13 de nov de 2013

Capítulo único : ''Believe. I'm here for you.'' #WeBeliebersAreStrong

''Onde eu estaria se você não acreditasse?''

Abri mais uma carta e comecei a ler.

''Querido Justin, como vai? Meu nome é Anne Lewis tenho 17 anos e sou uma belieber. Não sei como esta carta estará em sua mão agora, mas acredite, 
eu fiz de tudo para que a lesse. Sou belieber a 4 anos e tenho que confessar que desde o primeiro dia tem sido difícil pra mim. Acho que você nem imagina 
o que acontece por fora das redes sociais né Justin ? 
Eles nos maltratam Justin. Você sabe ... os haters. Eles dizem que somos crianças, que você nem sabe da nossa existência ... que  ... você não se importa. Isso dói. 
Por que as vezes parece que é verdade. Você cobra um absurdo para te conhecer ... as vezes não dá para falar com a gente quando estamos seguindo seu carro, ou na frente dos hotéis ... 
Me desculpe de verdade por estar dizendo isso, mas esta doendo tanto e eu estava tão sufocada com isso. Fora os rumos ... 
Como dói ver pessoas falaram tão mal de você e julgarem nós fãs como se não tivéssemos coração ... Isso dói tanto Justin, mas eu nunca vou deixar de te amar tudo bem ? 
Você é minha vida, e mesmo que minha vida seja um sofrimento muitas vezes, você me faz sobreviver. Te amo.''

Limpei a lágrima que caia do meu olho.
-O que foi Justin ?-minha mãe perguntou.-O que houve?
Entreguei a carta a ela sem dizer nada. Assim que ela leu ela se sentou ao meu lado e me abraçou.
Eu imaginava que minhas beliebers passavam por isso mas eu não sabia que isso era tão ... intenso.
Qualé eu não podia deixar isso acontecer! Não com uma belieber minha!
-Justin , não chore, essas pessoas serão julgadas no final das contas ...
-Eu não posso deixar uma belieber minha ser maltratada assim mãe. Eu vou fazer alguma coisa!-disse me levantando.-Eu nunca seria capaz de ler algo assim e ficar parado!

-Alfredo tem certeza que essa é a escola dela?-perguntei olhando para o prédio. Acho que todos estavam em horário de aula agora.
-Tenho, eu consegui o endereço com uma amiga dela ... mas você não pode entrar lá sozinho, leve dois seguranças com você.
-Tudo bem.-forcei um sorriso e sai do carro. Os seguranças desceram comigo.
A escola estava aberta, pois Alfredo já tinha avisado que viríamos.  Fui até a diretoria agradeci a todos ali e perguntei onde era a sala de Anne Lewis. Ela estava no segundo ano.
Enquanto caminhava para a sala, eu estava nervoso. Nunca tinha feito uma surpresa assim ... e ... eu sabia que boa parte da classe dela provavelmente era a causadora de todo esse sofrimento.
Assim que cheguei de frente a sala, dei duas leves batidas.
-Licença.-disse e entrei. Todos ficaram de queixo caído quando me viram.-Eu gostaria de falar com a senhorita Anne Lewis.
Quando disse isso todos dirigiram seus olhares para uma garota que estava sentando lá no fundo. Era ela não era?
Sorri e caminhei até lá vendo que todos estavam estáticos com a minha presença. Olhei para a garota de olhos castanhos e ela parecia não acreditar que eu estava ali.
-Eu li sua carta.-disse baixo só para que ela ouvisse.-Você pode vir comigo?
Ela se levantou não conseguindo dizer nada e eu toquei em sua mão e a entrelacei na minha, a puxando junto comigo para fora da sala agradecendo a professora que estava ali.


