUAS LINDAS *-*) GENTE ali do lado tem um pequeno textinho chamado : DEPOIMENTO Kenny Hamilton. Eu chorei lendo, vale a pena ler (:
 awwwwn gente na boa, eu acho que eu escrevo mal sabe mas tirando isso , num todo minha imagine tem uma história bonita UHDAUHHDUHUDHUDA e no próximo capítulo Jennifer Conti e Justin Bieber vão ser convidados para sair com uns amigos , vai ter muita confusão, já avisando, desculpa pelos danos físicos no (...) deixa queto, vou deixar vocês curiosas kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk  sou meio do mal u.u , esperam que tenham gostado desse capítulo, comentem minhas lindas e muito obrigada pelo carinho (:
OBRIGADA POR TUDO E POR NÃO ME FAZEREM DESISTIR DO MEU BLOG, COMENTEM, EU AMO QUANDO VCS COMENTAM SUAAAAAAAAAS LINDAS *-*
NEVER SAY NEVER Õ/

Yasmim Lara : awwwn OMB, não incrível hahaha SUA LINDA Õ/
Marry me Bieber: você é maluquinha zé aranha, fiz uma parodia pra vc : AA ZÉ ARANHA SUBIU PELA PAREDE, VEIO A TATA E A DERRUBOU, A DONA ARANHA ... eu esqueci kkkkkkkk morri # obg por tudo, vou esperar vc aqui sempre hahahahahhahahahah <3 e só pra informar eu li em menos de 2 minutos pq sou uma purple ninja com os olhos HAHAHAHHAHAHAHAH
Yass Camargo B: gente na boa, um dos meus sonhos é publicar minha ib como livro hahah será que existe ? *ooooo* 
Thaissa: ee leitora safada eim 6' pode deixar vou tentar fazer bem HOT :3
Imagine Beliebers ♥: awn obg SUAAAA LINDAAA , eu fico mto feliz em saber, haha eu tenho uma fá morram de inveja, mentira não morram não kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk 
тнαıηα вєłıєвєя : amor seguindo e eu peguei o selinho (http://1.bp.blogspot.com/-vLXF4qeguSw/Tt5JdHxRSBI/AAAAAAAAAds/Kcl4cxxUe6U/s1600/55.jpg) obg *-----*
DIVULGANDOOOO : http://jdbloveyoou.blogspot.com/ ( leim beliebers *-*)    
 

6 comentários:

  1. Eu não sou maluca. Sou uma pessoa muito normal ú.u
    Amei a Parodia *----*
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk'
    E eu não tenho culpa se você lê rapido ú.u
    E pode deixar que eu sempre vou estar aqui!
    Se eu sumir, pode ter certeza que depois eu apareço de novo *---*
    Eu acho que fica meio chato ficar falando em todo comentario que sua #ib tá perfeita, então eu não vou falar nesse ú.u
    Mentira vou sim D:
    SUA #IB TÁ MUITO PERFEITA ZÉE MACACA!!
    CONTINUA POR FAVOR!!!!!!!
    Desculpe, não resisti :(
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk'
    Continua ;D

    ResponderExcluir
  2. Magina floor
    obg :)
    e pf COOOOONTINUAA SE NAUM VOU MORREEE !! kkkkkkkk'

    ResponderExcluir
  3. contiinua?mais q capitulo em meu Deus kk. \O/ abraço de fan kk brinks Tá perfeiito viiu *-*

    ResponderExcluir
  4. Vamos fazer o livro então Hahahahaha,SUA LINDA ><
    Fã Clube pra Thalia geente ,quem vem ?

    ResponderExcluir
  5. haha , espero que continue logo *-*
    anciosa pelo o ( HOT kkk )

    ResponderExcluir
  6. Gente Adoro Quando Acaba A Historia e tem vcs conversandooo eu dou muita risada kkkkkkkkkk' a parodia da aranha eu gostei muito e a Parte do Morra de Inveja Não mentira não morre não kkkkk meu eu amo esse IB é o melhor de todos que eu já li !
    Esta De Parabéns !

    Feliz Aniversario Thalia *-*

    ResponderExcluir