Ellen: Como se conheceram ?-Ellen sorriu e perguntou para Anne. Ela não soltava a minha mão um segundo.
Anne: Justin foi a minha escola, e disse que tinha lido a carta que eu mandei a ele. E depois de lá ele me levou para conversar e nos divertimos a tarde toda.
Ellen: Você esta conhecida mundialmente por Justin ter feito esta maravilhosa surpresa,-ela me olhou e sorriu.-como se sente? Quer dizer, o que tinha naquela carta que Justin foi atrás de você?
Anne: Apenas a verdade.-ela disse.-Eu contei a ele sobre o bullying que sofro por ser fã dele.
Ellen: Bullying? Isto é muito sério!
Justin : E o pior,-me intrometi.- é que eu não sabia que era tão grave assim. E não só acontece com Anne, mas sim com a maioria das minhas beliebers, mas eu vou dar um jeito de mudar isso.
Ellen: E como pretende fazer isso Justin?
Justin: Primeiro eu começarei a abaixar o preço do meet e disponibilizarei alguns m&g a mais para que todos possam comprar. Vou fazer algumas surpresas para fãs também ... talvez até com um novo livro. Eu vou tentar ao máximo dar mais atenção aos meus fãs e tentar que todos tenham me conhecido algum dia.
Ellen: Uau isso é maravilhoso! Estou muito orgulhosa de você Justin!
Justin: Obrigada, mas fique orgulhosa da Anne que teve a coragem de me falar tudo isso e ainda estar aqui mostrando seu rosto para todos.

-O que você tanto pensa Justin ?-Anne me perguntou.-Esta se sentindo cansado ou algo do tipo? Se quiser pode ir embora, eu vou pesquisando depoimentos de fãs sque sofreram bullying e te mando.
-Não, não é isso. Eu estou realmente chocado com tudo isso. Eu não sabia que elas sofriam tanto por minha causa. E não só são minhas fãs, são  fãs de outros cantores também.
-Teve pessoas que até se mataram Justin ...-ela abaixou seu olhar.
-Você já pensou nisso ?
-Sim.-ela respondeu baixo.-As vezes tudo que eu quero é morrer, mas não depois de te conhecer.-ela sorriu. Eu não tinha percebido como o sorriso dela é lindo.-Afinal, agora você sabe da minha existência.
-Sabe o que eu estava pensando em fazer?-perguntei, vindo uma ideia em minha mente.-Eu acho que vou fazer uma festa.
-Uma festa?-ela sorriu.-E por que uma festa?
-Vou chamar meus amigos e algumas beliebers, o que você acha?
-Mas tem tantas beliebers ... tem certeza disso ?
-Eu vou escolher as garotas que estamos aqui pesquisando ... Quero ver alguém julgar elas depois de terem me conhecido. Eu vou fazer essa campanha pelo mundo tudo, para mostrar a elas que me importo.
-Isso é muito lindo Justin, eu estou orgulhosa de você!


-Ei Justin me solta!-ela ria enquanto eu a girava no ar tentando fazer cócegas nela.
-Não vou soltar até você dizer que eu estou muito bonito!-ri com ela.
-Ta bom, ta bom!-ela riu. A coloquei no chão.-Você esta bonito! Eu só estava brincando.-ela riu da minha cara.
-É sério? Achei que era verdade ...
-Claro que não!-ela riu de novo.-Pra mim você fica lindo de qualquer jeito ...
E naquele momento eu percebi,   o quanto aquela garota me amava.

-Justin!Justin!Justin!-a multidão gritava o meu nome. Era a hora. Segurei a mão de Anne e a puxei para o palco comigo.
-Ah meu Deus!-vi ela olhar para as pessoas na platéia.-Olha quantas pessoas!
-Olá!-gritei alto. Todas gritaram.-Eu trouxe uma garota muito especial aqui hoje.-apontei para Anne e a abracei de lado.-Ela esta me ajudando a realizar o sonho de todas vocês aqui. Anne , assim como vocês é bastante julgada por ser minha fã, e eu tenho que perguntar : Como as pessoas podem fazer isso ? Será que ninguém sabe que cada um tem seu gosto? Aqui e hoje, para todos que estiverem ouvindo, eu queria pedir respeito. Respeito aos meus fãs, respeito a todas as pessoas e as opiniões. Todo mundo tem o direito de se expressar. Isso é o que eu faço. Eu me expresso com a música. Podem me xingar a vontade, mas não xinguem as minhas beliebers!
Todas começaram a gritar e eu abracei forte Anne que logo saiu me deixando fazer o meu show.

-Justin, eu acho que você esta ficando muito tempo com a Anne não acha Justin ?-minha mãe me olhou com aquele sorriso carinhoso, de quando ela realmente quer conversar sério comigo.
-Ela é uma boa amiga mãe.
-E vocês são só amigos? As vezes parece que ...-a interrompi.
-Não mãe! Claro que não! Ela é minha belieber, minha amiga, uma pessoa que mais me ajudou até agora depois de tantas críticas.
-É, isso é verdade filho, só tome cuidado para que ela não se apegue demais a você e você tenha que deixa-la... Você viaja muito, e ela não pode faltar tanto da escola assim.


-Anne eu tenho que falar com você...-disse me sentando no sofá ao lado dela. Ela me olhou preocupada.
-O que houve?
-Eu vou ter que viajar.
-Isso quer dizer que eu não vou poder ir com  você não é ?-ela me olhou nos olhos, e eu me senti mal em estar falando isso.
-Sim, é isso. Mas eu vou te ligar sempre para ficarmos conversando, você é uma das pessoas mais especiais que eu já conheci, e eu espero que sejamos amigos para a vida toda.
-Sabe,-vi que ela já começava a chorar.-obrigada por tudo Justin. Por ter realizado o meu sonho, e principalmente por ter me deixado entrar na sua vida, que é a coisa mais importante pra mim.
A abracei com toda força que pude, e quando menos percebi, estávamos chorando juntos.

-Eu não to conseguindo mãe ... -disse entrando em seu quarto.-Eu preciso dela aqui comigo!
-Justin? De quem esta falando?
-da Anne mãe, da Anne!-esbravejei. -Ela me ligou e disse que os garotos da sala dela estão a perseguindo ! Ela me disse que só porque ela me conheceu, eles vivem fazendo zoações com ela!
-Isso tudo é inveja filho!
-É, mais eu vou resolver isso. Estou partindo hoje para a cidade dela.

-Justin?-ouvi a professora de Anne me olhar surpresa assim que entrei em sua sala. Meus seguranças estavam comigo.
-Posso falar com a Anne?
-Claro.-ela abriu a porta me deixando passar.
Todos me olharam inclusive Anne que estava ainda mais no fundo do que da última vez que estive aqui.
Andei entre as carteiras e fui até ela. Ela se levantou.
-Oi Justin.-a abracei.
-Como você esta?
-Feliz por você estar aqui de novo. Eu achei que nunca mais veria você. Como esta?
-Estou com saudade.-sussurrei em seu ouvido.-A diretora deu permissão para que você saia comigo, vamos?

-Por que voltou?-Anne estava no meu colo. Ela achou um tanto estranho, mas eu disse que não me incomodava que ela se sentasse ali.
-Eu não podia deixar você sofrer como está sofrendo ....
-Ta tudo bem ...-ela desviou o olhar de mim. Estava mentindo.
-Eu conversei com a sua mãe, ela vai tirar você daquela escola.
-E onde vou estudar?
-Comigo.
-Como assim ? Você já terminou de estudar.
-Vou contratar um professor particular pra você e você vai estar comigo em turnê.
-O que?-ela quase pulou do meu colo. -Isso é sério?!
-Sim, muito sério.
-Muito obrigada Justin, muito obrigada!- a abracei enquanto ela deixava algumas lágrimas escorrerem.
-Você não sabe o quanto eu amo você.-disse.-Obrigada por ter mostrado pra mim, que minhas fãs estão sempre comigo, e que tudo podia se concertar com o tempo.
-Eu é que te amo Justin!-ela sorriu.-Você é tudo pra mim.
Olhei naqueles olhinhos que brilhavam e fiz o que tinha que fazer, eu a beijei, e foi como se tudo perdesse o sentido naquela hora.

Continua...

Oi gente, bom eu me emocionei muito escrevendo isso. Tipo, é minha fantasia hahahahahahah mais deixa em off. Eu quis escrever pq eu to vendo muitas de nós serem julgadas por sermos fãs do Justin e isso tem que parar! Qualé! Que mal tem gostar de Justin ? Que mal tem ser fã dele? Eu tenho muito orgulho disso! Muito orgulho mesmo! Eu acordo todos os dias, já sabendo que eu vou para a escola, e todos vão começar a fazer piadas e até mesmo nossas famílias fazem. O Justin erra uma vez, e vem milhões de pessoas apedrejando ele inclusive essa mídia mentirosa. Vocês não tem noção de como eu estou mal com tudo isso. Mas graças a Deus com o tempo tudo isso vai passar. Agora vamos juntar nossas forças e mostrar isso ao mundo, eu estou tentando fazer a minha parte. Não temos que ver nossas irmãs tristes por causa de toda essa pressão. Temos que nos unir e conscientizar todo mundo!

Obs: acho que eu escrevi muito mal mas eu espero que tenham entendido meu recado.
Divulguem esse capítulo no twitter.
É só dar rt aqui > (CLIQUEM)
Obrigada a todos vocês!

USEM A TAG NO FACE, E NO TWITTER > #WeBeliebersAreStrong

11 comentários:

  1. Continueee eu to chorando sério

    ResponderExcluir
  2. Nn pode parar assim.... faz.uma segunda parte tha pfpfpfpfpf

    ResponderExcluir
  3. Mesnina, amei demais, serio, ficou perfect *-* Tu tem que fazer uma segunda parte, por favorzinho.... Enfim, espero que você continue com essa Ib perfeita, please... Beijos gata!

    ResponderExcluir
  4. eu achei lindo o q vc escreveu shawty... eu sei mto bem oq é ser criticada e zombada por gostar tanto do Justin assim... tenho 21 anos e não sou mais uma belieber, mas não deixei de admirá-lo... tenho acompanhado tudo o q falam dele na mídia e sei que ele comete erros, mas quem não erra? Ele é humano assim como todos nós e está passando por uma fase difícil que muitos já passaram e outros ainda irão passar... ele precisa de pessoas certas ao lado dele, já que, se ele tem essas atitudes é porque ele tem influências...
    lendo essa IB, me lembrei de uma forte ideia que me surgiu a duas semanas atras de fazer o mesmo que a sua personagem fez: escrever uma carta ao Justin, mas para lhe parabenizar pelos seus trabalhos de caridade que faz a quem necessita... mas como esse humilde papel chegaria às mãos dele? ou de alguém próximo a ele? E se minha família descobrisse, eu estaria muito encrencada.
    Essa fase de rebeldia dele vai passar, só espero que seja logo. Alguém como ele, de imagem pública, não é lembrado pelas suas benfeitorias por quem não conhece toda a sua história, mas sim só pelos seus erros e por causa deles são terrivelmente criticados...
    Justin tá crescendo, mas as pessoas não enxergam isso.
    Bem acho que já falei demais... vc está de parabéns pelo seu blog flor... continue assim... Bjos...
    PS: não posso me identificar pois tenho receio de que alguém conhecido acabe vendo meu cometário e falando pra minha família... esse assunto é mais complicado doq vc imagina...

    ResponderExcluir
  5. Divulga por favor? Obrigada (: http://iimagine-beliieber.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. http://imaginenadaparasempre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Tbm sou julgada por ser belieber, choro mesmo, choro muito! Mas o Justin é a minha força pra continuar, vamo q vamo <3

    ResponderExcluir
  8. Continua logo Kiridinha kkkkkkkk ta muito peeeeeerfeito .

    ResponderExcluir